segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Homem é atingido por bala em festa e morre na hora

Do povoado Estrada Real, no município São Bento, na Baixada
maranhense, foi transferido para ser submetido a perícias no Instituto Médico Legal, na capital, o cadáver de João Ronaldo Jesus Lopes, 30 anos, vítima de crime de homicídio.

O fato aconteceu durante uma seresta da qual a vítima participava na companhia de alguns amigos. Em dado momento ocorreu uma briga envolvendo o seu amigo identificado apenas como Paulo. João Ronaldo interferiu tentando acalmar os ânimos e foi então atingido com um tiro, morrendo em seguida.

O delegado Sindonis Sousa Cruz, titular da Delegacia de Polícia de São Bento determinou investigações para identificar a autoria e instaurou inquérito para apurar responsabilidades do assassino.(DC)

Polícia de Cândido Mendes prende mulher conhecida como "Viúva Negra

Maria de Jesus Santos, de 54 anos, é suspeita de ter matado seis ex-maridos dela. Ela responde também pelo assassinato do seu genro no ano de 2010.


Maria de Jesus é conhecida como
Maria de Jesus é conhecida como "Viúva Negra", por ser suspeita de matar seis ex-maridos dela.
Policiais Civis das Delegacias de Cândido Mendes e Maracaçumé prenderam ao meio-dia da última sexta feira (10) no povoado Chega Tudo, município de Centro Novo do Maranhão, Maria de Jesus Santos, de 54 anos, conhecida como "viúva negra". Maria de Jesus é acusada de assassinar o genro, o lavrador Janes da Silva Marques, então com 20 anos. O crime aconteceu em agosto de 2010 no povoado Vai Quem Quer, município de Cândido Mendes.

O apelido de "Viúva Negra", foi dado pelas colegas de cela, quando Maria de Jesus foi presa em 2010 e deve-se ao fato de ela ser suspeita de ter matado seis ex-maridos dela.

Os casos ainda são investigados, que teve dificuldades de localizar testemunhas, porque, segundo a polícia, todas são moradoras de localidades distantes e apesar de parentes, quando vão depor se esquivam de dar informações que possam comprovar as suspeitas.

Na época da sua primeira prisão, a acusada chegou a confessar a morte do seu ex-marido Djalma dos Reis, com quem conviveu por 18 anos e teve nove filhos, morto há oito anos e de Raimundo de Paulo, com quem teve um relacionamento de um ano, morto em março de 2009.

O assassinato do genro

Na época da morte do genro, Janes da Silva Marques, Maria de Jesus chegou a ser presa em flagrante, mas depois foi liberada pela falta do exame cadavérico. “O crime ocorreu em uma localidade muito distante e de difícil acesso. Num primeiro momento a morte foi tida como natural, só ao amanhecer do dia seguinte à morte é que os parentes suspeitaram de envenenamento e nos acionaram. Quando chegamos ao local, o cadáver já tinha sido sepultado e assim o auto flagrancial não teve o exame cadavérico", informou o Delegado Raimundo Batalha.
O delegado informou ainda que, depois foi realizada a exumação do cadáver e o consequente exame cadavérico no qual se atestou a causa da morte por envenenamento. Nas vísceras da vítima foi encontrados o veneno de rato conhecido por chumbinho.

Em depoimento à polícia, a acusada afirmou que matou o genro por não ter gostado dele ter ameaçado bater no seu filho, neto dela. Por isso, no mesmo dia teve vontade de assassiná-lo e assim esperou o momento de servir o seu jantar para colocar o veneno de rato conhecido por “chumbinho” em sua comida. Horas depois a vítima começou a agonizar e morreu. Ela própria acionou os familiares da vítima para informar que ele estava passando mal.

Após ser liberada mediante Alvará de Soltura, a acusada foi procurada pela Justiça no endereço informado no processo mas não foi localizada. Descobriu-se que ela foi morar na zona rural do município de Bom Jardim, onde permaneceu até o mês de julho, quando conheceu Valdimiro da Conceição, um lavrador de 66 anos, com quem foi morar no povoado Chega Tudo, município de Centro Novo, local onde foi presa.

Ao ser presa, ela não ofereceu qualquer resistência, mas mostrou-se bastante nervosa, diferentemente da prisão anterior quando aparentava calma e frieza.

O atual marido de Maria de Jesus, Valdimiro da Conceição, se disse surpreso e revelou desconhecer as acusações contra a companheira e que ela nunca tinha lhe contado a respeito da prisão anterior. O casal estava criando dois netos dela, com idades de 3 a 4 anos. A presa se encontra presa na Delegacia de Cândido Mendes, à disposição da justiça

Palafita está sendo criada ao lado da Barragem do Bacanga

Há quase um ano, algumas famílias, oriundas do interior do estado, começaram a construir uma palafita ao lado da Barragem do Bacanga, na capital maranhense. Sem qualquer infraestrutura, três, dos cinco barracos que estão sendo levantados no local, já estão prontos há pelo menos oito meses.
As casas de madeira e compensado, cobertas de telhas de amianto, começam a se destacar nas imediações da barragem. A dona de casa Ana Lúcia Santos, de 39 anos, primeira moradora a habitar o local, explicou que é natural do município de Apicum-Açu, mas há alguns anos veio morar em São Luís. Ela disse que sempre viveu da incerteza da roça, mas ao ver os três filhos crescerem percebeu que estava na hora de mudar de vida. “Na roça, dependemos da chuva, do clima e de muitas coisas, é viver na incerteza. Meus filhos precisavam estudar e lá no interior é tudo muito precário, então decidi vir para São Luís e batalhar por eles”, disse.
Ana Lúcia contou que trabalhou como empregada doméstica, e recebia um salário mínimo por mês; porém, pagava um aluguel de R$ 200 em uma casa, situada no Bairro do Sá Viana, e pouco sobrava para as despesas de vestuário, alimentação e necessidades básicas, além das taxas de água e luz. Ela relatou que, com a perda do emprego, decidiu construir um barraco nas proximidades da barragem, onde fixou residência há oito meses, com os três filhos adolescentes. “Não vi outra saída, a não ser ocupar essa área para me abrigar com minha família. Outro dia, a Defesa Civil veio aqui só para saber como conseguimos construir o barraco e para informar que estamos em área de risco, mas é melhor estar aqui do que no meio da rua. O pessoal da Prefeitura também apareceu para saber se eu queria me cadastrar no aluguel social, eu disse sim, mas até hoje nunca fui chamada”, declarou.
A dona de casa contou que uma de suas vizinhas, que por sinal estava grávida, também é oriunda de Apicum-Açu, mas na manhã de ontem havia sido levada pelo marido para uma maternidade pública, devido às dores para dar à luz. O terceiro morador trata-se de um homem que reside sozinho e realiza ‘bicos’ de pedreiro, por isso só chega em casa à noite. Ambos teriam chegado à barragem há quase sete meses.
Ana Lúcia Santos disse que, além do perigo e da violência que o local oferece, vive em condições subumanas e sem higiene. “Na minha casa tem uma cama, algumas redes, um fogão, uma TV velha e uma geladeira, que ganhei de outras pessoas. Aqui, tudo é improvisado, inclusive o banheiro; por isso, fazemos nossas necessidades em sacolas plásticas e depois jogamos na maré. Vivemos pela misericórdia de Deus e pelos serviços temporários que aparecem vez ou outra”, relatou.
Ações de reassentamento de famílias do Programa Bacia do Bacanga
A Secretaria Municipal de Projetos Especiais (Sempe) informou que o Programa Bacia do Bacanga, no desenvolvimento de suas atividades visando à melhoria da qualidade de vida dos moradores dessa região, apresenta alternativas pertinentes e necessárias para o cumprimento dos objetivos de reassentamento de populações em situações de riscos críticas, a exemplo das famílias situadas em espaços sujeitos alagamentos constantes no Sá Viana, Jambeiro, Piancó e adjacências (Margem Esquerda da Bacia do Bacanga), bem como Coroadinho, Salinas do Sacavém e áreas vizinhas (Margem Direita da Bacia do Bacanga).
Entre o segundo semestre de 2010 e o primeiro semestre de 2012 foram desenvolvidos mais de 1.100 cadastros socioeconômicos e diagnósticos de situações imobiliárias, fundiárias e habitacionais de residências e estabelecimentos comerciais de pequeno porte situados em ambientes propícios permanentemente a inundações. Esse levantamento possibilitou à Prefeitura Municipal de São Luís planejar diversas intervenções conjugadas, como execução de canais de drenagem, estabelecimento de sistema de esgotamento sanitário e construção de conjuntos habitacionais.
As áreas mais críticas, situadas na Margem Esquerda da Bacia do Bacanga, perfazem um total de 600 imóveis com necessidade de reassentamento, considerando que estão situados em áreas de preservação permanente (APP), o que é configurado como uma restrição ambiental para a ocupação humana. Já na Margem Direita, são aproximadamente 70 imóveis em risco de alagamentos que passarão por intervenções diretas para melhoria de sistema de drenagem do Canal do Rio das Bicas e, por isso, as famílias passarão por estratégias negociadas de relocação.
Preocupada com a situação de necessidades de reassentamentos populacionais, a Prefeitura Municipal de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Projetos Especiais (Sempe), Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh) e Secretaria Municipal de Planejamento (Seplan), desenvolveu estratégias integradas com políticas públicas de habitação específicas para ambas as margens da Bacia do Bacanga. Estas, por seu turno, já estão com recursos assegurados junto ao Bird, para a construção de 57 unidades habitacionais, distribuídas em três lotes no Salinas do Sacavém

Adolescente é assassinado a facada na Praia Grande

Um adolescente de 15 anos foi morto, na madrugada de sábado (11), no Centro Histórico, conhecido como Projeto Reviver (Praia Grande, centro de São Luís). Gabriel Rodrigues dos Santos Sá foi atingindo por uma facada na barriga, por volta de 1h, por um homem ainda não identificado.
De acordo com informações de testemunhas, o autor do homicídio seria um homossexual, que costuma se travestir de mulher no Reviver. Segundo o registro no Instituto Médico Legal (IML) de São Luís, a vítima residia na Rua Padre Madureira, n° 23-A, no Bairro do Bom Jesus.
Após ter sido golpeado na barriga, Gabriel foi socorrido e levado para o Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão 1), mas não resistiu ao ferimento. O corpo teve entrada no IML por volta de 1h43 e às 2h10 foi liberado para os familiares

Vítima de espancamento morre ao dar entrada no Socorrão II

Vítima de brutal espancamento, morreu durante a madrugada deste domingo no Hospital Municipal Clementino Moura (Socorrão II), Celias Tavares Pereira, 34 anos, domiciliado no Bairro Mangueira, em Maracaçumé, de onde foi transferido.
A Polícia de Maracaçumé informou que Celias teria ido vítima de espancamento por populares, quando armado de facão invadiu a casa de um comerciante com o propósito de furtar.
Conforme o delegado Jair de Paiva, superintendente da Polícia Civil no Interior, informou que o dono da casa, conhecido como "Neguinho do Ouro" deu alarme e populares dominaram o acusado que teve o seu facão tomado e linchado.
A Polícia Militar foi acionada e fez a apresentação de Celias Pereira na Delegacia de Maracaçumé. Em face do seu estado inspirar cuidados, aquele homem foi trazido para São Luís e internado no Socorrão 2, onde passou cerca de um mês internado morrendo na madrugada deste domingo.

Polícia investiga a morte de jovem baleado em pleno dia na Africanos

A Polícia Civil está investigando a morte do jovem Valdir Aquino Lima, de 35 anos, assassinado a tiros, no início da tarde de sábado passado, na Avenida dos Africanos, no Sacavém, perto do “Sucatão Brasil”. De acordo com o cabo Almeida, do 9º Batalhão da Polícia Militar, que esteve no local da ocorrência, Valdir trafegava na avenida numa motocicleta XR-300 grená, placa NXI 2364, quando homens ocupando um Corsa cinza (placa não anotada), abriram fogo contra o motoqueiro.
Foto: G. Ferreira
O jovem Valdir Lima morreu logo depois de atingido por diversos tiros
Ao menos 10 tiros atingiram Valdir – nas costas, no pescoço, no peito e no abdômen –, segundo o cabo Almeida. A vítima morreu no local e os matadores fugiram na direção do Coroado, informou a polícia. Valdir Lima morava na Rua Santa Luzia, nº 19, no Bairro do Anil. O JP apurou que a linha de acerto de contas é a principal a ser investigada pela polícia – dado o envolvimento da vítima com o tráfico de drogas na Rua da Matança, no Anil.

PRF registra sete acidentes com uma morte

Nas últimas horas, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou sete acidentes, sendo dois apenas com danos materiais, quatro com feridos e uma com morte.
Em Santa Inês Km 260 da BR 316, às 18h40, houve um acidente do tipo colisão frontal envolvendo um veículo Ford Fiesta de placa NHS 3231/MA e uma moto Honda, de placa NXH 7652/MA, ocasionando ferimentos graves nos condutores dos veículos envolvidos.
Em Bom Jardim no Km 229, da BR 316, às 21h50, houve um acidente do tipo colisão frontal, envolvendo uma moto Honda de placa NXI 5686/MA e um caminhão Chevrolet D-60, de placa HPB 2756/MA, ocasionando a morte do condutor da moto de 20 anos; e ferindo gravemente a passageira de 19 anos. O condutor do caminhão saiu ileso.

IML registra oito mortes violentas em São Luís no fim de semana

Vários registros de mortes, a maioria violenta, movimentaram os plantões no IML (Instituto Médico Legal), no último final de semana, quando foi comemorado o Dia dos Pais.
Tiveram registros de mortes por arma de fogo, branca, acidentes e causas desconhecidas. A maioria foi mortes violentas, sendo seis, só na Grande São Luís, e duas oriundas do interior do estado.
Arma de Fogo
Valdir Lazaro Lima, 36 anos, que residia na Rua São Luís, bairro do Sacavém, ele foi executado na Avenida dos Africanos, com vários tiros que o atingiram por todo corpo; João Romualdo Jesus Lopes, morador da Rua Caruá,em São Bento, ele foi morto durante uma seresta; John Cleilson Carvalho da Silva, 22 anos, residia no bairro da Jordoa; Romário Soares Macedo, 20 anos, R – 3, Q – 2, Vila Embratel, seu corpo deu entrada com procedência do local.
Arma Branca
Roberto Nelson Silva Santos, 19 anos, morador da Vila São José, município de Paço do Lumiar, ele foi morto durante uma festa naquele município; Raimundo Nilson Gomes, 76 anos, residia na Avenida 12, no bairro do Maiobão; Mary de Fátima Almeida, R 12, Q 5, s/n, Cidade Olímpica.
Acidente de Transito
Mickson Carlos dos Santos, 15 anos, seu corpo deu entrada no IML com procedência do Socorrão II; Josival Cutrim Martins, 34 anos, pastor evangélico morreu na área da Raposa, ele residia na Rua São Francisco Chavier, Nº 33, Divinéia; Genivaldo Costa de Abreu, 37 anos, Rua D. Pedro I, o bairro não foi informado.
Espancamento
Celias Tavares Tavares Pereira, 34 anos, natural de Maracaçumé. De acordo com as primeiras informações sobre este caso, a vítima teria sido espancada dentro da delegacia do município.
Causa Indefinida
Um corpo encontrada na manhã desta segunda-feira (13), na área da Liberdade, mais precisamente numa favela conhecida como Mangue Seco, foi identificado como Mick Martins, 24 anos.
A causa da morte e as circunstancia em que ocorreu o crime ainda não foram esclarecidas. Familiares da vítima alegam que Mick teria sido vitima de arma de fogo.

Incêndio de grandes proporções atinge Hospital Carlos Macieira

Um incêndio de grandes proporções atingiu o Hospital Carlos Macieira localizado no Calhau em São Luís na manhã desta segunda-feira (13).
(Foto: Facebook/ Roberto Cesar P/ Flávia Regina)
O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas não está sendo o suficiente para conter as chamas e socorrer os pacientes que estão no Hospital.
Houve pânico e correria. Vários pacientes já foram retirados do Hospital por causa da fumaça. Não há informações sobre feridos.
Mas ainda existem pacientes que estão presos no prédio.
De acordo com o secretário-adjundo de Estado da Saúde, José Márcio Leite, o incêndio iniciou-se na área da farmácia e se propagou facilmente por causa dos materiais inflamáveis no local.