sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Praias de São Luís estão liberadas para o banho

Secretários de Saúde, Ricardo Murad; e do Meio Ambiente, Vitor Mendes, informam, em entrevista coletiva, que praias de São Luís podem voltar a receber os banhistas


Após 4 meses de interdição, as praias de São Luís estão liberadas para os banhistas . Foi o declarou o secretário de Estado do Meio Ambiente, Vitor Mendes, acompanhado do secretário de Estado da Saúde, Ricardo Murad. No período em que as praias de São Luís estiveram impróprias para banho, as duas secretarias estavam em busca de parcerias com empresas para solucionar o problema. "Durante todo esse tempo, nós buscamos parcerias para que o problema de balneabilidade das praias de São Luís fosse sanado. Foi aí que entrei em contato com o Governo do Estado de São Paulo e imediatamente o governador se prontificou e enviou uma equipe da Cetesb, que é referência na América Latina em análises de águas", disse Ricardo Murad.

O Laboratório Central de Saúde Pública do Estado do Maranhão (Lacem) também foi chamada para verificar os micróbios e vírus que poderiam ser encontrados na água do mar. "O Lacem no início do problema, fez análises em diversos pontos das praias da capital e de São José de Ribamar e foi observado que em muitos pontos a poluição estava abaixo do permitido", disse Murad.

Já os técnicos da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental de São Paulo (Cetesb), que avaliam a qualidade da água nas praias paulistas, estabeleceram estratégias corretivas e preventivas e até a erradicação dos pontos de lançamentos de esgotos nas praias, além de organizar um banco de dados para cada praia e suas respectivas bacias de drenagem.

A Companhia de Saneamento Ambiental (Caema) junto com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) fez uma pesquisa de campo e constatou que em diversos pontos o esgoto era jogado "in natura" nas praias. "Alguns hotéis e bares estavam jogando o esgoto direto nas águas das praias, em vez de levar os dejetos aos lugares próprios como os bueiros. Eles foram notificados e o problema foi resolvido. Hoje, em alguns pontos, não há sequer um ponto de esgoto que joga dejetos nas praias, como na Avenida Litorânea, por exemplo", disse ainda o secretário de Saúde.

Mais sujeira onde os rios desembocam

Os únicos pontos que continuarão interditados serão as fozes dos rios Calhau, Pimenta, Olho de Porco, Jaguarema, e Claro. "A partir das fozes desses rios e num raio de 300 metros, a interdição continuará devido a grande quantidade de esgoto que vem exatamente desses rios", confirmou o secretário. Murad informou ainda que esses rios receberão investimentos de despoluição e que os esgotos jogados "in natura", serão levados a estação de tratamento. "A Caema está investindo mais de 120 milhões de reais para melhorar o saneamento básico de São Luís. E num prazo de cinco anos todo o esgoto da capital passará por um tratamento para que seja jogados nas águas dos rios e das praias", finalizou.
"Além dos investimentos da Caema, que são de 127 milhões de reais em toda São Luís, o Ministério do Turismo estará investindo cerca de R$ 30 milhões melhorar a qualidade de vida da população e a qualidade da água que chega nas praias, além do saneamento básico necessário na orla marítima de São Luís", informou Murad.

Placas

As placas de aviso da balneabilidade serão retiradas ao longo da próxima semana, mas continuarão em alguns pontos que Cetesb e Lacem acharem necessário. "As placas serão mantidas em praias que ficam próximos as fozes dos rios citados e em pontos que os laboratórios acharem alguma alteração na qualidade da água. Isso será feito com regularidade e as placas serão movidas para onde for necessário", diz Vitor Mendes.
Na segunda-feira (15) serão apresentados os dados técnicos feitos pela Cetesb e pela Lacem. Segundo Vitor Mendes, a análise das águas será feita semanalmente e com o mesmo rigor. "A cada domingo pela manhã, técnicos dos laboratórios contratados pegarão mostras das águas de diversos pontos das praias e analisarão com total cuidado. Isso será algo rotineiro, o que antes não havia em São Luís. O problema sempte existiu, mas não tínhamos a cultura de analisar periodicamente as águas", finalizou.

Menino de 4 anos morre após ser atropelado por microônibus

Um menino de 4 anos morreu após ser atropelado por um microônibus que presta serviço para Vale. O acidente ocorreu na manhã desta sexta-feira (12), na Rua da Unidade 101, na Cidade Operária.

Segundo informações, o menino identificado como Gabriel dos Santos estava acompanhado do avô, José de Ribamar da Silva. O motorista do veículo não viu que eles estavam atrás do carro e quando estava dando ré acabou atropelando as duas vítimas.

O carro passou por cima da cabeça do menino, que morreu no local. O avô dele teve um dos braços quebrados e foi levado para o hospital, mas não corre risco de morte.
Este é o oitavo acidente de trânsito que acontece somente na manhã desta sexta-feira.

Identificados suspeitos de envolvimento em chacina

SÃO LUÍS - Cinco homens foram assassinados da noite de quarta-feira (10) à manhã de ontem, vítimas da guerra do tráfico de drogas, na Região Metropolitana de São Luís. A primeira ocorrência foi caracterizada como uma chacina, no bairro São Raimundo, onde três suspeitos de serem "gerentes de bocas de fumo", na localidade, foram executados a tiros, segundo a Polícia Militar, por ordem de um traficante que está preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

O crime, ainda de acordo com a PM, foi praticado por volta das 22h, por cerca de oito homens encapuzados e fortemente armados, que cercaram as vítimas em duas ruas paralelas, no bairro. Francisco das Chagas Pereira, conhecido como Chiquinho, de 30 anos, foi o primeiro a ser morto, na Rua 30, com seis tiros. Na sequência, os assassinos seguiram para a Rua 32, onde encontraram Nilton César Souza Aguiar, o Caranguejo, de 40 anos, que foi assassinato com um tiro no olho.

No mesmo endereço, os traficantes mataram Maciel Rodrigues Amaral, o Negão, de 30 anos. Este último foi alvejado com 10 tiros, pois, segundo a polícia, seria o principal alvo dos "justiceiros do tráfico", por estar tomando as bocas de fumo do maior traficante de drogas da área da Vila Cotia, Mauro Alves, que atualmente cumpre pena em Pedrinhas. Para a polícia, este teria sido o mandante da chacina, devido ao "recado" deixado pelos matadores.

"Testemunhas afirmam que enquanto os executores caçavam e matavam as vítimas, falavam em voz alta: "A gente veio recuperar todas as bocas de fumo aqui da área que vocês pensavam que iam tomar!". A polícia suspeita de que a ordem do crime tenha partido de Mauro Alves, justamente porque ele sempre comandou o tráfico de drogas naquela localidade", revelou o comandante do Policiamento Metropolitano da capital, coronel Jeferson Teles.

Confirmada - A suspeição levantada pela PM foi confirmada no início da tarde de ontem, com a identificação de um dos autores da chacina, coincidência ou não, filho do traficante preso em Pedrinhas, Mauro Campos Alves Neto, o Maurinho, de 19 anos. Ele chegou a ser avistado por policiais em viaturas do Esquadrão Águia (EA) da PM e da Delegacia de Homicídios (DH), mas conseguiu escapar da prisão, pulando os quintais de casas vizinhas.

Na casa do traficante, a Polícia Civil apreendeu apenas a sua carteira de identidade, mas conseguiu identificar pelo menos outros três integrantes do grupo de extermínio. "Participaram da chacina os traficantes Drogba, Tablet e Esquilo. Todos integram a facção criminosa comandada de dentro de Pedrinhas pelo traficante Mauro, e por outros dois, Badeco e Louro Cobra. Estes detentos não se conformam com o fato de um traficante rival, conhecido como Caco, ter se apossado das bocas de fumo daquela área", explicou o delegado Guilherme Sousa Filho.

Logo nas primeiras horas de investigação, a DH constatou que outras três pessoas ligadas ao bando atacado durante a noite, saíram feridas da chacina, no São Raimundo. "Etevaldo Mendes Costa Filho, conhecido como Tabaco, foi baleado de raspão no pescoço. Outro ferido a bala foi Carlos Júnior Pinto, o Júnior, atingido na perna. Testemunhas contam que todos foram obrigados a se ajoelhar antes de serem baleados", completou o delegado Sousa Filho.

Outras mortes -,/B> No início da manhã de ontem, o corpo de um homem ainda não identificado foi encontrado estrangulado e com 15 perfurações de faca, às margens de uma rua de terra batida, próxima ao Loteamento Bacabal, no bairro Miritiua, município de São José de Ribamar. Policiais militares do 6º Batalhão informaram que testemunhas disseram ter visto a vítima ser deixada por pessoas que conduziam uma carroça.

"Nenhum morador aqui da região diz conhecer a vítima. Alguns, no entanto, afirmam apenas que viram o corpo ser retirado de cima da carroça em um colchão, que também se encontra ao lado do cadáver. São muitas perfurações de faca. A perícia já constatou também que a vítima foi estrangulada, pois há uma marca de corda no pescoço", disse o cabo Lusinaldo.

Por volta das 13h30 de ontem, outra execução sumária foi registrada na capital, desta vez no bairro Sol e Mar. A vítima foi Samuel Lopes Pereira, de 22 anos, morador da Avenida Principal, onde sua família mantém um estabelecimento comercial, o Bar Point dos Motoqueiros. "A vítima estava sentada, ao lado de uma mesa de sinuca, quando o assassino se aproximou e efetuou dois disparos na sua cabeça", disse o tenente Barros, do 8º BPM.

Segundo informações colhidas no local do crime, o assassino seria um traficante conhecido apenas como Rob Gol, que, antes de fugir, ainda baleou na garganta o pai da vítima.

Segundo a polícia, a guerra do tráfico na área do Conjunto São Raimundo, nas Ruas 30, 31 e 32, se instalou porque a localidade é uma região fronteiriça com os bairros Vila Cotia e Vila Ayrton Senna, há muito dominados pelo traficante Mauro Alves. Ontem, após as buscas para tentar prender os matadores na área de conflito, a Delegacia de Homicídios (DH) representou pela prisão preventiva de todos os citados e reconhecidos como responsáveis pela chacina.

Duas pessoas morrem em acidente no São Francisco

Pelo menos sete acidentes foram registrados neste início de manhã de sexta-feira (12), em São Luís.
SÃO LUÍS – Sete acidentes foram registrados no início desta manhã de sexta-feira (12) ,em São Luís. Na avenida dos Holandeses, foram dois acidentes. Na região do Barramar, o acidente aconteceu entre quatro veículos.

Na avenida Colares Moreira, próximo à agência do Bradesco no São Francisco, por volta das 5h50, um automóvel modelo Fox, de cor vermelho e placa NXD 9992 (MA), se chocou contra uma placa de sinalização (foto). Duas pessoas morreram. A Polícia Militar e o Instituto Médico Legal (IML) foram acionados.

Na avenida dos Africanos, houve uma capotagem. E, na avenida dos Franceses, um atropelamento foi registrado.

VC no Imirante

Registrou algum dos acidentes? Envie sua foto ou vídeo para o VC no Imirante, o espaço do internauta no "portal do Maranhão". Para participar, basta acessar a página do VC no Imirante, clicar no botão "Envie agora" e acessar o sistema de envio.

Se você ainda não é cadastrado, basta se cadastrar, clicando aqui. O cadastro é rápido e fácil de fazer, além de ser completamente gratuito.

Se preferir, utilize as redes sociais: o Imirante está presente, também, no Facebook e Twitter.
/lib/imgBinary.asp?path=\fotos_mat\carro121012capa.jpg&width=460&height=345&interpolation=1&sharpen=0&sharpenvalue=&rotate=0/lib/imgBinary.asp?path=\fotos_mat\carro121012inter.jpg&width=460&height=345&interpolation=1&sharpen=0&sharpenvalue=&rotate=0/lib/imgBinary.asp?path=\fotos_mat\carro121012inter2.jpg&width=460&height=345&interpolation=1&sharpen=0&sharpenvalue=&rotate=0/lib/imgBinary.asp?path=\fotos_mat\carro121012inter3.jpg&width=460&height=345&interpolation=1&sharpen=0&sharpenvalue=&rotate=0