sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

PREFEITURA DE MATÕES DO NORTE NO RUMO CERTO


MATÕES DO NORTE NO RUMO  CERTO O PROGRAMA LEITE É VIDA É MAIS UMA CONQUISTA DA ADMINISTRAÇÃO DO PREFEITO SOLIMAR EMPARCERIA COM O GOVERNO DO ESTADO E PREFEITURA MUNICIPAL  DE MATÕES DO NORTE.
OPROGRAMA LEITE É VIDA VEM BENEFICIANDO MAS DE 2.OOO MIL PESSOAS NA SEDE E ZONA RURAL.A MÃE DE FAMILIA FALA A NOSSA REPORTAGEM DA IMPORTANCIA DO PROGRAMA LEITE É VIDA ( MARIA DE FAT IMA ).A ACORDENADORA LEILA DO LEITE FALOU DA IMPORTANCIA DO PROGRAMA LEITE É VIDA PARA AS FAMILIA CARENTES DA SEDE E ZONA RURAL .
                  PREFEITURA MUNICIPAL DE MATÕES DO NORTE
                       MATÕES DO NORTE NO RUMO CERTO.

Mulher é encontrada morta em São José de Ribamar

Foi encontrado dentro de sua residência em no bairro J.Lima,em São José de Ribamar, o corpo de Maria da Conceição Belfort, 51 anos.
Peritos do IML (Instituto Médico Legal) identificaram inicialmente sinais de agressão na cabeça e na perna esquerda da vítima.
Há a informações de que a mulher havia ingerido bebida alcoólica com algumas pessoas filhos na noite anterior ao crime.
Ninguém sou dar qualquer pista sobre os motivos do suposto crime. Um dos filhos informou à polícia que um aparelho DVD teria sumido da casa.
A polícia já começou a investigar o caso.

Dois elementos matam homem a tiros

Um indivíduo identificado como Antonio Gomes, de 22 anos, foi assassinado na noite de ontem, por volta das 18h30, na BR 316, com dois tiros.
A vítima foi perseguida por dois elementos que dispararam duas vezes na sua costa. Ele ainda conseguiu correr até uma fazenda próxima para pedir ajuda.
O filho do fazendeiro prestou os primeiros socorros para a vítima, que foi encaminhada para hospital, onde passou por uma cirurgia.
O Antonio Gomes acabou não resistindo aos ferimentos e faleceu na mesa de cirurgia. Os autores dos disparos ainda não foram identificados.

Governo do Estado propõe assumir gestão do Socorrão II

O governo prorrogou a parceria com o município na área da saúde.

Foto: Arquivo/Biné Morais/O Estado
SÃO LUÍS - A governadora Roseana Sarney respondeu, nesta quinta-feira (17), à solicitação do prefeito Edivaldo Holanda Júnior para que o governo prorrogue a parceria na área da saúde. Em ofício, após análise e orientação da Secretaria de Estado de Saúde (SES), o Estado propõe assumir a gestão do Clementino Moura (Socorrão II) desde que a prefeitura disponibilize os recursos de outros municípios repassados anualmente à Prefeitura de São Luís pelo Sistema Único de Saúde (SUS), referentes a atendimentos na capital de pacientes de outras cidades. O total de R$ 77 milhões.
“Queremos celebrar a parceria e garantir atendimento com presteza à população, mas não temos como fazer isso usando as verbas que temos para o custeio das unidades estaduais. Por isso, estamos encaminhando essa proposta ao prefeito”, declarou a governadora Roseana Sarney.
No encaminhamento, a governadora reconhece o caráter emergencial da questão e pede celeridade na decisão do prefeito Holanda Júnior. “Em razão da gravidade da situação em que se encontra o atendimento de urgência e emergência na rede pública de saúde de São Luís, aguardo sua manifestação com a maior brevidade possível”, afirma no ofício.
O documento base elaborado pela SES e também encaminhado ao prefeito pela governadora, faz uma análise detalhada da atual situação do setor, considerando o papel de cada ente federado (União, Estados e Municípios) e os recursos disponibilizados para o bom atendimento nas unidades de saúde. Também cita pactuação celebrada na Comissão Intergestores Bipartite (CIB) e destaca as responsabilidades de cada um.
O texto informa, por exemplo, que a Prefeitura de São Luís recebe do SUS o montante global de R$ 248.911.141,07 em recursos para o custeio das unidades/ano. Há ainda a contrapartida obrigatória correspondente a 15% do total da receita líquida de impostos e transferências arrecadadas anualmente. O Estado, por sua vez, recebe o total de R$ 218.154.879,31 ao ano.
“Cada ente federado tem que administrar sua parte com seus insumos, só assim o sistema funciona. Como a SES tem suas obrigações financeiras, sua programação orçamentária, não dá para assumir sem que se receba esses recursos”, reforçou o subsecretário de Saúde, José Marcio Leite.
O documento considera, ainda, que a parceria no setor foi ampliada, com participação dos municípios de São José de Ribamar, Paço do Lumiar, Raposa e Alcântara, e o reforço de recursos do Ministério da Saúde para ações emergenciais, por meio da Portaria nº 3.110, de janeiro deste ano, que aprovou Plano de Ação Regional de Atenção às Urgências e Emergências da Região de Saúde de São Luís (PAR/São Luís).
As informações são do governo do Estado.