quinta-feira, 20 de junho de 2013

Homem é preso por latrocínio em Itapecuru-Mirim

 
ITAPECURU-MIRIM - Na última quarta-feira (19), um homem foi preso por latrocínio em Itapecuru-Mirim (MA). Francinaldo Mendes, conhecido como "Pio", tem 22 anos e é apontado como responsável pelo homicídio de uma mulher de 24 anos de idade na última segunda-feira (17), no povoado São Francisco, localizado no mesmo município. Ontem (19), durante a ação realizada pela polícia, um adolescente também foi apreendido.
Os dois suspeitos teriam assassinado a vítima com pauladas e 26 facadas. Em seguida, teriam levado um relógio, um colar e a quantia de R$ 300.
Francinaldo Mendes foi autuado por latrocínio. De acordo com a polícia, ele teria sido responsável por vários outros assaltos na região. O suspeito permanecerá detido na Delegacia Regional à disposição da Justiça. Já o adolescente foi encaminhado para São Luís.

Veja a manifestação em São Luís em galeria de fotos

SÃO LUÍS - A manifestação "Vem pra rua", iniciada na tarde desta quarta-feira (19), em frente à Biblioteca Pública Benedito Leite, contou com a participação de 15 mil pessoas, segundo a organização do evento, que caminharam pelo Centro de São Luís e protestaram de forma pacífica. Veja os principais momentos da manifestação em fotos:
.

 

Quebradeira e pichações tomam conta de fachada da prefeitura

Manifestantes retiraram até as bandeiras que ficam na frente do local.
 
SÃO LUÍS - O que poderia ter sido apenas uma manifestação pacífica acabou causando alguns estragos na sede da Prefeitura de São Luís na noite desta quarta-feira (19). A manifestação "Vem pra rua", iniciada na tarde de ontem, em frente à Biblioteca Pública Benedito Leite, contou com a participação de 15 mil pessoas, que caminharam pelo Centro de São Luís, realizando um protesto de forma pacífica. Entretanto, uma minoria ousou em depredar o Palácio La Ravardière, com pichações, quebrando janelas e arrancando bandeiras.
Alguns manifestantes causaram estragos na sede da Prefeitura de São Luís/Foto: Jacelena Dourado.
Alguns manifestantes causaram estragos na sede da Prefeitura de São Luís/Foto: Jacelena Dourado

Além dos estragos deixados na sede, uma parte da manifestação decidiu confrontar a cavalaria da Polícia Militar atirando foguetes, pedras, vidros e latinhas. O pátio do Palácio dos Leões, sede do governo estadual, foi invadido. Ao fim, três prisões foram efetuadas.
Segundo informações da repórter Jacelena Dourado, do Imirante.com, guardas municipais estão no local vistoriando os estragos causados no local.