sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Jovem morre vítima de choque elétrico em construção no Bequimão

O operário da construção civil Fernando Cruz Fernandes, de 24 anos, morreu na tarde de ontem (25), por volta das 16h, após tentar salvar a vida de seu pai. O acidente aconteceu na Rua 19, quadra. 29, casa 33, no Bairro do Bequimão, quando os dois homens trabalhavam em uma residência e quando o segundo tocou a rede elétrica com uma régua de metal.
Foto: G. Ferreira
Corpo de Fernando Cruz é colocado no rabecão do IML
De acordo Marcos Vander, vizinho do local onde aconteceu o acidente, Luís Carlos Passos Castro, de 46 anos, trabalhava na construção do telhado da casa, com seus dois filhos, Fernando Cruz e outro que não teve a identidade revelada, quando teria encostado uma ferramenta no fio de alta tensão. “Fernando, ao ver seu pai recebendo a descarga, puxou ele e caiu no telhado, mas não resistiu ao choque elétrico”, contou.
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, chegando ao local em poucos minutos, mas Fernando Cruz morreu no local, devido a uma parada cardiorespiratória. Luís Carlos Passos foi socorrido e levado para um hospital na capital. O corpo de Fernando foi removido da casa, por volta das 18h, após a perícia do Instituto de Criminalística (Icrim).
O mestre de obras responsável pelo serviço, Sebastião Manoel Trindade Filho, foi procurado pela equipe do Jornal Pequeno, mas preferiu não falar sobre o caso. De acordo com testemunhas, os operários não usavam equipamentos de proteção individual (capacetes, luvas, botas e outros), no momento do acidente

Comerciantes recebem autorização da Blitz Urbana

Autorizações foram emitidas aos proprietários que fizeram adequação do negócio.
Comerciantes recebem autorização da <i>Blitz</i> Urbana
SÃO LUÍS - Nessa quinta-feira (26), proprietários de lanchonetes e bancas de revistas, que atuavam em frente ao Ceuma I, no Renascença, compareceram à sede da Blitz Urbana para o recebimento da autorização que permite a venda de alimentos e revistas naquele local.

A entrega das autorizações faz parte de mais uma etapa do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), assinado pelos ambulantes no dia 24 de novembro de 2011, que previa a adequação das lanchonetes em trailers móveis.

As autorizações foram emitidas apenas aos proprietários que fizeram a adequação e que já haviam dado entrada na regularização do negócio. Segundo levantamento feito pelo setor de comércio informal da Blitz Urbana, vários vendedores ambulantes trabalham neste local, mas, até o momento, apenas três se regularizaram.

O proprietário da banca de revistas removida na quarta-feira (25), Dowver Azevedo Cruz, recebeu sua autorização e, agora, além de um local adequado, já pode trabalhar regularmente. Outros proprietários que, também, receberam sua autorização foram Lucelita Ribeiro Costa, para venda em banca de revista, e Paulo Henrique Rodrigues Polary.

Os vendedores ambulantes, que ainda não se regulamentaram, podem comparecer à Blitz Urbana para emitir sua autorização, desde que esteja adequado como determina o TAC.

Sistema de recarga de passagens está fora do ar

Usuários de ônibus estão sem conseguir recarregar a carteira de vale transporte ou passe escolar.
TV Mirante
SÃO LUÍS - Pane no sistema de recarga de carteiras para o transporte coletivo revolta passageiros em São Luís. Usuários de ônibus estão há dois dias, sem conseguir recarregar a carteira de vale transporte ou passe escolar.

A Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte disse que a pane danificou alguns equipamentos eletrônicos e que já está trabalhando para que o sistema volte a funcionar, mas não informou quando isso deve acontecer.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Acusado de violentar a própria filha é transferido para São Luís

Foi apresentado na manhã de ontem (24), na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), na Beira-Mar, Adonias Santos Barbosa, de 44 anos, morador do município de Primeira Cruz, suspeito de tentar violentar sexualmente a sua própria filha, uma adolescente de 16 anos, no último dia 2. Segundo informações da vítima, o pai já praticava os abusos contra ela desde os 11 anos de idade, mas não havia contado nada à mãe por receber constantes ameaças.
Foto: G. Ferreira
Adonias Barbosa teria abusado de sua filha de 16 anos
Segundo a delegada Higliana Freitas, responsável pela finalização do processo, Adonias foi preso na casa onde mora, em Primeira Cruz, cidade na qual responde outro inquérito por abuso sexual contra adolescente. “Lá, ele responde pelo crime de abuso sexual a outra jovem. Uma garota que não se sabe o parentesco, que morava na mesma casa que o suspeito”, adiantou a delegada.
O crime de tentativa de estupro – A delegada da DPCA informou que a filha de Adonias já foi ouvida, assim como a mãe da garota. Segundo o depoimento, que corre em segredo de Justiça, a garota era abusada pelo pai, que realizava banhos de ervas na garota, deixando-a, por muitas vezes, desacordada, e realizava carícias, mas sem penetração.
Mas no dia 2 deste mês, ele veio para São Luís e se deslocou até a casa da filha, no Tibiri. Ao perceber que a adolescente estava sozinha, tentou estuprá-la, agredindo-a com um arame farpado. O crime foi impedido com a chegada da outra filha, de quatro anos.
Diante das declarações da vítima e testemunhas, Adonias negou as acusações. Enquanto aguardava sua transferência para a Central de Custódia de Presos de Justiça de Pedrinhas (CCPJ), onde ficará à disposição da Justiça, a reportagem do Jornal Pequeno conversou com o preso, que afirmou ter praticado o crime contra a filha adolescente, silenciando em seguida.

Mulheres são vítimas de maníaco em Barra do Corda

Elas têm sido alvo de um homem que já está sendo chamado de o "maníaco do espeto".

BACABAL - Em Barra do Corda, um caso está chamando a atenção das autoridades de segurança e provocando medo na população, principalmente nas mulheres. Elas têm sido alvo de um homem que já está sendo chamado de o "maníaco do espeto", por atacar mulheres com um objeto cortante. Assista à reportagem de Nívea Arrais, da TV Mirante.

Polícia realiza reconstituição de assassinato de enfermeira

Ela foi morta com um tiro e, para a polícia, o marido da enfermeira é o principal suspeito.

IMPERATRIZ - Realizada hoje (25), em Imperatriz, a reconstituição do assassinato da enfermeira Ozeana dos Santos, ocorrido em dezembro do ano passado. Ela foi morta com um tiro e, para a polícia, o marido da enfermeira é o principal suspeito. Assista à reportagem de Tátyna Viana, da TV Mirante.

Polícia prende acusado de torturar companheira em Açailândia

Segundo a polícia, acusado torturava a esposa com requintes de crueldade.
Secom/Governo do Estado
enviarenviar  imprimir imprimir  
AÇAILÂNDIA - Uma ação da Polícia Civil de Açailândia realizada, na terça-feira (24), culminou na prisão de um homem, que torturava a própria companheira com requintes de crueldade. Valdimiro Batista de Jesus, 44 anos, foi detido em seu local de trabalho, localizado na Vila Ildemar naquele município.

A prisão de Valdimiro se deu em decorrência de um mandado de prisão preventiva expedido pela juíza Alessandra Costa Arcangeli, da 5ª Vara da Comarca de Açailândia.

De acordo com informações do delegado Regional de Açailândia, Vital Rodrigues de Carvalho, o acusado torturava a esposa, identificada como Maria Marlene dos Santos, 25 anos, com requintes de crueldade, espancando-a com instrumentos cortantes.

O delegado disse, ainda, que Valdimiro Batista aplicava uma infinidade de pequenas incisões, deixando o corpo da vítima com várias marcas e lesões de alta gravidade. Além das torturas, o acusado também mantinha a vítima em cárcere privado. Segundo a polícia, a mulher só conseguiu fugir no início de dezembro no ano passado.

Após o fato, a polícia começou a investigar e conseguiu levantar provas sobre as práticas ilícitas do acusado. Ao ser expedida a ordem judicial, a Regional de Balsas cumpriu prendendo Valdimiro Batista, que estava localizado na Vila Ildemar, em Açailândia. Ele foi levado para delegacia e, em seguida, foi encaminhado para o Centro de Custódia de Presos de Justiça (CCPJ), onde permanecerá à disposição da Justiça.

A polícia informou que o exame de corpo de delito da vítima mostrava marcas fortes dos espancamentos. O laudo pericial relatou que as práticas eram de extrema crueldade, e que mostravam reincidentes de crueldade. A polícia tem dez dias para concluir o inquérito e encaminhar à Justiça.

Maria Marlene permanece com uma filha numa casa de abrigo na cidade de Imperatriz, aguardando a decisão da Justiça, sobre seu encaminhamento para os familiares

Carro do governo do Maranhão é encontrado as margens da BR-135

Uma caminhonete L-200 4x4 de placa NHT 2847, cor branca, do governo do Estado do Maranhão, que servia a Regional de Educação de Itapecuru Mirim, se encontra foi encontrada as margens da BR-135.

Segundo o que apurou o site Itapecurú Notícias, o veiculo colidiu com a traseira de um automóvel Corsa GM de placa HPZ 8284 do município de Bacabal e foi abandonado no km 106, no município de Itapecuru.

A polícia Rodoviária Federal recolheu o veiculo para seu pátio no posto de Itapecurú//
O gestor de educação, professor José Carlos, informou a site que ele mesmo conduzia o veículo na hora do acidente e teve que buscar ajuda médica, mais que as providencias estão sendo tomadas para recuperá-lo.

Avião é encontrado há 120 Km da cidade de Balsas

O avião que caiu era de pequeno porte e utilizado na pulverização de plantações de soja. A aeronave pertencia ao piloto identificado como, Jean Charles, que também fazia voos comerciais na região de Balsas. De acordo com populares, ele era muito conhecido e experiente.
A outra vítima fatal do acidente ainda não teve o nome divulgado, mas era uma pessoa que também que trabalhava nas fazendas de soja, ere uma especie de “bandequeiro”, como é chamado na região a pessoa que entrega comida aos trabalhadores das fazendas. Os dois morreram carbonizados após a queda da aeronave.
Segundo as primeiras informações, o avião teria se deslocado ainda no domingo (22), a fazenda meios no extremo entre as cidades de Balsas e Tasso Fragoso. Ontem por volta das 6h da manhã de ontem segunda-feira (23), o avião teria se dirigido para outra fazenda, como não chegou ao destino no horário esperado e não havia contato, o avião foi considerado desaparecido.
No inicio da tarde desta terça-feira (24), os destroços do avião foram encontrados há cerca de 120 Km do local de onde havia decolado. Por enquanto, apenas uma das vítimas foi identificada, trata-se de Jean Charles, que era o piloto do avião.
O Corpo de Bombeiros e a Polícia estão no local do acidente, que é de difícil acesso. Os corpos serão encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML), em Imperatriz.

Polícia prende acusados de roubos e desmanches de carros em SL e PI

Uma operação que contou com a participação de policiais civis do Maranhão e Piauí, e que foi realizada na capital maranhense na tarde desta terça-feira (24), resultou nas prisões dos piauienses Carlos Willams Rocha, 27 anos, o “Carlinhos”, e Adolfo Menescal Mourão, 20 anos, também foi preso Antonio Virgilio Menesca, este o dono do “Sucatão o Virgílio”, localizado na Rua Jucante, Areinha, onde foram efetuadas as prisões.
No local da prisão, várias peças de carros foram encontradas e apreendidas. Segundo a polícia, eles são acusados de fazer parte de uma quadrilha especializada em roubo e desmanche de veículos. O grupo seria formado por membros das cidades de Teresina e São Luís. Dois elementos conseguiram fugir.
De acordo com a polícia do Piauí, a quadrilha vem sendo investigada em Teresina desde o ano passado. Carlos e Adolfo foram presos ano passado em Teresina, pelo mesmo crime, mais foram soltos e estavam morando em São Luís. Eles são filhos de um dos maiores sucateiros de Teresina, e contra a quadrilha pesa a suspeita de terem roubado cerca de 18 carros, entre Hilux, Astra, Montana, só de outubro de 2011 ate hoje.
Ao serem presos, os piauienses afirmaram que trabalhavam para o dono do sucatão, que contestou a informação, garantido que apenas havia alugado o ponto onde a dupla foi presa.

1ª Vara da Infância e Juventude disciplina participação de menores no Carnaval

A 1ª Vara da Infância e Juventude de São Luis divulgou, nesta segunda-feira (23), uma Portaria sobre a participação de menores no Carnaval. O documento, assinado pelo juiz titular José Américo Abreu Costa, disciplina a entrada e permanência de crianças e adolescentes em bailes carnavalescos e suas participações nos desfiles de Carnaval.
Juiz José Américo. (Foto: Divulgação)
A Portaria tem como base alguns dispositivos do Estatuto da Criança e do Adolescente, o ECA. O documento considera que é dever de todos prevenir a ocorrência de ameaça ou violação dos direitos da criança e do adolescente e, ainda, que a criança e o adolescente têm direito à informação, cultura, lazer, esportes, diversões, espetáculos, produtos e serviços que respeitem sua condição peculiar de pessoa em desenvolvimento, bem como locais e horários compatíveis com suas faixas etárias.

“No período carnavalesco são realizados inúmeros bailes e eventos diversos, com potenciais situações de risco para crianças e adolescentes. Existe, portanto, a necessidade de estabelecer normas específicas com relação à entrada e permanência de crianças e adolescentes nos locais que se realizem bailes carnavalescos e espetáculos congêneres, bem como suas participações nos desfiles de carnaval”, versa o juiz.

De acordo com a Portaria, a participação de crianças e adolescentes em escolas de samba, blocos, ligas, bandas e outras agremiações ou brincadeiras organizadas que desfilem em ruas ou passarelas, obedecerá a vários critérios.

Condições

Fica expressamente proibida a participação de crianças menores de 6 (seis) anos após as 22h. A participação de crianças menores de 6 anos somente será permitida até as 22h e desde que estejam acompanhadas de perto por seus pais, responsáveis legais (tutor ou guardião), ascendentes (avós) ou parentes colaterais até o 3º grau (irmão maior de idade ou tios), mediante apresentação de documento hábil que comprove o parentesco.

A participação de crianças em bailes, blocos e desfiles nas faixas etárias entre 6 e 12 anos de idade incompletos somente será permitida até as 24h e dependerá de Alvará Judicial fornecido pela Vara, que deverá ser requerido por cada agremiação participante.

Ainda segundo a Portaria, é permitida a participação de adolescentes maiores de 12 anos de idade em apresentações e desfiles depois de 24h, mediante autorização expressa e escrita dos pais ou responsáveis legais, ou quando acompanhados de perto por seus pais, responsáveis legais (tutor ou guardião), ascendentes (avós) ou parentes colaterais até o 3º grau (irmão maior ou tios), mediante apresentação de documento hábil que comprove o parentesco.

É proibida a permanência, condução e o desfile de crianças ou adolescentes menores de 16 anos em carros alegóricos ou similares, mesmo que acompanhados pelos pais ou responsáveis legais.

Os adolescentes maiores de 16 anos de idade somente poderão desfilar em carros alegóricos ou similares mediante Alvará Judicial da Vara, desde que o carro se evidencie seguro, protegido com guarda-corpo, que a altura máxima entre o chão e o piso do local em que se encontre o adolescente não ultrapasse três metros e não traduza mensagens negativas à sua integridade, apologia a crime ou contravenção.

Estes e outros dispositivos, como os documentos necessários à criança ou adolescente, pais ou responsáveis e agremiações ou brincadeiras, podem ser conferidos na Portaria, em anexo ao final do texto.

Mulheres são presas por tentar vender terreno sem autorização do dono no Araçagy

Três mulheres que trabalhavam na imobiliária Sollus Imóveis situado no bairro do Araçagy em São Luís foram presas nesta terça-feira (24) por tentarem vender um terreno no mesmo bairro sem autorização do dono.
A denúncia foi feita pelo próprio titular dos lotes 13 e 14 no Parque do Araçagy que foi colocado à venda pela imobiliária pelo valor de R$ 130 mil. A imobiliária chegou a fixar uma placa no terreno que pegou o proprietário do local de surpresa.
O delegado Carlos Alberto Damasceno, coordenador da Comissão que investiga a grilagem de terra em São Luís, acredita que o proprietário da imobiliária identificado por Sérgio Damiane seja autor de outros crimes na capital.
De acordo com dados da Polícia Civil, ele é suspeito de mandar matar sua ex-mulher identificada por Sandra Maria Dourado de 43 anos e um holandês conhecido por Joel Bastians no loteamento Alto Jaguarema na área do Araçagy no ano de 2010.
Ainda de acordo com o delegado, a polícia já tem provas suficientes para pedir a prisão preventiva do proprietário da imobiliária.

Consumidores pagarão menos por chamadas de telefone fixo para celular

A decisão faz parte de uma norma da Anatel, aprovada em outubro de 2011.
Agência Brasil
enviarenviar  imprimir imprimir  
Brasília – A partir de fevereiro, os consumidores pagarão menos pelas chamadas telefônicas de fixo para móvel. O Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) definiu ontem (24) que o valor das tarifas dessas chamadas será reduzido. Em média, a redução será de 10% sobre os valores pagos pelos consumidores. Apesar de ter sido aprovada na noite de ontem, a medida só será válida a partir do mês que vem.

A decisão faz parte de uma norma da Anatel, aprovada em outubro de 2011, que define que os usuários deverão ser beneficiados com a redução de tarifas, de forma gradual, até 2014. A ideia é fazer com que os usuários possam obter ganhos de até 45% no que se refere ao pagamento de tarifas telefônicas.

Pela decisão da Anatel, aos poucos, os usuários vão pagar cada vez menos. No total, a agência pretende promover a redução em três etapas. A última deve ficar em 7%.

Até o fim do ano passado, os consumidores pagavam, em média, R$ 0,54 por ligação de telefone fixo para móvel. A ideia é que a partir de fevereiro eles passem a pagar R$ 0,48. Depois, em 2013, paguem R$ 0,44 e, em 2014, R$ 0,425.

A norma foi publicada em novembro de 2011. Após a publicação, as empresas de telefonia tiveram 20 dias para a execução da medida. Em caso de não cumprimento, a Anatel informou que tomará as providências em relação a essas empresas.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Quadrilha arromba caixa eletrônico em Fortaleza dos Nogueiras

Cerca de oito homens fortemente armados invadiram na madrugada da última terça-feira (17) arrombaram um caixa eletrônico do Banco do Brasil no município de Fortaleza dos Nogueiras.
A ação criminosa aconteceu por volta de 2 horas da madrugada. A quadrilha armada com pistolas e fuzis de longo alcance, renderam três vigilantes de lojas que ficam nas proximidades da agência, os amarraram com cordas e entraram na agência.
(Foto: Reprodução)
No setor dos caixas de autoatendimento, usando um maçarico, os bandidos arrombaram um caixa eletrônico, cujo valor não foi informado.
Policiais de Balsas foram destacados para a cidade para investigar o caso e prender o bando. No assalto, teria sido utilizada uma caminhonete S/10, de cor prata, que teria sido tomada de assalto no dia anterior, entre os municípios de Grajaú e Formosa da Serra Negra, localizados na região central do Maranhão.
Os três vigilantes foram feitos reféns e liberados próximo ao município de Formosa da Serra Negra. Os três foram ouvidos no fim da tarde na sede da 11ª Delegacia Regional de Polícia Civil.

Ex-presidiário mata homem na Cidade Operária

Bruno Michael Pacheco Pereira, de 22 anos, residente na rua 12-C, casa 07, unidade 101, no bairro Cidade Operária, foi morto a tiros na tarde desta quinta-feira (19), em frente um comércio na rua 101, unidade 101 na C.O.
(Foto: Reprodução)
De acordo com a polícia, o acusado do crime foi identificado por Amaral, o criminoso estava em um veículo GM Classic, cor preta.
Amaral é ex-presidiário saio no e indulto de Natal e não voltou, a polícia acredita que o crime tem ligação com o tráfico de drogas.

Flanelinha é morto na porta da Seplan por vigilante

O flanelinha Jotaci Pereira do Lago, morador na rua Bom Jardim no bairro Coroadinho em São Luís, foi morto com dois tiros um na perna, outro no ombro, na tarde desta quinta-feira (19).
Flanelinha levou dois tiros. (Foto: Reprodução)
O acusado de ter cometido o crime foi um vigia da VIP, identificado por José Henrique Gomes está foragido. O crime aconteceu na rua Norte, no Centro, em frente a Secretaria Adjunta de Gestão e Modernização, onde o vigilante trabalhava.
Segundo parentes da vítima, o flanelinha tinha acabado de sair do Socorrão I, devido a um ataque epilético que teve. Ao passar em frente à Secretaria parou para urinar no muro, em seguida veio o vigia e o abordou, a vítima pediu desculpas, mas não foram suficientes para que o vigilantes não disparasse os tiros contra Jotaci Lago.
Jotaci Lago foi encaminhado para o Socorrão I, mas não resistiu e morreu logo após dar entrada no Hospital.
Em nota, a o Governo do Estado lamentou o ocorrido e informou que já tomou providências acerca do caso e também que já acionou a empresa VIP Vigilância, terceirizada pela Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplan) e que, de acordo com cláusula contratual, é a responsável pelos atos do vigilante acusado do ocorrido.
 

Servidores estaduais protestam para ter de volta Hospital do Ipem

Servidores públicos estaduais se reuniram, durante todo o dia de ontem (19), diante da Biblioteca Pública Benedito Leite (centro de São Luís), para protestar contra a decisão do governo do Maranhão de transferir o atendimento à categoria do Hospital Carlos Macieira (Ipem), no Calhau, para o Hospital São Luís, na Estrada da Mata (Cidade Operária). Atualmente, o Hospital do Ipem, como há anos é conhecido, passa por uma reforma na estrutura física – que ultimamente funcionava em estado precário. Futuramente, atenderá a comunidade como mais uma unidade do Sistema Único de Saúde.
A transferência dos serviços aconteceu em novembro de 2011, após a inauguração do Hospital São Luís, do grupo Multiclínicas. A decisão foi tomada pelo Conselho Superior do Fundo Estadual de Pensão e Aposentadoria (Consup), órgão do governo do estado, presidido pelo chefe da Casa Civil, Luís Fernando Silva. O conselho tem como membro o secretário estadual de Saúde, Ricardo Murad, e conta com apenas um representante dos servidores públicos, os quais entendem que a mudança deveria ter sido discutida com toda a classe.
Foto: G. Ferreira
Um abaixo-assinado está sendo elaborado para ser entregue ao governo
De acordo com os servidores, além de o local da nova unidade de saúde ser de difícil acesso, o Hospital São Luís ainda não está atendendo plenamente a categoria, pois a unidade não oferece atendimento de emergência. Os servidores que buscam esse tipo de serviço de saúde estão sendo orientados a se dirigir às unidades de pronto atendimento (UPAs).
O servidor público aposentado Newton Francisco Madeira, de 62 anos, contou que já teve conhecimento de que alguns servidores deixaram de ser atendidos devido à ausência de algumas especialidades médicas no Hospital São Luís.
“Não temos atendimento médico, ambulatorial e de emergência. O governo do estado tem de se sensibilizar sobre nosso problema. Os servidores querem o retorno do Hospital Carlos Macieira, que foi construído com o propósito de nos garantir o direito à saúde”, disse Newton.
O presidente da Central de Trabalhadores do Brasil no Maranhão (CTB), Júlio Guterres, explicou que a construção do Hospital Carlos Macieira só foi possível devido à contribuição mensal dos servidores estaduais, descontada nos contracheques dos trabalhadores.
Segundo Guterres, perto de R$ 100 mil dessa contribuição foram retirados indevidamente de um dos convênios destinados aos servidores, o Fundo Estadual de Pensão e Aposentadoria (Fepa).
Abaixo-assinado – Os servidores estaduais montaram no na Praça Deodoro uma banca para o recolhimento de assinaturas a favor da devolução do Hospital Carlos Macieira à categoria.
A atividade vai prosseguir nos próximos dias, sendo que grupos de servidores também vão visitar repartições públicas estaduais e sindicatos para passar o abaixo-assinado.
“Iremos recolher assinaturas de todos os servidores que buscam seu direito a um atendimento de saúde de qualidade. Nosso objetivo é reunir 40 mil assinaturas e, depois disso, encaminhar o abaixo-assinado ao governo”, anunciou Júlio Guterres.

Polícia Civil nas Ruas vai combater excessos no período pré- carnavalesco

O combate aos crimes relacionados à poluição sonora, ao tráfico de drogas e consumo de bebidas alcoólicas por menores serão o foco dos trabalhos do Programa Polícia Civil nas Ruas, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), por meio da Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC). O programa, que retomou as atividades desde o início de mês, continuará realizando rondas em bares, restaurantes e casas de show. Neste fim de semana, a operação dará atenção especial aos pontos de festas pré-carnavalescas. O intuito é verificar o cumprimento da Lei do Silêncio em diversos pontos e locais na Região Metropolitana.
“Neste fim de semana, por conta do período pré-carnavalesco, estaremos atentos também ao volume do som em bares e casas de show, principalmente nos locais onde existem blocos tradicionais. Não vamos permitir que excessos sejam cometidos”, declarou a superintendente de Polícia Civil da Capital em exercício, delegada Edilúcia Trindade.
Durante as noites de sexta-feira (21) e sábado (22), as equipes continuarão percorrendo as ruas seguindo o plano estratégico montado segundo as denúncias que chegam à delegacia de Costumes e Diversões Públicas (DCDP). Já no domingo (22), os trabalhos serão concentrados também na Península da Ponta d’Areia. “Na região da Ponta d’Areia recebemos muitas denúncias. No local, um bloco reúne muitas pessoas e com isso além do som da banda, alguns motoristas ainda abrem as malas de seus veículos e deixam o som em um volume alto”, ressaltou.
Os trabalhos serão realizados pelas equipes de policiais civis da SPCC, dos distritos policiais da capital e de peritos criminais da Superintendência de Polícia Técnica-Científica (SPTC) e, ainda, com o apoio da Polícia Militar e da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT). As denúncias podem ser feitas pelos telefones da Delegacia de Costumes (3214 8652/3214 8653) e do Disque Denúncia (3223 5800) e, ainda, pelo telefone 190 do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops).

Mulher assume não estar grávida de quadrigêmeos

Uma coletiva realizada hoje à tarde em Taubaté, interior de São Paulo, esclareceu que a professora Maria Verônica Aparecida César Santos não estava grávida. Para enganar até mesmo o marido ela usou uma barriga de silicone com enchimento de tecido.
O desfecho da dúvida se havia ou não a gravidez aconteceu nesta madrugada. A mulher teria passado mal e familiares se mobilizaram para levá-la ao hospital. Ela recusou atendimento médico e teria assumido a farsa.
O advogado Marcos Antonio Leite recebeu a informação por volta de 3h da manhã. Segundo ele, o marido, Kléber Eduardo Melo Vieira, entrou em estado de choque e teria chorado compulsivamente no momento em que viu que a barriga tinha apenas pedaços de tecidos e silicone. Ao se deparar com a cena da falsa gravidez, o então advogado teria pedido ajuda ao colega, Enilson de Castro, que agora cuida do caso. "Nem o marido a tocava, ela dizia que estava com estrias e o marido acreditou na gravidez", comentou Castro, que não quis revelar o real motivo da mulher em fantasiar uma gravidez, alegando a necessidade de uma conversa mais aprofundada com a cliente, já que teria assumido o caso às pressas, ainda na madrugada. Entretanto, não descarta a possibilidade de alegar problemas mentais na linha de defesa de Maria Verônica.
Uma provável justificativa para a farsa, não confirmada nem desmentida pelo advogado, seria a falta de atenção da família, já que o casal estava há cerca de 5 anos sem contato com os familiares que não aceitavam o relacionamento dela com o marido. "Ela se mostrou bastante arrependida", disse o advogado.
Mesmo afirmando não conhecer a barriga e não desconfiar da esposa, o marido da falsa grávida pediu afastamento do trabalho para cuidar da família. De acordo com Castro, o pedido de licença médica por estresse foi aprovado pelo serviço médico da empresa em que trabalha.
Com a maior dúvida respondida, se a mulher estaria grávida, agora a polícia deverá ouvir outros familiares. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Ivahir Freitas Garcia Filho, presente na coletiva, a mulher deverá prestar esclarecimentos na próxima semana e poderá ser ouvida em domicílio, a pedido da defesa que busca preservá-la do assédio das pessoas. A pena por falsidade ideológica e uma eventual vantagem sobre as doações recebidas podem levar a professora de um a quatro anos de reclusão. "Ela se perdeu no caminho e não achou meios para se encontrar", comentou o delegado. "Pelas pessoas que conversamos tudo levava a crer numa farsa. Tínhamos quase certeza que ela não estaria grávida", declarou.
Segundo o advogado que agora defende a falsa grávida, "ela se prontificou a devolver as doações". Caso algum doador recuse a devolução, ela prometeu fazer doações. Maria Verônica teria uma consulta psiquiátrica nesta tarde.

Ex-policial civil é preso suspeito de envolvimento em roubo de joias

Uma equipe de investigadores da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) prendeu o ex-policial civil Leonard Lopes da Silva, de 35 anos, acusado de ser o autor intelectual do roubo a um vendedor de joias, ocorrido na última sexta-feira (13), no Bairro da Cidade Operária. Dois policiais militares do 9° Batalhão também são suspeitos de participarem diretamente do crime, fazendo a abordagem à vítima.
A polícia chegou até o ex-policial por meio da própria vítima, Leonardo Bruno Silva Rodrigues, de 30 anos, que denunciou a prática do crime. O vendedor de joias relatou à Seic que no dia do roubo, cometido por cerca de três homens, todos armados com revólver e pistola, ele havia sido chamado para ir à casa de Leonard, pois este estaria interessado em comprar joias caras.
Foto: Reprodução
O ex-policial Leonard foi o mentor do plano e o soldado Talles, que está foragido, um dos executores
Antes de sair da residência do ex-policial, como contou Leonardo Bruno, Leornard teria recebido vários telefonemas no qual ele se comunicava dizendo que chegaria ao local em dez minutos, o que poderia ser um código para avisar aos demais quando a vítima iria sair. Leonardo foi assaltado assim que saiu da casa do acusado, tendo sido levada uma quantidade de joias avaliadas em cerca de R$ 500 mil. Em seguida, os assaltantes fugiram em um veículo Fiesta branco, e em uma motocicleta.
Após a denúncia da vítima, os policiais da Seic deram início às investigações, e no sábado fizeram a detenção de César Júnior de Sousa, de 33 anos, proprietário do veículo que teria sido usado no dia do roubo. De acordo com o superintendente da Seic, delegado Augusto Barros, César foi ouvido e depois liberado, mas como havia fortes evidências de ele ter participado do crime, foi solicitada a prisão preventiva do suspeito. Sendo que, no domingo (14), César foi preso em virtude do mandado de prisão. Com o suspeito, a polícia recuperou uma parte da mercadoria roubada, que estava escondida na casa dele.
O delegado Augusto Barros também solicitou a prisão do ex-policial, que foi concedida somente nesta semana, tendo ele sido capturado na quarta-feira (18). Com Leonard, foi localizada outra parte da mercadoria. As joias recuperadas são avaliadas em cerca de R$ 150 mil. Os suspeitos estão presos em uma unidade do Sistema Prisional da Capital, mas o superintendente não quis informar em qual, para garantir a segurança dos custodiados.
Mais dois PMs bandidos – Durante as investigações, a polícia descobriu o envolvimento de dois policiais militares, cabo Wellington de Jesus Costa e soldado Talles Enésio Campos Almeida, ambos lotados no 9° Batalhão de Polícia Militar, localizado na Vila Palmeira. De acordo com Augusto Barros, os dois tiveram suas prisões preventivas decretadas e, como não foram localizados, são considerados foragidos; além de contra eles existirem medidas disciplinares na Polícia Militar.
Segundo o superintendente, o cabo Wellington estava de escala para trabalho ontem, mas não compareceu. E que o soldado Talles Enésio deverá comparecer ao posto de trabalho hoje (20). “Caso eles não apareceram podem ser desertados, no período de oito dias”, informou.
O caso continua sendo investigado, e mais dois homens estão sendo procurados; eles foram identificados como Neto e Othon. A polícia não descarta a participação de outros policiais militares no crime.
César Junior e Leonard Lopes vão responder pelos crimes de formação de quadrilha armada e roubo a mão armada. As armas usadas no crime não foram apreendidas. Leonard Lopes foi expulso da polícia em 2007, após disparar um tiro na cabeça de um preso identificado apenas como “Pingo”, na Cidade Operária.

''Chuva em São Luís só em fevereiro'', alertam meteorologistas

A média de chuva esperada é de 373 milímetros. Abril deve registrar o maior volume de chuvas.

SÃO LUÍS - Na segunda-feira, dia 16, os pluviômetros do Núcleo de Meteorologia da Universidade Estadual do Maranhão (Uema) registraram um volume de chuvas de 25 milímetros. Apesar da intensidade das precipitações que atingiram São Luís, ainda não se iniciou de fato o período chuvoso na capital, o que vai acontecer somente em fevereiro, se estendendo até maio.

De acordo com a meteorologista Andrea Cerqueira, as chuvas que estão atingindo a cidade são causadas pelo chamado período de transição entre a estação seca para a chuvosa. Ela explicou também que nessa fase é comum que haja dias com muita chuva e outros ensolarados, como foi registrado nos últimos dias.

"Climatologicamente falando, esse é um período que chamamos de período de transição da estação seca para a chuvosa. Nessa fase, é perfeitamente normal que em alguns dias chova muito, outros sejam nublados e outros, ensolarados", explicou a meteorologista.

Os dados do Núcleo de Meteorologia mostram que a média de chuvas para este mês é de 244,2 milímetros. Em janeiro do ano passado, choveu 465,4 milímetros, 90,6% a mais do que era esperado para o mês.

Chuvas

O período chuvoso em São Luís vai começar apenas em fevereiro e a média de chuva esperada é de 373 milímetros. O mês que deve registrar o maior volume de chuvas é abril - são esperados aproximadamente 475,9 milímetros de chuva.

A previsão do Núcleo de Meteorologia da Uema é de que, durante o período chuvoso na cidade, chova o equivalente a 1.593,4 milíme-tros - 373 milímetros em fevereiro, 428 em março, 475,9 em abril e 316,5 em maio. No ano passado, durante esses quatro meses, choveu o equivalente a 1.536 milímetros, abaixo do que era esperado para o período.

Os meses de junho e julho também são considerados períodos de transição, mas da estação chuvosa para a seca. Nesse período, as chuvas começam a se tornar mais escassas e as temperaturas começam a se elevar. De agosto a dezembro, meses que caracterizam a estação seca na cidade, a temperatura em São Luís pode se elevar até os 35°C, em virtude da diminuição considerável do índice pluviométrico na cidade.

Volume de chuva esperado para este ano

Janeiro: 244,2mm (período de transição: estação seca para a chuvosa)

Fevereiro: 373mm (período chuvoso)

Março: 428mm (período chuvoso)

Abril: 475,9mm (período chuvoso)

Maio: 316,5mm (período chuvoso)

Junho: 173,3mm (período de transição: estação chuvosa para a seca)

Julho: 131,1mm (período de transição: estação chuvosa para a seca)

Agosto: 29,4mm(estação seca)

Setembro: 23,3mm (estação seca)

Outubro: 7,6mm (estação seca)

Novembro: 10,5mm (estação seca)

Dezembro: 77,4mm (período de transição: estação seca para a chuvosa

Cemar lamenta, em nota, acidente no Parque dos Nobres

Companhia já iniciou trabalhos de investigação para identificar as causas do acidente.

SÃO LUÍS – A Companhia Energética do Maranhão (Cemar) lamentou, em nota divulgada à imprensa nesta sexta-feira (20), o acidente ocorrido na noite dessa quinta-feira (19), que teve como vítimas Elton Ferreira da Silva e Vitorio Araujo Pereira. A companhia informa, ainda, que "já iniciou os trabalhos de investigação para identificar as causas que levaram ao rompimento do cabo de energia elétrica na avenida dos Nobres, no bairro Parque dos Nobres. Tão logo sejam esclarecidas as circunstâncias do acidente, a Cemar adotará as medidas adequadas, sem se furtar, de qualquer maneira, às responsabilidades que eventualmente possam decorrer deste fato".

A Cemar orienta as pessoas a não se aproximarem de fios e cabos partidos ou caídos e a não tocarem em pessoas ou objetos que estejam em contato com a rede elétrica. Por fim, a Cemar informa que em casos como esse, a central telefônica 116 deve ser avisada imediatamente com informações sobre o local e ponto de referência, para de que sejam tomadas as providências necessárias.

Ouvidoria da SSP já registrou catorze denúncias contra policiais

Segundo as estatísticas, as reclamações sobre violência policial têm aumentado nos últimos anos.

SÃO LUÍS - Nesses primeiros vinte dias de 2012, catorze denúncias de má conduta de policiais já foram feitas à Ouvidoria da Secretaria de Segurança Pública. Segundo as estatísticas, as reclamações sobre violência policial têm aumentado nos últimos anos.

Em dois casos mostrados ontem (19) em reportagens do JMTV-2ª Edição, há policiais denunciados por agressão e até assalto a mão armada. Assista à reportagem de Carla Ribeiro, da TV Mirante.

Segundo dados da Ouvidoria de Segurança Pública, 55% das denúncias se referem a ações de policiais militares e 32%, de policiais civis.

A ouvidoria recebe denúncias, elogios e consultas de informações sobre as instituições de segurança. Os contatos podem ser feitos pelos telefones 3217-4077 e 3217-4078 e também no blog wwww.ouvidoriama.blogspot.com.

BR-135 terá nova sinalização a partir de segunda-feira

A falta de sinalização contribui para o grande número de acidentes na rodovia.

SÃO LUÍS - O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) deve iniciar na segunda-feira, em caráter emergencial, a colocação de placas de sinalização na BR-135, em São Luís, onde a situação é precária.

Aliada à imprudência dos condutores, a falta de sinalização contribui para o grande número de acidentes na rodovia. Assista à reportagem de Douglas Pinto, da TV Mirante.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Jovem é morto a tiros dentro da própria casa na Jordoa

Naewerton Werick da Silva Ribeiro, de 19 anos, conhecido como “Tubarão”, foi assassinado ontem (18), por volta das 10h30, dentro de sua própria residência a tiros, no Bairro da Jordoa. O crime teria sido praticado por um adolescente de 17 anos, que adentrou na casa e efetuou vários disparos.
A vítima ainda foi socorrida em um veículo Montana, mas morreu antes de chegar ao hospital, tendo sido levado direto para o Instituto Médico Legal (IML). O caso foi registrado na tarde de ontem, por familiares da vítima, no 2° Distrito Policial, do João Paulo. No entanto, o caso será investigado pela Delegacia de Adolescente Infrator (DAI).
O motivo da morte de Tubarão, segundo apurou o Jornal Pequeno, seria pelo fato de ele ter tentado matar a sua própria mãe, que seria envolvida com o tráfico de drogas na região da Jordoa e Barreto. No momento da tentativa, o adolescente teria invadido a residência e efetuado os disparos.
Segundo o delegado Gustavo Alencar, do 2º DP, o suposto autor do crime havia sido apreendido na terça-feira (17), por estar em companhia de cinco pessoas presas por tráfico de drogas, e depois foi liberado. (VF)

Motorista de carreta morre após acidente na BR-135

Equipe do Samu foi acionada, mas o motorista do veículo morreu no local.

SÃO LUÍS – Um acidente grave na Vila Maranhão, próximo à sede empresa Votorantin, deixa o trânsito complicado na BR-135 na manhã desta quinta-feira (19). O motorista de uma carreta que fazia transporte de estruturas metálicas e concreto passou por um quebra-molas e acabou tendo a cabine do veículo invadida pela carga.

As primeiras informações foram repassadas à rádio Mirante AM pelo ouvinte Márcio Antônio Ferreira - durante o programa Ponto Final -, que passou pelo local pouco após o acidente - ouça a participação. O motorista ficou preso às ferragens e permanecia consciente, de acordo com o ouvinte, mas logo depois morreu, conforme informou, também na rádio Mirante AM, o repórter Douglas Pinto - da TV Mirante - ouça a participação.

Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e do Corpo de Bombeiros estiveram no local.

Ex-policial civil é preso por participar de roubo de joias

Investigações apontam, ainda, a participação de dois PMs no crime, acontecido no fim de semana.

SÃO LUÍS – Um ex-policial civil foi preso, acusado de participar de uma quadrilha que assaltou um empresário do ramo de joias, no último fim de semana, no bairro da Cidade Operária, em São Luís. Leonardo Lopes Matos foi preso após investigação da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic).

De acordo com as primeiras informações, o ex-policial civil teria agido com outras duas pessoas, que são policiais militares. Os bandidos teriam conseguido levar cerca de R$ 500 mil do empresário em joias.

Os outros dois envolvidos no crime já foram identificados. O cabo Wellington de Jesus Costa e o soldado Tales Enésio Campos Almeida, ambos lotados no 9º BPM, já tiveram suas prisões decretadas, mas, até o momento, ainda não foram presos.

Assaltos a ônibus têm redução em 2011, apontam dados da SSP

Informação foi divulgada, nesta manhã, pelo secretário Aluísio Mendes na Mirante AM.

SÃO LUÍS – O número de assaltos ao transporte coletivo em São Luís teve significativa redução em 2011, comparado a 2010. A informação foi divulgada nesta manhã pelo secretário de Estado de Segurança Pública, Aluísio Mendes, durante entrevista ao programa Ponto Final, da rádio Mirante AM - ouça a íntegra da entrevista. Pelos dados oficiais, a redução foi de 28%. O secretário, que participa de uma reunião que vai tratar, justamente, sobre a violência no transporte coletivo nesta quinta-feira (19), destaca, no entanto, que houve "aumento exponencial desse tipo de ocorrência" no mês de janeiro.

"Nós já estamos atentos e já traçamos estratégias para combater isso. (...) Há que haver uma parceria nessa questão. Vários Estados em que essa questão da empresa

Homem usa faca e martelo para assassinar esposa em Imperatriz

Crime aconteceu na manhã desta quinta-feira. Homicídio teria sido motivado por ciúmes.
Homem usa faca e martelo para assassinar esposa em Imperatriz
IMPERATRIZ – Na manhã desta quinta-feira (19), foi registrado um brutal assassinato na cidade de Imperatriz. Ismarly Pereira da Silva (foto) foi morta pelo marido, identificado como Adão Fernandes Santos, no bairro Entrocamento, na cidade da Região Tocantina.

De acordo com informações da Rádio Mirante AM, o crime teria sido motivado por ciúmes. Vizinhos do casal afirmaram à polícia que houve uma intensa discussão entre a vítima e o acusado horas antes do assassinato.

Para assassinar a esposa, Adão Fernandes Santos utilizou uma faca de cozinha e um martelo. Após tirar a vida de Ismaili Pereira da Silva, o autor do homicídio tentou suicídio. Ele foi levado ao hospital e, quando receber alta, será encaminhado à delegacia.

Presos falsos dentistas com documentos de Conselho do Maranhão

Natural de Rondônia, os falsos dentistas foram presos em Teresina, capital piauiense.

SÃO LUÍS - Dois homens presos que se passavam por dentistas em Teresina, capital piauiense, portavam documentos falsos do Conselho Regional de Odontologia do Maranhão.

Eles foram presos em flagrante numa clínica no Centro da Capital Piauiense. Segundo a polícia, os falsos dentistas são de Rondônia e já haviam praticado o mesmo crime no Estado de Mato Grosso.

Assaltada agência do Banco do Brasil em Poção de Pedras

Os ladrões entraram no banco pela caixa do ar condicionado. O valor roubado não foi divulgado.

SÃO LUÍS - Assaltada durante a madrugada desta quinta-feira (19), a agência do Banco do Brasil no município de Poção de Pedras, na região Central do Estado, a 329 Km da capital maranhense.

Segundo a polícia, os ladrões entraram no banco pela caixa do ar condicionado. Não foi divulgado quanto os bandidos conseguiram roubar.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Chuvas aumentam transtornos com obras paradas na área do Centro

Quase dois anos. Esse é o tempo que já duram os transtornos das obras de recuperação de drenagem das ruas do entorno do Mercado Central, no Centro de São Luís. O principal objetivo da obra era ajudar no escoamento da água empossada pela chuva, evitando os alagamentos na região, que há muitos anos acarretam sérios problemas para os moradores, comerciantes e consumidores de uma dos mais aquecidos pontos de comércio da capital maranhense.
Mas as chuvas chegaram, as obras pararam há quase um mês e a situação piorou. Após as primeiras chuvas de 2012, na segunda e na terça, o que se viu foi a instalação de um caos na área: lama, água de esgotos acumulada, lixo entulhado, mau cheiro e pessoas se equilibrando com dificuldade, em meio aos buracos e áreas alagadas. Sem contar a pavimentação de má qualidade que foi feita na região.
Foto: G. Ferreira
A lama, o lixo e a água empoçada tomam conta da Rua Fonte das Pedras e de outras na região do Mercado Central
Na Rua Fonte das Pedras, na esquina do Atacadão dos Cosméticos, lama e água empoçada quase tornam impossível a passagem de veículos e pedestres.
A promotora de vendas Adriadna Santana contou que a chuva de segunda-feira (16) invadiu parte da loja de cosméticos, onde trabalha há seis anos. A situação, segundo ela, nunca mudou. “Já aconteceu da água levar até a nossa mercadoria.”
O segurança Edivaldo Penha Costa disse que a região sempre apresentou problemas de infra-estrutura. Mas atualmente, segundo ele, as dificuldades são ainda maiores e os transtornos têm afastado os clientes das lojas.
“Parece que essa obra só veio a piorar a situação. A poeira toma conta dos produtos, a água suja e a fedentina afastam os clientes. As vendas caíram em 30%”, lamentou.
Antônio Pereira Rodrigues, vendedor de peixe há 22 anos no Marcado Central, também é um dos prejudicados com a queda nas vendas. Ele diz que os lucros caíram devido às péssimas condições das ruas do entorno e a do próprio mercado.
“Essa obra é uma vergonha. Depois de um bom tempo parado, agora resolveram trabalhar, no período de chuva. O que logicamente vai resultar em um péssimo trabalho. É como ver nosso dinheiro ser jogado fora”, indignou-se o comerciante.
A Rua da Inveja parece um cenário de guerra. Asfalto não existe mais. Enormes crateras ameaçam pedestres e residências antigas que estão a poucos metros.
Na Rua 7 de Setembro, uma das vias mais baixas da área, é acomodada grande parte da água empossada, que, sem ter aonde escoar, invade casas e comércios.
Para o taxista Gonçalo Pereira Pinheiro, 60 anos, há 45 trabalhando na área do Mercado Central, os serviços de drenagem, executados pela empresa Construção e Saneamento do Maranhão (Cosama), foram de péssima qualidade.
“As galerias que fizeram não funcionam. Só servem para acumular lixo”, disse Gonçalo.
Nas proximidades do Bradesco, uma enorme cratera aberta acumula água fétida de esgoto e põe em sério risco quem transita pelo local e mesmo os motoristas.
Outro lado – A Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) tem informado, sistematicamente, que as obras de retificação do Canal do Portinho, com serviços de drenagem profunda nas proximidades do Mercado Central, ainda estão sendo finalizadas, mas não explica por que os serviços pararam há quase 30 dias.
A Semosp informou também que a coleta de lixo em todo o centro da cidade está regular. No entanto, não se manifesta sobre a não retirada do acúmulo de lama, terra e areia no entorno do Mercado Central – principalmente na Rua Fonte das Pedras, altura das esquinas em que estão instaladas as lojas Duarte Variedades e Atacadão dos Cosméticos.

Casos de invalidez por acidentes de trânsito disparam no país

Maior parte dos casos é de jovens em idade economicamente produtiva; gasto previdenciário chega a R$ 8,6 bilhões

Sempre fui dinâmica, independente. Agora, não consigo trabalhar.' Desde que sofreu um acidente com moto, há um ano, Carlita Tarsiana Carvalho, 28, está afastada pelo INSS. Ela torce para recuperar os movimentos do braço esquerdo, hoje totalmente paralisado.
'Já passei por cirurgia, mas não obtive resultado algum', diz ela, que trabalhava em um supermercado, repondo mercadorias nas prateleiras.
A história de Carlita representa uma situação cada vez mais comum. Casos de invalidez permanente entre vítimas de acidentes de trânsito se multiplicaram por quase cinco entre 2005 e 2010, passando de 31 mil para 152 mil por ano.
Nos primeiros nove meses de 2011, houve novo aumento de 52%, para 166 mil, segundo números do Dpvat, seguro obrigatório pago por proprietários de automóveis.
Os dados revelam que a maioria dos acidentados –mais de 70% dos casos em 2011– usava moto e está em plena idade economicamente ativa (entre 18 e 44 anos).
O quadro preocupa a Previdência Social, que teme ter de arcar com os custos de uma geração de jovens aposentados por invalidez.
'O que mais tem crescido é a concessão de aposentadoria por invalidez devido a acidentes com motos', diz Leonardo Rolim, secretário de Políticas de Previdência.
'Há trabalhadores que só contribuíram [à Previdência] por cinco anos, mas que vão receber aposentadoria por invalidez pelo resto da vida.'
Projeções apontam que o INSS gastou R$ 8,6 bilhões com benefícios gerados por acidentes de trânsito. A cifra representa 3,1% de todas as despesas previdenciárias.
Prejuízo econômico – O Dpvat classifica os casos de invalidez como leves, moderados e graves.
O INSS considera que há situações em que, depois de um período de tratamento, o beneficiário pode voltar a trabalhar, ainda que em outra função. Mas, segundo especialistas, crescem os casos em que o trabalhador acaba tendo de se aposentar.
Antônio Carlos de Souza, 49, acha que dificilmente voltará a ser motorista: 'Não consigo subir escada ou dirigir, e já estou afastado há mais de três anos'.
Souza dirigia o carro da empresa onde trabalha numa tarde de dezembro de 2008 quando uma Kombi o atingiu. Após o acidente em estrada entre Jundiaí e Campinas (SP), ficou com uma perna mais curta do que a outra.
Segundo Ricardo Xavier, diretor-presidente da Seguradora Líder, que administra o Dpvat, o forte aumento da frota de carros e principalmente de motos nos últimos anos explica a explosão dos casos de invalidez.
'Qualquer acidente de moto pode gerar invalidez porque o motorista é mais vulnerável', afirma Xavier.
De 2001 a 2011, as vendas de motos quase triplicaram, chegando a 1,94 milhão no ano passado. Em 2011, as vendas de carros atingiram 2,65 milhões de unidades, pouco mais que o dobro das de 2001.
O engenheiro e sociólogo Eduardo Vasconcellos diz que a explosão dos casos de invalidez gerados por acidentes com moto representa um prejuízo para os acidentados e para a economia do país.
Ele diz que o cenário de acidentes com motos tende a piorar ainda mais nos próximos anos. 'Existe um grande desafio que é o que fazer com as motocicletas.'
A preocupação com o problema levou a Previdência a reivindicar participação no Contran (Conselho Nacional de Trânsito) para participar da discussão e da elaboração das políticas de trânsito.

Trio furta 84 relógios de loja em São Luís

Três elementos armados assaltaram no início da tarde desta terça-feira (17) uma loja no bairro do Cohajap em São Luís.
Da loja, o trio furtou R$ 1 mil em dinheiro, quatro pares de tênis, oito camisas da Nike, 84 relógios, além de celulares dos funcionários.
Os três fugiram em um veículo pálio vermelho sentido Olho D´Água. Até o momento, nenhum deles foi capturado.

Polícia investiga plano para assassinar juíza no Maranhão

Um analista de sistemas foi preso pela Polícia Civil do Maranhão sob suspeita de participação em um plano para assassinar a juíza do 6º Juizado Especial Cível de São Luís, juíza Lucimary Castelo Branco Campos dos Santos.
Outras duas pessoas, também estavam marcadas para morrer conforme as investigações da Polícia Civil. A prisão do analista Paulo Araújo Ferreira foi decretada pelo juiz Douglas de Melo Martins.
Em depoimento prestado à Polícia, o analista de sistemas revelou que recebeu uma proposta de R$ 10 mil para executar a morte da juíza. Ele receberia mais R$ 35 mil pela execução das outras duas pessoas ligadas ao Judiciário do Maranhão. A oferta, segundo a investigação, partiu da presidente da Associação dos Notários e Registrados do Maranhão (Anoreg), Alice Ribeiro Brito e do tabelião Luiz de França Belchior Silva Filho que hoje responde pelo cartório do 3º Ofício de Notas da Capital.
A investigação transcorre em segredo de Justiça mas alguns documentos sobre a articulação do plano foram divulgados no blog do jornalista Itevaldo Júnior, de São Luís. Conforme o depoimento do analista de sistemas, eles planejavam colocar um dispositivo eletrônico explosivo que seria colocado no tanque de combustível do carro da juíza. Esse explosivo seria acionado por meio de aparelho celular.
Ainda pelos depoimentos de Ferreira, a presidente da Anoreg pretendia executar a juíza em função de uma disputa pela exploração de cartórios na região metropolitana da capital maranhense. Brito queria assumir o cartório do 1° Ofício de São José de Ribamar.
Em nota oficial, a Corregedoria Geral de Justiça (CGJ) do Maranhão afirmou que já havia sido informada deste plano por policiais da Superintendência de Investigações Criminais da Polícia Civil (Seic) do Maranhão. A juíza Lucimary dos Santos está de férias e não foi encontrada para comentar o assunto.
Tanto a presidente da Anoreg, quanto o tabelião Luíz Filho negaram envolvimento no caso em depoimento à Polícia e classificaram o plano como “obra da imaginação” do analista de sistemas.
Esse plano de execução foi descoberto cinco meses após o assassinato da juíza Patrícia Acioli, da 4ª Vara Criminal de São Gonçalo (RJ) e três dias após uma bomba caseira explodir no Fórum de Rio Claro, a 173 quilômetros de São Paulo. Dois funcionários ficaram feridos. A bomba era destinada à diretora do Fórum, Cynthia Andrauss Carreta.
Repúdio
A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) condenou o atentado ao Fórum de Rio Claro e lembrou mais dois casos de ataques ao Judiciário brasileiro neste ano.
Em nota, a AMB diz que os atos se repetem no Brasil pela "falta de segurança" e que vão "proteger todos os juízes ameaçados".
"Tais atos configuram autêntico desafio à cidadania e às instituições democráticas. Defendemos que sejam adotadas medidas vigorosas pelas forças de Segurança e pelos Poderes Legislativo e Judiciário, como a criação de um serviço de polícia própria para o ambiente forense, treinada especificamente para esse tipo de demanda.
Temos que dar um basta a essa onda de intimidação e violência que teima em desafiar as forças do bem, da lei e da paz social. Não nos curvaremos à incompreensão e à intimidação: onde houver um Juiz ameaçado, lá estaremos também para protegê-lo e reclamar por segurança", diz o texto.

Barreira Alpha 1 volta à atividade na BR-010

Após 40 dias, a Barreira Alpha 1 da Polícia Militar, montada na BR-010, próximo ao viaduto da Ferrovia Norte/Sul, voltou a funcionar.
A Barreira Policial Alpha 1 estava desativada desde a greve dos policiais militares, fato ocorrido no mês de dezembro. Na ocasião em que os policiais militares estavam em estado de greve, vândalos incendiaram uma dependência da barreira, justamente a que era usada para descanso dos militares.
Em função disso, o Tenente Coronel Aldimar Zanoni Porto determinou temporariamente que a Barreira Alpha 1 fosse desativada até que o local fosse reformado, o que aconteceu agora.
A Barreira Policial Alpha 1 está funcionando desde terça-feira da semana passada. Portanto, chegou a oito dias da volta à atividade da importante Barreira Policial. Ontem estavam trabalhando o Sargento Adelino e o Cabo Viana.
Mas a Barreira Policial Alpa 1, pela sua importância, precisa ter o contingente aumentado. É humanamente impossível apenas dois policiais realizarem um trabalho a contento, haja vista que no local são dois fluxos, entrada e saída. Além disso, seria necessária a colocação no local de um sistema de informática para que os policiais possam realizar consultas rápidas sem a necessidade de acionar a Central de Operações no Quartel do 3º BPM.
Mesmo diante das deficiências, é de suma importância para a Imperatriz e região o funcionamento da Barreira Policial Militar Alpha 1. No local, já foram presos vários criminosos e apreendidos vários quilos de drogas diversas, inclusive cocaína.

Polícia está à procura dos suspeitos de aplicar golpe em professora aposentada

A Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) está de posse das imagens do circuito interno de um supermercado da capital maranhense, localizado no Bairro do Cohajap, nas quais aparecem os dois suspeitos de aplicar um golpe de R$ 37 mil em uma professora aposentada na última sexta-feira (13). Segundo a vítima, um dos acusados não tinha sotaque maranhense, e os homens sumiram após realizar uma série de saques em algumas agências bancárias. A polícia investiga para saber se os dois estelionatários atuam na companhia de outras pessoas, e se há uma quadrilha atuando em São Luís, composta por integrantes foragidos de Fortaleza (CE).

Foto: Reprodução
Dupla está sendo procurada por aplicar golpe em professora
Na sexta-feira, a professora, de 57 anos, estava no supermercado, quando foi abordada por um homem que se identificou pelo nome de "Antônio" – ele aparece nas imagens de camisa clara, fingindo ser analfabeto e não conhecer a cidade. Antônio estava com vários papéis na mão e pediu ajuda para a mulher, procurando um endereço no centro de São Luís.
O comparsa de Antônio, nas imagens de camisa escura, apresentou-se como "Eduardo", dizendo ser auditor da Receita Federal. O suposto auditor se mostrou prestativo à situação, pegou os papéis das mãos de Antônio, e teria identificado que a papelada seria um bilhete premiado da loteria. Neste momento, Antônio pediu para a professora retirar o prêmio para ele, e em troca ela iria receber o valor de R$ 10 mil, mas isso seria possível, se ela comprovasse sua idoneidade financeira.
O auditor fiscal sugeriu fazer uma transferência de R$ 30 mil para a conta da professora, para facilitar a retirada do prêmio (que nunca existiu) e a recompensa. Diante de uma boa recompensa, a professora saiu em seu veículo com os dois homens para o Banco do Brasil, na Avenida dos Holandeses, no Calhau. Nesta agência, Eduardo desceu para realizar o suposto saque, e pediu para a professora ficar com Antônio dentro do veículo, em uma concessionária próxima ao banco, depois retornou com o envelope pardo, com os R$ 30 mil.
Segundo a vítima, depois os três foram ao banco para efetuar o depósito na conta da professora, quando Eduardo pediu o cartão dela e foi sozinho efetuar a operação. No entanto, em vez de fazer o depósito, ele fez um empréstimo de R$ 30 mil na conta da vítima.
Em seguida, o golpista realizou uma série de saques em agências do Banco do Brasil, em São Luís. Ele retirou R$ 10 mil, às 12h44, na agência Jaracaty; às 13h04, R$ 5 mil – agência Renascença; às 13h30, R$ 10 mil – agência São Francisco; às 13h45, R$ 7 mil – agência Palácio dos Leões; e às 13h50, R$ 5 mil, da agência Deodoro. A vítima relatou à polícia que, todo dinheiro sacado, era colocado em uma sacola preta, de posse de Eduardo.
Após efetuar o saque, os três se dirigiram até à Caixa Econômica, na Praça João Lisboa, onde Eduardo e Antônio desceram do carro e pediram que a aposentada estacionasse próximo àquela agência, no entanto, quando ela estacionou e procurou os dois golpistas, eles haviam sumido e levado todo o dinheiro.
A polícia pede que informações sobre os suspeitos sejam passadas para o Disque Denúncia (98) 3223-5800 na capital e 0300-313-5800 no interior, e também ao 190 – Polícia Militar. A Seic solicitou as imagens do circuito interno do Banco do Brasil do Calhau para perícia policial.

R10 teria levado mulher para concentração

Flamengo tem vídeo que mostra camisa 10 entrando em quarto de uma mulher.
imirante.com
RIO DE JANEIRO - O Flamengo não tem a prova concreta de que Ronaldinho levou a mulher para a concentração, mas o departamento jurídico do clube tem indícios da indisciplina. A investigação foi iniciada por Vanderlei Luxemburgo e chegou ao conhecimento da presidente Patrícia Amorim. Ela pediu que o vice jurídico Rafael de Piro viajasse a Londrina para esclarecer o assunto e observar as imagens.

O GLOBOESPORTE.COM apurou que o vídeo tem momentos que comprometem o jogador. Uma mulher loira e magra, chamada Bruna, faz o check in no hotel durante a manhã e se dirige a um dos quartos do 14º andar – a delegação estava no sexto e sétimo andares. No início da madrugada, R10, com uma garrafa de bebida alcoólica em uma das mãos, entra no mesmo quarto em que está a mulher. Ele reaparece no corredor na manhã seguinte e entra no elevador. Bruna desce e toma café normalmente com outros hóspedes.

Ao saber da história, Luxemburgo ficou irritado e suspeitou que os seguranças tivessem auxiliado Ronaldinho. Ele os chamou para uma reunião e foi duro.

De Piro está com as imagens do circuito interno do hotel e diz que o astro foi advertido por andar pela concentração fora do toque de recolher (marcado para as 23h).

- Fui a Londrina resolver esse assunto a pedido da Patrícia Amorim e avaliamos as imagens. Ele circulava em horário impróprio dentro da concentração, mas as imagens não mostram acompanhado por ninguém. Ele foi advertido e tratamos o assunto internamente. Ele deu uma satisfação, mas não quero falar sobre isso – disse De Piro, por telefone.

A ideia inicial da diretoria era abafar o caso para evitar fortalecer o discurso do técnico Vanderlei Luxemburgo, que se queixa da falta de comprometimento de Ronaldinho nos treinos.

Em Sucre, o treinador comentou o episódio.

- Meu trabalho sempre foi o seguinte: assunto interno é tratado internamente. Tudo que passamos aqui passamos para a diretoria. Nunca tratei nada de ordem disciplinar de forma externa. Não adianta dizer se é verdade ou mentira. Passo os fatos. Não são factóides, são fatos. Foi passado tudo que tinha de ser passado, com certeza absoluta para a diretoria - declarou.

Casarões estão ameaçados de desabar com a chuva

De acordo com o Iphan, cerca de 70 prédios estão em péssimo estado de conservação.
Casarões estão ameaçados de desabar com a chuva
SÃO LUÍS - Com a transição entre o período seco e chuvoso em São Luís, aumenta o risco de desabamento de alguns casarões do Centro Histórico. Segundo a Superintendência de Defesa Civil do Município, várias famílias se recusam a deixar os prédios que estão em péssimo estado de conservação. Entre os imóveis sob responsabilidade do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), cerca de 70 prédios foram identificados com algum risco.

A proximidade do período chuvoso coloca de novo vários casarões do Centro Histórico em risco. Muitos estão com os telhados danificados, infiltrações nas paredes, piso e outros problemas, mas muitas pessoas insistem em morar nesses locais. Segundo a Superintendência de Defesa Civil, quatro casarões com alto risco de desabamento abrigam famílias atualmente.

Várias visitas já foram realizadas nesses endereços para reavaliação, mas as pessoas se recusam a deixar os locais. Segundo a superintendente de Defesa Civil, Elitânia Barros, novas abordagens serão feitas ainda esta semana, antes do início de chuvas mais intensas. "Muitas vezes, as pessoas insistem em se arriscar por comodidade ou por não ter outro lugar para abrigar todos os familiares, como ocorre em um dos casarões da Rua da Palma", comentou.

A previsão meteorológica é de que o tempo instável e chuvoso deva continuar ao longo desta semana, com possibilidade de precipitações moderadas a fortes. O período chuvoso está previsto para começar apenas em fevereiro e se estender até abril.

Iphan

Na área tombada pelo Iphan, há cerca de 4 mil casarões tombados e a maioria é de propriedade particular. A capital do Maranhão abriga ainda o maior conjunto arquitetônico de origem portuguesa do Brasil, mas muitos desses imóveis estão em ruínas. Alguns estão isolados para impedir a invasão por moradores de rua, mas também não passaram por nenhuma manutenção recente.

Entre os casarões localizados em área de responsabilidade federal, 5% de 1.353 imóveis malconservados apresentam algum risco em sua estrutura. Essa porcentagem corresponde a aproximadamente 68 prédios com risco. Nesses imóveis, o proprietário é responsável pela manutenção do local e, caso não atenda à notificação preliminar de reforma do casarão, o imóvel pode ser embargado.

Moradores de rua depredam prédios

Em vários endereços do Centro Histórico, basta um rápido passeio para identificar as péssimas condições de imóveis que abrigam comércios e residências. Na Rua da Estrela, alguns apresentam buracos nos pisos e teto e as infiltrações causadas pelas raízes de plantas que crescem nos telhados. Muitos moradores dizem que a única solução que podem dar é aparar a água das goteiras com baldes.

Um exemplo é um casarão de três andares localizado na esquina entre as ruas da Saúde e Afonso Pena. No andar térreo do prédio, funcionam uma oficina e um bar, e o teto do local apresenta rastros de cupim e infiltrações. Os comerciantes vizinhos contam que telhas já chegaram a cair na calçada nos dias de chuva mais intensa, como aconteceu em outubro do ano passado.

Mas, apesar do risco de desabamento, a maior reclamação dos vizinhos é de que esse prédio está sendo ocupado por um grupo de usuários de drogas. Segundo a vendedora Ana Lúcia Ferreira, além do abandono do proprietário, o prédio sofre com a depredação causada pelos invasores. "Uma casa desse tamanho e com uma localização muito boa podia estar funcionando como um hotel ou um órgão do governo, mas está jogada para se acabar de vez", disse.

Mulher fica ensanguentada após confusão em pousada de São Luís

Caso aconteceu em pousada que fica na avenida dos Holandeses, na Lagoa da Jansen.

SÃO LUÍS – Uma confusão em uma pousada em São Luís deixou uma pessoa gravemente ferida. O caso aconteceu na pousada Tropical, que fica na avenida dos Holandeses, na Lagoa da Jansen. De acordo com testemunhas, um casal entrou em um apartamento da pousada por volta das 7h35 desta quarta-feira (18). Depois das 9h, começou a confusão. Segundo relato de testemunhas, o casal começou a brigar intensamente e chegaram a quebrar garrafas e objetos do interior do quarto.

Após a confusão, o homem saiu do apartamento e saiu em um veículo modelo Pálio, de cor preta e placa NHM 0712. Ao tentar sair da pousada sem pagar a conta, o homem deu um empurrão em uma funcionária do estabelecimento, conforme relatou outro funcionário em entrevista ao repórter Domingos Ribeiro durante o programa Ponto Final, da rádio Mirante AM - ouça à íntegra do relato. Ela bateu com a cabeça contra uma estrutura de cimento e ficou ensanguentada.

A funcionária já foi socorrida por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada para um hospital da capital. O caso chamou a atenção de motoristas que passavam pelo local.

Casas contruídas com recursos do PAC estão abandona

O problema virou caso de polícia, que evitou a invasão dos imóveis em residencial.

IMPERATRIZ - As primeiras casas construídas em Imperatriz com recursos do PAC, há três anos, foram tomadas pelo mato e estão sendo destruídas pelo vandalismo. O problema virou caso de polícia, que evitou a invasão dos imóveis no Residencial Recanto Universitário. Assista à reportagem de Tátyna Viana, da TV Mirante.

O secretário de Infraestrutura de Imperatriz, Roberto Alencar, informou que uma equipe já foi designada para limpar toda a área. Segundo ele, as casas devem ser entregues até o mês de março, assim que forem concluídas as obras de saneamento básico.

Mulher é atingida por linha de pipa que continha cerol

A mistura de cola e vidro moído torna perigosa uma brincadeira aparentemente inofensiva.

IMPERATRIZ - Uma mulher que voltava do trabalho em uma motocicleta em Imperatriz teve o pescoço atingido pela linha de uma pipa que continha cerol. A mistura de cola e vidro moído, muito usada por crianças e adolescentes, torna perigosa uma brincadeira aparentemente inofensiva. Assista à reportagem de Jeremias Alves, da TV Mirante.

Interdição de beco vira motivo de bate-boca no Cohatrac

Quem vai precisar alterar o percurso não gostou nada dessa medida.

SÃO LUÍS - Confusão e bate-boca entre vizinhos no Cohatrac III, em São Luís. Moradores decidiram por conta própria fechar um beco de acesso a outras ruas. Quem vai precisar alterar o percurso não gostou nada dessa medida. Assista à reportagem de Carla Ribeiro, da TV Mirnate.

A Prefeitura de São Luís ainda não se pronunciou sobre o problema mostrado na reportagem.

Maranhenses afirmam ser vítimas de mais um golpe

Compra de passagem aérea foi feita por meio de cartão de crédito sem autorização das vítimas.

SÃO LUÍS – Mais uma maranhense é vítima de golpe, desta vez no município de Gonçalves Dias – a 340 km da capital, São Luís. Daniel Silva de Sousa procurou a equipe do portal Imirante, na manhã desta quarta-feira (18), para relatar o que havia acontecido. Segundo ele, a mãe, dona Irani Silva de Sousa, foi vítima de uma estelionatária de Recife, em Pernambuco. Uma compra de uma passagem aérea da companhia Azul Linhas Aéreas, com destino a Minas Gerais, foi feita no cartão de crédito de Irani. A compra, no entanto, não foi autorizada nem por dona Irani, nem por Daniel – já que os dois possuem conta conjunta.

Ele se surpreendeu ao receber a fatura do cartão de crédito, sobretudo porque dona Irani está em uma viagem de balsa, em Gonçalves Dias, portando o cartão de crédito. Logo, segundo ele, ela não poderia realizar a compra. Daniel já contatou as autoridades policiais em Pernambuco, que afirmaram a ele que estarão de prontidão no aeroporto da capital pernambucana para evitar o embarque da mulher que, supostamente, teria comprado o bilhete, identificada, ainda de acordo com Daniel, como Gisélia Amaral. Segundo a polícia, mãe e filho podem ter sido vítimas de clonagem do cartão de crédito.

Daniel afirma que ele e a mãe foram vítimas do crime econômico de estelionato – previsto pelo Artigo nº 171 do Código Penal Brasileiro (Decreto-Lei nº 2.848/40), que decreta pena de um a cinco anos de prisão e multa para quem "obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento".

O Imirante tentou contato a Delegacia de Polícia do Turista (DPTUR) do aeroporto internacional dos Guararapes, em Recife, para obter mais detalhes, mas conseguiu, apenas, confirmar que a unidade havia sido informada sobre o caso.

Estelionato

Na última sexta-feira (13), uma mulher havia sido vítima de dois estelionatários em São Luís. A vítima foi abordada pela dupla em um supermercado. O crime rendeu, aos bandidos, R$ 40 mil. A polícia ainda procura os estelionatários.

Disque-Denúncia

Qualquer informação que leve à prisão dos bandidos pode ser repassada pelos telefones 190, da Polícia Militar, e (98) 3223-5800 (capital) e 0300-313-5800 (interior), do Disque-Denúncia. O serviço funciona 24h e não é necessário se identificar.

Esgoto próximo a hospital é motivo de reclamação

Segundo moradores, o problema já se arrasta há dois anos e causa muitos transtornos.

BACABAL - Em Bacabal, moradores da Rua Maranhão Sobrinho, no Centro da cidade, reclamam da falta de saneamento na rua do Hospital Laura Vasconcelos. Um problema que, segundo eles, se arrasta há dois anos e vem causando muitos transtornos. Assista à reportagem de Nívea Arrais, da TV Mirante.

Segundo o diretor do Hospital Laura Vancocelos, Marcos Lins, o esgoto alvo das reclamações é de outra rua que passa pelo hospital. Ele disse ainda que não se trata de lixo hospitalar, e que o problema já foi comunicado à Secretaria de Obras do município.

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Taxista de 60 anos é preso por abusar da enteada durante oito anos

O taxista Francisco de Assis da Silva de 60 anos foi preso na cidade de Riacho Fundo por abusar sexualmente de sua enteada desde os nove anos de idade. Hoje, a jovem está com 17 anos.
Os abusos ocorriam no trajeto de volta para casa, quando Francisco pegava a enteada na escola ou durante as madrugadas na própria residência. No ano passado, a menor narrou os fatos em uma carta entregue à professora que acionou o Conselho Tutelar. O caso foi apurado e a menina foi tirada da casa que morava com a mãe e o padrasto e passou a morar com uma tia.
Apesar dos laudos do IML comprovarem o estupro, a mãe da menor nega.

Daniel está fora do BBB12

O apresentador Pedro Bial abre o programa falando sobre o comportamento de Daniel. "Desde domingo de manhã, a direção avalia o comportamento de Daniel, suspeito de ter infringido as regras do programa", explica Bial.
“O Big Brother avaliou o comportamento de Daniel sem precipitação, com o máximo cuidado. Analisamos as imagens que evidenciaram uma infração ao regulamento do programa. Depois de criteriosa avaliação, a direção do programa entendeu que o comportamento do brother na noite da festa foi gravemente inadequado. Consequentemente, Daniel está eliminado do BBB12”, anuncia o apresentador.

História de um hospital confiscado por Roseana

Quando esteve em Pinheiro, na campanha vitóriosa para o governo do Estado, Jackson Lago anunciou um dos seus compromissos para com a cidade e demais municípios da região: a construção de um Hospital de Urgencia e Emergencia da Baixada, a ser cosntruído em Pinheiro.
Não demorou muito, José Sarney e sua tropa de choque, formada também por magistrados do STF, inicia o processo de cassação do governador. Provas são forjadas e depoimentos comprados. A qualquer custo e a qualquer preço, Sarney queria dar um presente a sua filha Roseana Sarney, derrotada nas urnas: o governo do estado.
Antes de ser golpeado e absurdamente apeado do poder, o Governo Jackson Lago depositou R$ 10,6 milhões nas contas da prefeituta de Pinheiro, recursos totalmente garantidos pelo Tesouro Estadual, para a construção do Socorrão da Baixada, que teria, entre outros, 104 leitos de enfermaria, 10 leitos de UTI, quatro salas de cirurgia, 10 de consultas e 11 leitos de observação.
“A população não precisará ir mais para São Luís para receber atendimento de emergência e urgência. Teremos aqui um Socorrão com atendimento humanizado e mais próximo da população da Baixada”, disse o governador Jackson Lago ao assinar o convênio com a Prefeitura de Pinheiro, em uma solenidade que aconteceu na sede da prefeitura, acompanhado do prefeito Zé Arlindo Souza, do deputado estadual Penaldon Jorge, de secretários, de prefeitos da região, de várias outras autoridades e parte da população de Pinheiro..
O dinheiro para executar o projeto foi seqüestrado da conta da prefeitura, pela governadora Roseana Sarney. Ninguem sabe o que foi feito com esse dinheiro.
O Governo Jackson comprou a idéia do Socorrão da Baixada, depositou o dinheiro na conta da Prefeitura e o projeto estava em marca acelerada para acontecer, mas foi bruscamente interrompido. A esperança da região de ter seu hospital de Urgencia e Emergencia morreu. Os nossos conterraneos de Pinheiro e da Baixada continuam levados em ambulancias para morrerem nos corredores do Socorrão, em São Luis.

Três morrem nas últimas horas vítimas de acidente com moto

Dos cinco corpos que deram entrada nas últimas horas no Instituto Médico Legal (IML) de São Luís, três foram vítimas de acidentes de trânsito.
Jackson Luís Martins de 29 anos, que residia em São José de Ribamar; José Fernando Nascimento de 34 anos que era morador de Paço do Lumiar e Patrícia do Nascimento de 28 anos que veio do município de Vitorino Freire, morreram em decorrência de acidente de trânsito com moto.
Os outros dois corpos que deram entrada, o de Gilvan Jansen, 30 anos e Josias Santos Braga, 23 anos ainda não tem a causa da morte conhecida.

Homem é preso roubando moradores de condomínio fechado de SL

Foi preso na madrugada desta terça-feira (17) Anderson Roberto Rocha de 30 anos, fazendo um raspa em um condomínio fechado em São Luís.
Segundo informações da polícia, Anderson que mora no bairro do Turú, foi surpreendido por populares furtando objetos de moradores do condomínio Eco Parque I no bairro do Anil. Ele conseguiu passar pela guarita de segurança apenas usando um bom papo e sem portar arma de fogo. Anderson adentrou no local em um veículo Celta de cor cinza furtado por ele na última quinta-feira (11) no condomínio Arco Verde no bairro do Filipinho.
Por causa da chuva que caiu durante toda esta segunda na capital, havia faltado energia no condomínio, os moradores deixaram as janelas dos apartamentos abertas o que facilitou a entrada de Anderson nas residências. Ele chegou a furtar dezenas de objetos como celulares, bolsas, jóias, notebooks, dentre outros.
Anderson foi preso por volta das 3h da manhã e encaminhado para o Plantão da Rfssa na Beira Mar.

Grávida de quadrigêmeos pode ser uma farsa

Exame de ultrassom apontaria que não há gravidez - Rogério Marques/O Vale

A mulher de vestido longo que passou as últimas semanas dando entrevistas e posando para fotos exibindo a barriga que, segundo ela, abriga quatro bebês, pode não estar grávida. Uma reportagem do programa Domingo Espetacular, da TV Record, contestou a gravidez de Maria Verônica Santos, 25 anos, de Taubaté, no interior de São Paulo.
Foto: Rogério Marques/O Vale
Exame de ultrassom apontaria que não há gravidez
Segundo o obstetra, Wilson Vieira de Souza, o resultado de um exame ultrassom feito por Verônica em 30 de agosto aponta que ela não estaria grávida. "Eu nunca fiz atendimento de pré-natal de gravidez na paciente Maria Verônica", disse o médico ao repórter. "Nesse ultrassom não constava gravidez", afirmou. Ainda segundo o obstetra, se a paciente engravidasse após sua consulta, hoje ela estaria com uma gestação de quatro meses e não 35 semanas, como ela afirmou em entrevistas nas últimas semanas.
Procurada nesta manhã pela reportagem do Estado, Maria Verônica não atendeu a ligação. Um homem que se identificou como sendo seu marido, informou que ela não falaria com ninguém, que a partir de agora o contato será feito apenas pelo advogado da família. De acordo com ele, a mulher estaria negociando uma contraprova em outro programa de televisão. Questionado se o parto estaria confirmado para depois do dia 20 de janeiro, ele afirmou que o parto ainda não tem data e recusou-se a informar o local da cesárea. "Vocês ficarão sabendo", limitou-se a dizer, desligando o telefone.
O marido de Verônica afirma ter feito vasectomia logo após o nascimento do primeiro filho do casal. "Não quis falar porque eu confio nela", defende-se o marido que só agora comentou sobre a mulher não ter feito qualquer tratamento para engravidar, em entrevista à TV Record.
Segundo o advogado Marco Antônio Leite, a mulher está grávida e o parto está confirmado para depois do dia 20. "É o que está agendado pelo ginecologista dela, só se tiver alguma complicação", disse. Ele não soube informar o nome do médico que está cuidando de sua cliente. "Posso dizer que não é o que passou na entrevista ontem", rebateu.
Sobre o exame apresentado na reportagem da TV Record, comprovando que Verônica não estaria grávida, o advogado confirmou ter lido o documento pela reportagem, entretanto disse desconhecer a origem do documento. "Consta o nome dela, mas não sabemos de onde veio, não sabemos a fonte", afirmou.
A reportagem do Estado sugeriu ao advogado que Maria Verônica mostrasse a barriga comprovando que ela é real, mas ele disse tratar-se de uma privacidade da cliente e que isso será conversado entre eles ainda hoje.
"Isso aí tudo começou quando quiseram forçar para ela mostrar a barriga", criticou o advogado sobre o assédio da imprensa no caso.

Acusado de matar jovem no Coroado é preso e confessa o crime

Heliton Mendanha Mendes, conhecido como 'Louro', de 28 anos, foi preso na manhã de ontem (16), na casa de sua mãe, no Bairro do Coroado, acusado de matar, a tiros, o jovem Jocivaldo Ferreira Lima, 26, por volta das 22h, de domingo (16), naquela comunidade. A polícia chegou ao suspeito, após a apreensão do veículo dele, uma motocicleta, na madrugada de ontem, na Vila Luizão.
O jovem foi capturado por investigadores do 2° Distrito Policial (João Paulo) e do Departamento Estadual de Combate a Narcóticos (Denarc). De acordo com o delegado Gustavo Alencar, Louro confessou ter cometido o crime, mas alegou que matou por causa de uma briga de trânsito.
Em depoimento, Heliton disse que atropelou Jocivaldo – passou o pneu da moto por cima do pé da vítima, mas que teria pedido desculpa e foi agredido com uma tapa no rosto, motivo pelo qual atirou para o alto a fim de tentar se defender. Nesse momento, a vítima teria ido para cima do acusado com um revólver calibre 38, e Louro desferiu vários tiros, que matou o jovem e fugiu. 'Não acreditamos na versão relatada pelo suspeito. Acreditamos que o crime tenha sido praticado por outros motivos, por isso, estamos investigando o caso', destacou Gustavo Alencar.
O crime foi praticado com uso de uma pistola ponto 40, mas a arma não foi apreendida. O acusado confessou à polícia ter adquirido a pistola, em Belém do Pará, há três meses, e que teria se desfeito dela depois da morte de Jocivaldo. Louro foi autuado, em flagrante, por homicídio qualificado por motivo fútil, e depois encaminhado ao Centro de Triagem, no Complexo Penitenciário de Pedrinhas.
De acordo com populares, no momento do crime, Heliton estava acompanhado de seu irmão, Edson Mendanha Mendes, conhecido como 'Cabeça'. E que seria este último quem estava pilotando a motocicleta de Louro, veículo no qual eles fugiram pelas ruas do Coroado, ainda com a arma em punho.
Histórico de crimes – Segundo a polícia, Louro e Cabeça são sobrinhos de dois traficantes bastante conhecidos na área do Coroado e da Jordoa, João Mendanha Mendes e Mário Silva Mendes Júnior, o 'Grilo'. Cabeça inclusive foi preso junto com Mário Júnior, no dia 17 do mês de junho, do ano passado, por homens do Serviço de Inteligência do 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM), tendo sido autuado em flagrante por posse ilegal de arma e munições.
Louro, por sua vez, teve sua última prisão registrada no dia 19 de setembro, de 2008, na 2ª Travessa da União, casa 12, Jordoa, sob a acusação de comercializar drogas. Na ocasião, ele também foi capturado por investigadores do Denarc e tinha em seu poder 200 gramas de maconha, 600 gramas de merla, além de uma faca pequena. Helinton foi autuado em flagrante por tráfico de drogas.
Ainda no histórico criminoso de Louro e Cabeça constam mais dois homicídios, cometidos também no Coroado, tendo como vítima dois irmãos moradores daquele bairro. No dia 9 de setembro, de 2009, eles mataram o marchante (distribuidor de carne bovina) Raimundo Ferreira Gomes Neto, de 37 anos, com um tiro de revólver na cabeça, por volta das 14h30.
Raimundo Ferreira Gomes Neto morava na Rua Dr. Carlos Macieira, localizada a cerca de 100 metros do local do homicídio. De acordo com moradores do Coroado, ele era irmão de um açougueiro conhecido como 'Batista', que trabalhava no Mercado Central, e que também foi assassinado pelos mesmos homens seis meses antes.

Comércio exterior maranhense passa dos US$ 9 bilhões em 2011

As empresas maranhenses nunca negociaram tanto no mercado externo quanto em 2011. Segundo dados divulgados ontem (16), pelo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), cerca de 9,32 bilhões de dólares em mercadorias foram exportados ou importados no estado, o que indica um crescimento de 38,47% no fluxo de mercadorias negociadas no mercado externo no ano passado.
Foto: Divulgação
As exportações feitas pela Alumar estão entre os fatores para o crescimento do comércio exterior
Tanto as vendas quanto as comprar feitas no exterior apresentaram resultado recorde em 2011. Cerca de 30 países importaram pouco mais de 3 bilhões de dólares em 2011, um recorde histórico: é a melhor marca desde que o Ministério passou a divulgar a balança comercial dos estados brasileiros, em 1998.
Os dados divulgados também mostram que as exportações do Maranhão cresceram quase seis vezes nos últimos 10 anos, saltando de 554,3 milhões de dólares em 2001 para 3,04 bilhões de dólares no ano passado. Já as importações cresceram 64,5% e atingiram 6,28 bilhões de dólares, um volume cerca de sete vezes maior do que o registrado em 2001.
Os fatores que explicam o recorde nas exportações registrado em 2011 foram a retomada da exportação de ferro gusa, a ampliação dos embarques de soja produzidos no sul do Maranhão e da alumina calcinada produzida pela Alumar, em São Luís, a melhoria do preço internacional das pelotas de minério de ferro e a entrada do ouro na pauta de exportação maranhense.
“Mesmo com a crise internacional do ano passado, tivemos melhoria na cotação internacional de alguns produtos, mudanças significativas nas estratégias de negócios de alguns dos exportadores maranhenses e países que vinham diminuindo as importações de produtos maranhenses voltaram a comprar mais, como é o caso dos Estados Unidos, do Canadá e Argentina. Estes fatores juntos explicam o recorde registrado em 2011”, explicou Cassiano Pereira, coordenador do Centro Internacional de Negócios (CIN) da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema).
A maior parte dos produtos exportados pelo estado é produzida pela indústria maranhense. Este é o caso do ferro gusa, da alumina calcinada e do ouro. Os dados mostram que cerca de 1,52 bilhão de dólares – ou seja, mais da metade do que é exportado – são referentes a produtos industrializados.
“Este é o segundo melhor resultado da história para a indústria exportadora. Só registramos volume maior de exportação em 2008, no auge do último ciclo de exuberância que tivemos antes do estouro da bolha imobiliária dos Estados Unidos. Na época a indústria exportou o equivalente a 1,69 bilhão de dólares. O bom resultado de 2011 mostra o retorno que a indústria maranhense pode dar a economia estadual”, observou o presidente da Fiema, Edilson Baldez das Neves.
Já no caso das importações, cerca de 85% do total registrado em 2011 é referente a importação de derivados de petróleo que serve para atender a demanda por combustíveis fósseis de todo o litoral norte do país.
Países – A China perdeu para os Estados Unidos o posto de principal cliente externo dos exportadores maranhenses. Segundo os dados divulgados ontem pelo MDIC, no ano passado os norte-americanos compraram 198 milhões de dólares a mais do que em 2010 e representam 14,77% das vendas exportações feitas pelas empresas maranhenses, enquanto os chineses compraram 197,5 milhões de dólares a menos e perderam a liderança em 2011.
Ao todo, os clientes norte-americanos compraram 449,9 milhões de dólares e consumiram alumínio e alumina produzida pelo Consórcio Alumar e ferro gusa produzido pelas sete guseiras que atuam no estado. Com isso os norte-americanos ampliaram o seu consumo de produtos produzidos no Maranhão em 79,1% no ano passado.
Ao mesmo tempo, a China que nos últimos três anos havia se tornado o principal cliente externo, reduziu as suas compras, caindo de 537,7 milhões de dólares em 2010 para 349,1 milhões de dólares no ano passado, o que significa uma redução de 36,7%. Os chineses compram principalmente soja e pelotas dos exportadores que atuam no Maranhão.
Entre as novidades estão a exportação de pouco mais de 5,4 milhões de dólares em produtos para Cuba e de 4,4 milhões de dólares para as Ilhas Virgens, ambos localizados no Caribe. Estes dois países não haviam registrado compras de produtos maranhenses em 2010.
Os Estados Unidos lideram o grupo dos países que aumentaram as suas compras de produtos maranhenses. Segundo os dados do MDIC, este grupo é formado por 17 países. Além dos norte-americanos, o Canadá, a Argentina, a Austria, a Islândia, a Coréia do Sul e a Noruega ganharam participações significativas na pauta de exportação maranhense.
O grupo dos países que aumentaram a importação de produtos maranhenses ainda inclui a Espanha, Suíça, o Reino Unido, Camarões, Bélgica, Hong Kong, Paraguai, Malásia, Além de Cuba e Ilhas Virgens. Juntos estes 18 países importaram 2,04 bilhões de dólares em produtos produzidos no Maranhão.
A China lidera o grupo formado por 12 países que reduziram suas compras no estado. Estão neste grupo também o Japão, que reduziu o consumo de produtos de exportação maranhenses em 33%, a Itália, cujas compras no mercado exportador do estado caiu 21,7%, além de Holanda, Austrália, México, Colômbia, Tailândia, França, Arábia Saudita, Indonésia e Alemanha. Este grupo de países importou cerca de um terço de tudo o que foi vendido por empresas maranhenses no mercado externo.