sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Grande Ilha já registra 18 homicídios neste mês

A Grande Ilha de São Luís já registrou 18 homicídios neste mês de janeiro, até a tarde de ontem (12). O número, levantado pelo Jornal Pequeno com base nos registros do Instituto Médico Legal (IML), equivale a uma média de 1,5 assassinato por dia. Os três crimes de morte mais recentes ocorreram na quarta-feira (11). No Distrito Industrial foram mortos os irmãos empresários José Mauro de Queiroz, 57 anos, e José Queiroz Filho, 68, naturais da Bahia. Na Vila Brasil, foi assassinado a tiros Gilvan Cardoso Reis, 31.
Foto: Alessandro Silva
Eduardo foi morto na manhã do dia 3, com um tiro na testa, no São Francisco
Em todos os casos registrados, nos primeiros dias do mês, as vítimas eram do sexo masculino, sendo uma delas um adolescente de 16 anos – Lauderson dos Santos, morto a tiros na área do Sacavém, no dia 3.
Ao menos seis dos assassinatos vitimaram jovens, na faixa etária entre 16 e 22 anos. Nas anotações do livro do IML não constam as idades de duas das vítimas (Edson Fernandes Moura e Francisco Fernandes da Silva).
Dos 18 homicídios, 13 ocorreram com o uso de arma de fogo e 5 com arma branca. Em pelo menos três casos, a polícia suspeita que a motivação dos crimes está relacionada com o tráfico de drogas: os assassinatos de Izaac Garcês de Oliveira, Márcio Cesar Dias Boaventura e Gilvan Cardoso Reis.
A pesquisa foi feita com base nos registros do IML e no que foi divulgado na imprensa local.
RELAÇÃO DAS VÍTIMAS*
Fredson Douglas Frazão, 28 anos (bairro onde morava não informado; entrada no IML 1°/1/12; morto por arma de fogo)
Kerlison Carlos Coelho Costa, 20 anos (morador do Habitacional Nice Lobão; entrada no IML em 1°/1/12; morto por arma branca)
Edson Fernandes Moura, idade não informada (morador Anjo da Guarda; entrada no IML em 1°/1/12; morto por arma de fogo)
Francisco Fernandes da Silva, idade não informada (morador do Monte Castelo; entrada no IML em 1°/1/12; morto por arma de fogo)
Valbino Pereira Paixão, 24 anos (morador do Sol e Mar; entrada no IML em 1°/1/12; morto por arma de fogo)
Levi Santos Silva, 47 anos (morador do Pirabora; entrada no IML em 2/1/12; morto por arma branca)
José de Ribamar Cordeiro, 37 anos (morador da Vila Alonso Costa Monte Castelo; entrada no IML em 2/1/12; morto por arma branca)
Gustavo André Cruz de Lima, 21 anos (morador do Vicente Fialho; entrada no IML em 2/1/12; morto por arma de fogo)
Genilson da Luz Mendonça, 31 anos (morador do Jarcaty; entrada no IML em 2/1/12; morto por arma de fogo)
Eduardo Ferreira - “Pinguelão”, 21 anos (morador do São Francisco; entrada no IML em 3/1/12; morto por arma de fogo)
Lauderson dos Santos, 16 anos (morador do Sacavem; entrada no IML em 3/1/12; morto por arma de fogo)
Gabriel Luís Pereira Costa, 20 anos (morador do Bom Jesus; entrada no IML em 7/1/12; morto por arma de fogo)
Nivaldo Costa de Jesus, 28 anos (morador do Santa Maria; entrada no IML em 8/1/12; morto por arma branca)
Izaac Garcês de Oliveira - “Tamaguinho”, 22 anos (morador da Cidade Olímpica; entrada no IML em 9/1/12; morto por arma branca)
Márcio Cesar Dias Boaventura, 23 anos (morador do Ivar Saldanha; entrada no IML em 10/1/12; morto por arma de fogo)
José Mauro Alves de Queiroz, 57 anos (morador do Turu, entrada no IML em 11/1/12, por arma de fogo)
José Queiroz Filho, 68 anos (morador do Turu, entrada no IML em 11/1/12, por arma de fogo)
Gilvan Cardoso Reis, 31 anos (morador da Vila Brasil, entrada no IML em 11/1/12, por arma de fogo)

Presa quadrilha que planejava morte de policial

Os presos também são suspeitos de praticar assaltos em vários bairros da capital.

SÃO LUÍS - Uma quadrilha é presa, em São Luís, com armas de fogo e 650 quilos de merla. Os presos são suspeitos de praticar assaltos em vários bairros da capital e de planejar o assassinato de um policial militar. Assista à reportagem de Werton Araújo, da TV Mirante.

Internautas reclamam da falta d’água em bairros de São Luís

Ontem (12), o Imirante havia mostrado o desperdício d’água em bairro da capital.
Internautas reclamam da falta d’água em bairros de São Luís
SÃO LUÍS - Moradores de bairros de São Luís usaram o VC no Imirante para reclamar da d’água. Foi o caso do internauta que se identifica apenas como Sérgio. Ele mora na Cidade Operária e relatou que o bairro está com o abastecimento interrompido desde segunda-feira (9). "A falta de respeito com a população é sem comparação. Esperamos que tomem a devida atitude para normalizar a nossa situação", afirma.

Já a internauta Mírian Serejo reclama da falta d’água no bairro Villagio Cohatrac V. Segundo ela, os moradores da região estão sem água há três meses. "Gostaria de uma solução imediatamente perante esta situação caótica que o nosso bairro se encontra", reivindica.

Ontem (12), o Imirante mostrou, entretanto, que se em alguns bairros falta água, em outros há desperdício, como na Lagoa da Jansen. O flagrante feito pelo repórter-fotográfico Diego Chaves, do jornal O Estado do Maranhão, mostrou um cano estourado jorrando água na avenida Mário Meireles.

Na semana passada, rompimentos de adutoras do Sistema Italuís - criado em 1982 e que abastece a capital maranhense - fizeram o fornecimento d’água ser reduzido em vários bairros, prejudicando, pelo menos, 60% da população. Ontem, um novo rompimento. Desta vez, em uma subadutora responsável pelo abastecimento d’água nos bairros do eixo Itaqui-Bacanga. Também nessa quinta-feira, a governadora Roseana Sarney decretou situação de emergência no Sistema de Abastecimento d’Água em São Luís pelo prazo de 180 dias.

Nesta sexta-feira (13), secretário de Estado de Saúde, Ricardo Murad, anunciou obras emergenciais para melhorar o sistema de abastecimento d’água na capital. Entre elas, estão as perfurações de 60 poços isolados em locais estrategicamente definidos pela Companhia de Saneamento Ambiental (Caema) e reforçar o aumento de produção dos Sistemas Paciência e Sacavém.

Soldado é preso após gravar relação sexual com menina

Em vídeos, soldado do Corpo de Bombeiros mantém relações sexuais com menina de 10 anos.

PINHEIRO – O soldado do Corpo de Bombeiros, Paulo Henrique Bandeira Aranha, foi preso nesta sexta-feira (13) por ter mantido relações sexuais com uma garota de apenas dez anos de idade. O fato aconteceu na cidade de Pinheiro.

De acordo com informações da Rádio Mirante AM, o soldado Aranha teria gravado três vídeos em que ele aparece mantendo relações com a garota. Nas imagens, encontradas no aparelho celular do soldado, a menina era obrigada a fazer sexo oral.

O soldado Aranha foi preso e transferido para São Luís.

Bandidos levam mais de R$ 3 mil de homem na porta de banco

Vítima havia sacado dinheiro para pagar matrícula dos filhos em escola da capital.

SÃO LUÍS – Na tarde desta sexta-feira (13), foi registrado mais um caso de saidinha bancária em São Luís. O caso aconteceu no bairro Renascença.

De acordo com as primeiras informações, a vítima, que não teve o nome revelado, sacou cerca de R$ 3 mil da agência bancária do Banco do Brasil localizada naquele bairro. Ao sair do banco, a vítima foi abordada por dois homens em uma moto, que tomaram todo o dinheiro.

O dinheiro roubado seria utilizado pela vítima para o pagamento das matrículas dos filhos no Colégio Dom Bosco, no bairro do Renascença.

PM prende homem que assaltava usando farda dos Correios em Timon

Policiais Militares de Timon prenderam em flagrante Marcos Antônio Fontes Nunes, o “Léo Pelado”, de 28 anos, natural de São Luís. A prisão ocorreu na última terça-feira (3). Segundo a polícia, ele é acusado de tentar assaltar a residência de uma vitima situada na Rua 18 bairro Parque Piauí II naquele município.
Durante a prisão, o suspeito usava uma farda da Agência dos Correios e ainda possui uma caixa da Agência, a fim de ludibriar as vítimas e permitir sua entrada na residência. Com Marcos Antonio Fontes, foi apreendido uma pistola 9 mm (de uso restrito das forças armadas) e um revólver calibre 38, armas usadas nas práticas criminosas.
Crimes
De acordo com investigações realizadas pelo 1º DP de Timon, em dezembro de 2011, o acusado, usando uma camisa dos Correios, cometeu inúmeros assaltos nas residências dos bairros Morada Nova e Parque Piauí em Teresina, onde subtraiu, mediante violência, vários bens e dinheiro. A Polícia Civil do município, agora trabalha no sentido de identificar outras vitimas de Léo Pelado.
Ainda segundo investigações, foi detectado que o acusado possui processos judiciais nos municípios de Imperatriz (MA) e Teresina (PI) por prática de roubo. Ele permanecerá custodiado na sede do 1º DP de Timon.

Decretada situação de emergência no abastecimento de água de São Luís

A governadora Roseana Sarney decretou situação de emergência no Sistema de Abastecimento de Água em São Luís pelo prazo de 180 dias. O Decreto nº 27.997, datado do dia 10 deste mês, destaca a necessidade urgente de providências para garantir abastecimento mínimo à população, em razão da situação crítica, com perda de vazão, da adutora do Sistema Italuís.
“Esse decreto comprova os problemas que estamos enfrentando em função do constante desabastecimento de água em São Luís. Com ele em mãos, vamos requerer a aplicação de recursos próprios do Governo do Estado e a participação do Governo Federal para as obras emergenciais de recuperação e aumento de produção dos Sistemas Paciência e Sacavém”, declarou o secretário de Estado de Saúde, Ricardo Murad.
Uma ação prática proposta pelo Decreto é a abertura de cerca de 60 poços isolados em locais estrategicamente definidos pela Companhia de Saneamento Ambiental (Caema).
O texto do Decreto, que tem por base a Constituição Estadual, a Lei Federal nº 12.340 e o Decreto nº 7.257, de agosto de 2010, apresenta argumentos contundentes. O documento destaca os constantes rompimentos da adutora do Italuís (principalmente no trecho do Campo de Perizes), que vem “causando colapsos no abastecimento de água no município”.
Também é citado o tempo necessário para a realização do serviço de recuperação total da adutora, cuja obra de substituição deve demorar no mínimo 15 meses para ser concluída. “Esse serviço emergencial seria para que os transtornos a serem provocados pela obra sejam minimizados”, declarou o secretário.
Ricardo Murad assinalou que a obra na adutora, no trecho do Campo de Perizes, está seguindo o trâmite normal do processo licitatório. Segundo ele, no próximo dia 24 de janeiro serão abertos os envelopes com as propostas de preço (vence o menor) dos cinco consórcios pré-qualificados para a Concorrência Pública. Caso não ocorra problema jurídico, a ordem de serviço deverá ser assinada até o início de março deste ano, quando serão iniciadas as obras.
Tempo de uso
O decreto aborda ainda os problemas causados pelo tempo de uso da adutora e que podem provocar novos transtornos e falta d’água à população da Ilha com a diminuição do fluxo do líquido. “Com o estado corrosivo da tubulação, só será possível operar o Sistema com uma vazão de 5.040 m3/hora, o que aumentará o déficit no abastecimento d’água”.
O Sistema Italuís foi implantado em 1982, tendo vida útil calculada em cerca de 20 anos. O desgaste causado pelo tempo é uma das principais causas dos constantes rompimentos, agravados em razão da salinidade existente no local, favorecendo o acelerado processo de corrosão.

Prorrogada até maio interdição da Penitenciária de Pedrinhas

O juiz titular da 1ª Vara de Execuções Penais da Capital, Jamil Aguiar, emitiu, nesta quarta-feira (11), uma Portaria prorrogando o prazo de interdição total da Penitenciária de Pedrinhas. A prorrogação foi sugerida pelo Ministério Público e, até lá, a unidade não poderá receber novos presos sem autorização do juiz.
A interdição de Pedrinhas deu-se em função das péssimas condições estruturais da penitenciária, bem como outros fatores. Para o juiz, a situação na unidade é degradante, haja vista as condições intoleráveis a que são submetidos os presos.

De acordo com o magistrado, além da total falta de higiene, da situação de desamparo e das condições de insalubridade, alguns setores necessitavam de reformas urgentes. “Essa situação prejudica não apenas a população carcerária, mas também aos familiares dos presos”, afirma o juiz.

A reconstrução e funcionamento da enfermaria e dos setores médico e odontológico, bem como dos pavilhões e celas, estavam entre as exigências, que observavam requisitos e padrões do Departamento Penitenciário Nacional, do Ministério da Justiça.

A prorrogação é retroativa a 25 de dezembro de 2011, quando expirou o primeiro prazo dado pela VEP. “Como a interdição anterior havia vencido em pleno recesso forense, fui a Pedrinhas hoje avaliar as condições do lugar para saber se podia liberá-la, mas pouca coisa evoluiu quanto às obras de reforma desde quando determinei a interdição da penitenciária pela 1ª vez, em agosto do ano passado”, justificou Aguiar.

Durante inspeção realizada nesta quarta-feira, o juiz conversou com Elias Martins Costa, proprietário da empresa VRM Engenharia e Serviços Ltda., empresa que está realizando as obras em Pedrinhas. Ele informou que o prazo para entrega das obras finda em maio de 2012.
Em função disso, Jamil estendeu até maio a interdição da unidade prisional. A inserção de novos presos na penitenciária fica condicionada à autorização expressa do juiz.

Jamil Aguiar inspecionou a Penitenciária de Pedrinhas acompanhado do promotor de justiça da Vara, William Siqueira, do superintendente de Estabelecimentos Penais, Afrânio Martins, de diretores de Pedrinhas, agentes do Grupo Especial de Operações e de policiais militares.

Entendendo o caso

Em maio de 2011, a 1ª Vara de Execuções Penais da Capital, através de Portaria, interditou parcialmente a Penitenciária de Pedrinhas. A situação somente voltaria ao normal se o Estado cumprisse com algumas exigências. Essa interdição durou 90 dias.

Nesse prazo, o Estado deveria adotar providências para o restabelecimento da unidade prisional, entre elas promover a transferência de presos entre estabelecimentos penais da capital e proibir o ingresso de presos de qualquer natureza, origem e motivo na Penitenciária São Luis, Pedrinhas, Casa do Albergado Feminino e Masculino, sem autorização expressa da VEP. Segundo o juiz, ao final desse prazo, nada foi feito.

Em agosto de 2011, o juiz determinou a interdição total da Penitenciária de Pedrinhas, com a obrigação de realizar obras de reforma em alguns setores, entre outras providências. “O Estado entrou com um Mandado de Segurança, tentando suspender a interdição, mas não obteve êxito”, enfatiza Jamil Aguiar.

Por causa da situação em Pedrinhas, a VEP chegou a conceder a prisão domiciliar a mais de 280 presos do regime semiaberto. Através de Portaria, Jamil Aguiar chegou a solicitar ao então corregedor-geral da Justiça, desembargador Antonio Guerreiro Júnior, que recomendasse aos juízes do interior que criassem mecanismos para possibilitar o retorno de presos que passassem do regime fechado para o semiaberto às suas comarcas de origem, e que evitassem o envio de presos desse regime para cumprimento de pena em São Luis

Preso homem que abusava da enteada de 10 anos em São Bento

Um homem identificado por Antônio Marcos Viégas Jardim de 38 anos foi preso no município de São Bento, distante cerca de 300 km de São Luís, por abusar sexualmente da enteada de apenas 10 anos.
De acordo com depoimentos de parentes da criança, o fato aconteceu na noite do último domingo (08) no povoado Inambuzinho. Logo após o abuso, a criança começou a ter sangramento e chorar muito.
Mesmo com a proibição do padrasto, a mãe da criança conseguiu ajuda dos vizinhos e do pai legítimo da menina para ir ao Hospital de São Vicente Férrer.
Na unidade de saúde foi constatado o estupro de séries proporções. O padrasto da garota foi detido e encaminhado para a delegacia de São Bento.
O acusado, Antonio Viegas, responde ainda na 4ª Vara Criminal, em São Luís, a um duplo homicídio praticado no ano de 2003.