terça-feira, 25 de junho de 2013

Dilma propõe cinco pactos e plebiscito para reforma política

A presidente Dilma Rousseff propôs ontem "cinco pactos em favor do Brasil" a governadores e prefeitos.
Brasília - A presidente Dilma Rousseff propôs na tarde de ontem aos 27 governadores e aos 26 prefeitos de capitais convidados por ela para reunião no Palácio do Planalto a adoção de cinco pactos nacionais (por responsabilidade fiscal, reforma política, saúde, transporte, e educação).
Em relação ao segundo pacto, a presidente apresentou a proposta de convocação de um plebiscito para que o eleitorado decida sobre a convocação de um processo constituinte específico destinado a fazer a reforma política.
 
 
 
 
Leia mais na edição on line de O Estado.

Manifestações já ocorreram em mais de 20 cidades do MA

Hoje e nos próximos dias estão marcados protestos em outros municípios do estado, como Itapecuru-Mirim e Presidente Dutra.
Os protestos populares cobrando mais atuação de diversas esferas do poder público se espalharam por município do Maranhão na última semana. Já ocorreram manifestações em mais de 20 municípios do interior e novas manifestações estão agendadas para os próximos dias.
Até o momento, já ocorreram manifestações em Imperatriz, Bacabal, Bacabeira, Barra do Corda, Grajaú, Santa Inês, Paço do Lumiar, Balsas, Morros, Caxias, Açailândia, Carolina, Rosário, Santa Luzia, Timon, São José de Ribamar, Bom Jardim, Timbiras, Coroatá e outras.
 
 
 
 
Leia mais na edição on line de O Estado.

Prazo para matrícula no Sisu termina hoje

O estudante que perder o prazo, perde a vaga.
BRASÍLIA - Os candidatos selecionados na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) têm até esta terça-feira (25) para fazer a matrícula nas instituições de ensino. O estudante que perder o prazo, perde a vaga. O resultado da edição de inverno do Sisu foi divulgado no último dia 17 e está disponível no site do programa.
O estudante deve verificar, na instituição de ensino que o convocou, o local, horário e os procedimentos para a matrícula. Os aprovados nessa primeira chamada com base na primeira opção de curso serão automaticamente retirados do sistema.
O Sisu foi desenvolvido pelo Ministério da Educação para selecionar os candidatos às vagas das instituições públicas de ensino superior, a partir da nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A seleção é feita pelo sistema com base na nota obtida pelo candidato.
Os selecionados para a segunda opção de curso ou que não atingirem a nota mínima em nenhum dos dois cursos escolhidos podem permanecer no sistema e aguardar a segunda chamada, em 1º de julho. A matrícula da segunda chamada será feita nos dias 5, 8 e 9 do mesmo mês.
Os estudantes que não forem convocados em nenhuma das chamadas podem entrar na lista de espera entre os dias 1º e 12 de julho. Esses candidatos serão convocados a partir do dia 17, caso haja vaga não preenchida.
Esta edição do Sisu teve 788.819 estudantes inscritos. Foram oferecidas 39.724 vagas em 54 instituições públicas de ensino superior.

Motociclista alcoolizado e sem habilitação causa acidente

Por volta das 7h, a motocicleta colidiu com um ônibus em frente ao Mercado do Peixe, em SL.
SÃO LUÍS - Por volta das 7h desta terça-feira (25), um acidente entre uma motocicleta e um ônibus da empresa Araújo Locadora aconteceu em frente ao Mercado do Peixe. De acordo com informações da Polícia Militar, o motociclista Antônio Marcos Gonçalves Rodrigues, de 50 anos, estava alcoolizado e não possui carteira de habilitação. Ele bateu na traseira do ônibus e caiu, sofrendo escoriações na perna.
O motorista do ônibus, Raimundo Nonato, informou que, ao frear o ônibus quando o sinal fechou, só sentiu a pancada na traseira do veículo e viu o motociclista no chão. O ônibus levava funcionários de uma empresa da capital maranhense. No veículo, ninguém sofreu ferimentos. O motorista do ônibus relatou, ainda, que o motociclista estava visivelmente embriagado e vinha em alta velocidade.
O Corpo de Bombeiros e uma agente da SMTT já estavam no local prestando socorro e fazendo a perícia no local.

Governadora encaminha pleitos do Maranhão em reunião com Dilma

Roseana Sarney esteve presente no debate promovido no Palácio do Planalto.
BRASÍLIA - A governadora Roseana Sarney participou de reunião com a presidenta Dilma Rousseff, outros governadores de Estado e prefeitos das capitais, ocorrida nesta segunda-feira (24), no Palácio do Planalto, em Brasília. No encontro, foram debatidas ações e anunciadas medidas que objetivam a melhoria da prestação do serviço público no país.
“Concordo com as medidas que a presidenta Dilma apresentou durante a reunião e vou trabalhar pelos 5 pactos. Sou solidária com a presidenta e vou fazer valer o ponto de vista dela”, declarou a governadora. Roseana Sarney também esteve com o ministro da Justiça, Eduardo Cardozo e aproveitou para falar sobre as ações preventivas na área de segurança durante as manifestações no Maranhão. Cardozo apoiou o trabalho realizado e reforçou à governadora que ela deve manter as iniciativas no sentindo de manter a ordem pública.
Na ocasião, a governadora Roseana também encaminhou em relatório os pleitos do Maranhão à presidenta. “Esse encontro é muito importante para a nação. O Maranhão atende ao chamado da presidenta Dilma e se une ao esforço do Governo Federal para assegurar medidas que melhorem a vida do brasileiro. Estamos aqui para contribuir e propor ações que vão ajudar nesse processo de construção de um país melhor para todos nós”, declarou Roseana Sarney.
O relatório entregue pela governadora Roseana à presidenta foi elaborado por equipe de trabalho designada pelo Governo do Estado e destaca informações de cada área de investimento, incluindo PAC 2 (voltado à mobilidade urbana), Saúde, Educação e Segurança. As demandas encaminhadas destacam ações nesses setores. Como exemplo, estão o Financiamento de estudos, projetos e execução de obras de implantação de 30 Km de linha de transporte coletivo de massa a ser operada com Veículos Leves sobre Trilhos (VLT), com valor estimado de R$ 3,6 bilhões.
Propostas
Na reunião, a presidenta Dilma Rousseff anunciou que o Governo Federal vai disponibilizar mais R$ 50 bilhões para investimentos em obras de mobilidade urbana. Ao todo, 27 governadores e 26 prefeitos de capitais participaram do encontro. “Tenho certeza de que nos últimos anos, o Brasil tem tido grande investimento na área de transporte coletivo urbano. Nosso pacto precisa assegurar também uma grande participação da sociedade na discussão política do transporte, com maior transparência no cálculo das tarifas”, disse.
A presidenta também anunciou a criação de um Conselho Nacional de Transporte Público, com a participação da sociedade. A presidenta propôs umplebiscito a fim de convocar uma Constituinte para a reforma política, além de penas mais efetivas para corrupção, que poderá ser classificada como crime hediondo.
Na área de saúde, Dilma Rousseff convocou os governadores e prefeitos para que acelerem os investimentos já contratados em hospitais, unidades de Pronto-Atendimento e unidades básicas de Saúde e a ampliar a adesão de hospitais filantrópicos ao programa que troca dívidas por atendimentos. Também reforçou a intenção do governo de contratar médicos estrangeiros para trabalhar no Sistema Único de Saúde (SUS), principalmente em regiões onde faltam mais profissionais.
Para aumentar investimentos em educação – outro ponto do pacto nacional - Dilma reiterou que o governo defende a utilização de 100% dos royalties do petróleo e 50% do Fundo Social do pré-sal para o setor - a proposta depende de aprovação do Congresso Nacional.
As informações são da Secom do governo do Estado.
Foto: Fabio Rodrigues / Agência Brasil