quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Filha de Nubia Dutra é vítima de atentado de morte

Por volta do meio-dia desta quarta-feira (03) a jovem Karla Cristina de Melo Feitosa, foi vítima de um atentado de morte, seguido de assalto, na avenida 12, Conjunto Habitacional do Maiobão - Paço do Lumiar, situado na região metropolitana de São Luis.
A jovem foi abordada por dois homens, que estavam numa moto, e cercaram o seu carro (um Idea). Apontando uma arma, quebraram o vidro do lado do motorista à base de murros, e seguida disseram: "Vou matar tu e tua mãe".
A "mãe", no caso, que os indivíduos se referiam, é a candidata a prefeita de Paço, Nubia Dutra, que criou Karla desde pequena. Núbia, no entanto, não estava no carro - encontrava-se na zona rural fazendo panfletagem.
Com os murros, a mão de um agressores começou a sangrar muito, manchando o carro de sangue. Isso fez com que os dois caras se desesperassem, pegassem a bolsa de Karla, e saíssem em disparada. Karla ainda seguiu os dois motoqueiros até as proximidades do colégio Bandeira Tribuzzi, quando os perdeu de vista.
O fato agitou o conjunto Maiobão, que nas duas últimas semanas vive um clima de violência eleitoral, e se transformou uma verdadeiro "faroeste" - com ameaças,atentados, agressões físicas e morais.
A tentativa de morte à Karla foi registrada na Delegacia de Policia do Maiobão, somente após ás 14 horas, uma vez que não se encontra nenhum escrivão - estavam todos para o almoço, e os trabalhos da delegacia estavam totalmente paralisados.
Esta a segunda vez que um membro da família do casal Domingos e Nubia Dutra sofre agressões, nesta campanha eleitoral. Inicio de setembro, a vítima foi o filho de Nubia, Kunta Kintei, que foi agredido em frente da residência e comitê da candidata.

Policias civil, militar, federal e exército brasileiro garantirão a segurança nas eleições do Maranhão

Nesta reta final para a realização das Eleições 2012, o Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, durante coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (3), pediu que os eleitores ajudem-no para que o processo ocorra nos 217 municípios da forma mais tranquila possível, o que garante o exercício do voto livre.
(Foto: Divulgação)
No auditório do 5º andar do prédio-anexo à sede do TRE, os desembargadores Anildes Cruz (presidente), Bernardo Rodrigues (vice-presidente, corregedor e ouvidor) e Froz Sobrinho (responsável pela Segurança), acompanhados de toda a cúpula da segurança pública, além de ressaltar a importância de cada eleitor contribuir, evitando os confrontos, relataram os cuidados que o órgão tem tomado para que o pleito ocorra com normalidade.
“Estamos reunidos aqui para demonstrar que temos um só objetivo: o de realizarmos no próximo domingo, dia 7, uma eleição tranquila”, explicou a presidente. “Pedimos que o eleitor faça sua parte, contribua como cidadão, para que nenhum crime eleitoral seja cometido e nenhuma força de segurança precise ser empregada”, complementou o desembargador Bernardo Rodrigues.
Responsável pelo esquema de segurança montado para as Eleições 2012, o desembargador Froz Sobrinho comunicou que, além de Imperatriz, Balsas e Presidente Dutra, São Luís terá uma central de operações. “Através dos telefones da Ouvidoria do TRE (2107 8923 / 8924 / 8925 / 0800 098 5000) e do 190 da Polícia Militar, a população pode nos informar dos acontecimentos em suas cidades para tomarmos as providências cabíveis”, disse.
REFORÇO
O Exército Brasileiro está autorizado pelo Tribunal Superior Eleitoral a enviar forças federais para 27 municípios do Maranhão. Foram destacados 650 militares para a operação. Os municípios contemplados são: São Mateus, Benedito Leite, Bom Lugar, Santa Luzia do Tide, Santa Luzia do Paruá, Nova Olinda, Buriticupu, Bom Jesus das Selvas, Maracaçumé, Presidente Sarney, Barra do Corda, Fernando Falcão, Carolina, Chapadinha, Mata Roma, Godofredo Viana, Codó, Santa Inês, Bela Vista, Monção, Igarapé do Meio, São Vicente Férrer, Cajapió, Cajari, Grajaú, Formosa da Serra Negra e Itaipava do Grajaú.
Pela Polícia Civil irão atuar cerca de 1 mil e 600 homens, que já começaram a se deslocar para os locais onde trabalharão. Na região metropolitana, são 13 plantões: 5 na capital e 8 espalhados por Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar. Pela Polícia Militar, são 3 mil 910 policiais, divididos em 26 rotas. Do Corpo de Bombeiros são 380 homens, atuando na capital.
Da Polícia Federal, receberão reforço as cidades de Buriticupu, Santa Luzia do Paruá, Tuntum, Icatu, Candido Mendes, São Bento, Chapadinha, Grajaú, Imperatriz, Coelho Neto, Codó, Timon, São Luís, Raposa, Paço do Lumiar e São José de Ribamar.
Além do secretário estadual Aluisio Mendes (Segurança), participaram da coletiva o coronel Flávio Peregrino (comandante do 24º BC), o coronel Franklin Pacheco (comandante-geral da Polícia Militar), o delegado Rodrigo Correa (Polícia Federal), a delegada-geral Maria Cristina Resende (Polícia Civil), o coronel Marcos Sousa Paiva (comandante-geral do Corpo de Bombeiros) e o inspetor Licar (Polícia Rodoviária Federal).

Denarc prende homem por porte ilegal de arma no São Francisco

Policiais civis do Departamento de Narcóticos (Denarc) prenderam, na manhã desta quarta-feira (3), Wescley Maramaldo Rodrigues, de 23 anos.

A detenção se deu por meio de denúncias anônimas, segundo as quais Wescley estaria armado e com drogas na residência dele, na Travessa da Rua Nova, nº 36, bairro São Francisco.

Na ação, os policiais apreenderam uma pistola calibre 635 e dois cartuchos. De acordo com informações policiais, não foi encontrado nenhum entorpecente no local.

Wescley Maramaldo Rodrigues foi conduzido ao Denarc, onde foi autuado em flagrante delito pelo crime de porte ilegal de arma, pela delegada Vanda Moura Leite. O autuado deve ser liberado assim que pagar o valor da fiança, que ainda não foi estipulado.

Policiais federais reforçarão a segurança nas eleições em São Bento

   
 
A Polícia Federal enviará equipes para a cidade de São Bento, a 297 km de São Luís, para acompanhar e garantir a lisura e segurança das Eleições 2012.

A decisão foi tomada após a deflagração da Operação Veto, na manhã desta quarta-feira (3), quando foram a apreendidos vários materiais que configuram indícios de falsificação de documentos, como fotografias avulsas de diversas pessoas, documentos de identidade com as fotos arrancadas, além de cópias de documentos de identidade com indícios de falsificação, como, por exemplo, duas cópias de identidade com a foto da mesma pessoa, mas com dados divergentes.

As apreensões forma feitas, após a PF cumprir três mandados de busca e apreensão expedidos pela 38ª Zona Eleitoral do Maranhão em razão de investigação de supostas fraudes nas Eleições 2012.

Os investigados poderão responder pelo crime de falsificação de documentos para fins eleitorais (art. 348 do Código Eleitoral).