sexta-feira, 22 de junho de 2012

Professor acusado de assassinar namorada de 15 anos é absolvido

Aconteceu nessa quarta-feira (20) o julgamento do professor Gilvan Oliveira de Sousa, 34 anos, acusado de assassinar a namorada de 15 anos, fato ocorrido no dia 30 de dezembro de 1999.
Na ocasião, o professor Gilvan Oliveira, que era morador da Rua do Comércio, Povoado Marreco, no município de Vila Nova dos Martírios, tinha 21 anos e matou a namorada com um tiro no pescoço. O corpo foi encontrado por um morador do Povoado Jabotizinho, também no município de Vila Nova dos Martírios, onde residia a vítima, Rosileude Conrado Alves.
A Polícia Civil de Imperatriz, pois na época Vila Nova dos Martírios ainda pertencia à Regional dessa cidade, abriu inquérito para apurar o crime e indiciou criminalmente Gilvan Oliveira Sousa como o autor do crime, sob a incidência penal tipificada no artigo 121, § 2º inciso IV do Código Penal, ou seja, homicídio duplamente qualificado.
O réu foi julgado à revelia, uma vez que não se encontrava presente, e a defesa coube ao advogado Farnézio Pereira dos Santos. A acusação coube ao promotor Domingos Eduardo Silva. O Tribunal do Júri foi presidido pela juíza Samira Barros Heluy, ex-titular da Vara de Execuções Penais de Imperatriz.
Esse júri foi o último da juíza Samira Heluy na Comarca de Imperatriz, pois ela foi transferida, a pedido, para a Comarca de Itapecuru-Mirim.
Gilvan Oliveira Sousa foi absolvido da imputação feita e, por força dessa decisão, teve revogada a prisão preventiva decretada contra ele. O mandado foi recolhido por determinação da juíza Samira Barros Heluy.

Operação das polícias Civil e Militar fecha casas noturnas

noturnas
 
Dando início ao cumprimento de medidas que foram definidas em reunião ocorrida na última segunda-feira (18), numa operação em conjunto, as polícias Civil e Militar fecharam nessa quarta-feira (20) casas noturnas que estavam funcionando em horário acima do permitido.
Foram fechadas casas noturnas no centro e na Beira-Rio. Em uma delas, os policiais tiveram de, além de definir pelo fechamento, interromper um show em função de que já eram mais de 3 horas da madrugada. As demais que foram fechadas, na Beira-Rio e Praça da Cultura, também estavam funcionando em horário não permitido.
De acordo com determinação feita através de uma portaria da Secretaria de Segurança Pública (SSP), as casas noturnas em todo o estado somente podem funcionar até as 2 horas da madrugada. Assim mesmo, não podem contribuir para a falta de sossego público.
Na Praça da Cultura, as reclamações das pessoas que residem na área são muitas a respeito do não cumprimento do horário determinado. E foi justamente em função da falta de compromisso com o sossego público que as pessoas residentes na área, juntamente com autoridades, se reuniram e definiram por tomar medidas drásticas para que o sossego público seja respeitado.
Conduções
Três pessoas foram conduzidas para o Plantão Central da 10ª Delegacia Regional de Imperatriz. Segundo o delegado regional Assis Ramos, os três conduzidos são de duas casas noturnas fechadas.
O Tenente Coronel Edeilson Carvalho informou que as operações vão continuar para que a fiscalização chegue em outros locais da cidade. Neste contexto, também estão os carros automotivos em portas de bares, que ficam perturbando o sossego público, sendo alguns até o dia amanhecer. Nesses casos, os veículos serão apreendidos e levados para a delegacia, juntamente com o proprietário.
Também na noite dessa quarta-feira, uma mulher que estava embriagada teve a CNH apreendida e enviada para a Ciretran.

Prefeitura de Bacabeira compra votos em troca de tijolos


Em Bacabeira
Dinheiro público usado para comprar votos em troca de tijolos

A situação do prefeito de Bacabeira, José Venâncio Filho (DEM), que enfrenta processo de cassação no Tribunal Superior Eleitoral, acusado de ter cometido crime de captação ilícita de sufrágio e abuso de poder econômico na campanha eleitoral de 2008, não é boa e, embora nada tenha lhe acontecido até o momento, quase ninguém no município arrisca dizer que o prefeito cumprirá mandato até o fim.
E, a cinco meses das eleições municipais, Venancinho que nem bem se livrou de uma acusação já está sendo acusado de cometer mais um ato de improbidade. É que, para eleger seu sucessor na Prefeitura de Bacabeira, ele acaba praticando crime eleitoral na campanha do vereador Alan Linhares (PTB), como pré-candidato a prefeito no pleito deste ano.
Isso ficou mais evidente no início desta semana, quando a COLUNA BLOG DO UDES FILHO, recebeu um bilhete em papel timbrado, com uma ordem inusitada dada pelo secretário Municipal de Finanças, Werbeth Pinheiro, dando a idéia precisa da corrupção deslavada que impera no município de Bacabeira, a 70 km de São Luís. No bilhete, datado de 14 de abril de 2012, e devidamente rubricado, “Pinheirinho”, como é popularmente conhecido, manda o empresário Antonio Resende Bastos, proprietário da Cerâmica Industrial Bacabeira, atender o portador fornecendo-lhe nada menos que 1.000 milheiros de tijolo.
Não bastasse ser irmão do prefeito José Venâncio Correa Filho (DEM), o que configura nepotismo, Werbeth Pinheiro extrapola todos os limites da moralidade ao cometer gesto tão indecente.
A conduta é passível da mais rigorosa punição, pois é um forte indício de que as verbas públicas que deveriam ser investidas em áreas como saúde e educação estão sendo empregadas em gastos que nada têm a ver com sua finalidade constitucional. E o que é mais grave: vem servindo para a compra de votos.

Conversa com Adriano anima Joel: 'Estou ansioso'

Imperador vai pela primeira vez à sala do treinador rubro-negro, que não duvida de sua recuperação.
RIO DE JANEIRO - No início da semana, Adriano teve uma reunião com a cúpula de futebol e o departamento médico rubro-negro para que ele se enquadrasse e desse prosseguimento ao processo de recuperação da cirurgia que passou no tendão de Aquiles. Desde então, o Imperador se apresentou pontualmente para as sessões de fisioterapia no CT do Ninho do Urubu, como nesta sexta-feira. Além disso, pela primeira vez desde que voltou ao clube, o atacante conversou com o técnico Joel Santana.
O comandante rubro-negro gostou do papo e disse ter encontrado um Adriano feliz e motivado. Para Joel, um jogador da qualidade do Imperador não precisa nem mesmo ser testado. Mas, para que possa pensar em utilizá-lo, precisa vê-lo recuperado e com contrato assinado com o clube.
- O Adriano é um jogador diferenciado e nós estamos ansiosos para vê-lo em campo finalizando o processo de recuperação. Ele foi à minha sala pela primeira vez e eu falei da esperança que sentimos de tê-lo novamente conosco. Eu o achei empolgado e feliz. Como todos, estou torcendo para que ele complete o ciclo, volte a jogar e mostre o jogador que ele sempre foi - afirmou.
Joel não quis falar em prazo. Para ele, assim que Adriano estiver em campo, tudo vai acontecer rápido. E se ainda existem muitos que duvidam que o Imperador possa voltar a brilhar, Joel não é um destes.
- Se isso acontecer, será uma perda para o esporte, para quem gosta de futebol... Mas ele tem condição de mostrar muito mais. Tenho certeza de que o Imperador vai se recuperar. Ele é um ídolo do futebol mundial - finalizou.
Na última quarta-feira, Adriano teve uma conversa de cerca de 1h20m com o diretor de futebol Zinho. No papo, o dirigente abraçou, deu carinho, mas deixou claro que profissionalismo está acima de tudo. Ele decretou um prazo de 40 dias, até 1º de agosto, para que o atacante cumpra a rigorosa fase de recuperação para que um possível acerto com o Flamengo entre em pauta.
Mesmo sem vínculo formal com o clube, para tentar reconstruir a imagem de Imperador, ele terá que perder peso, cumprir a programação com raras folgas e mudar radicalmente o comportamento, seu maior adversário ao longo dos últimos anos.

Gasolina deve subir 10%, mas governo quer formas de preservar consumidor

Preço dos carros caiu com a redução do IPI e teve impacto positivo no indicador prévio de inflação do mês  (Ronaldo de Oliveira/CB/DA Press)
Preço dos carros caiu com a redução do IPI e teve impacto positivo no indicador prévio de inflação do mês
O governo está prestes a anunciar um aumento no preço da gasolina, mas estuda formas de preservar o consumidor. Isso pode ocorrer se o percentual de reajuste ficar em 10%, abaixo dos 15% pleiteados pela Petrobras. A elevação menor já foi aceita pela presidente da República, Dilma Rousseff, porque é o patamar máximo que permite à área econômica compensar a alta com a eliminação da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) e com o aumento da participação do etanol na gasolina.

O tema provocou declarações contraditórias de autoridades nos últimos dias, mas o "disse me disse" tem data para acabar: a decisão terá de ser oficializada até segunda-feira, quando será discutido o plano de negócios da companhia. Graça Foster, como é conhecida a presidente da Petrobras, não falou em data ou percentuais, mas reforçou ontem a necessidade de um aumento para que a empresa possa bancar os investimentos de US$ 236,5 bilhões previstos para o período de 2012 a 2016. "Precisamos de um aumento porque você vê uma variação do (petróleo) Brent que desceu, mas o câmbio está subindo. Então, a paridade de preço está muito defasada dos preços internacionais", alegou. Ontem, os preços futuros de petróleo fecharam abaixo de US$ 80 por barril pela primeira vez desde outubro.

SSP entrega três novos Rabecões para o IML de São Luis, Imperatriz e Timon

O secretário de Estado da Segurança Pública, Aluisio Mendes acompanhado da delegada Geral da Polícia Civil do Maranhão, Cristina Meneses, entrega nesta sexta-feira (22), às 10h, três veículos Rabecões, modelo Ford Ranger, e uma viatura Ford Ecosport XL 1.6, ano 2010/2011 para os institutos Médico Legal (IML) e de Criminalística do Maranhão (Icrim), órgãos pertencentes à Superintendência de Polícia Técnica-Científica (SPTC).

Os novos Rabecões vão auxiliar no transporte de cadáveres, e foram adquiridos com recursos do Governo do Estado. O investimento foi na ordem de R$ 298.500 mil, e faz parte do plano de modernização e reaparelhamento de todo o Sistema de Segurança.

Além dos Rabecões, na oportunidade, a diretoria do Icrim de Timon receberá das mãos da cúpula do Sistema de Segurança, uma viatura Ford Ecosport destinada para as atividades do órgão em toda Região do Cocais.

Governadora Roseana vai a inauguração de indústria de óleo de soja em Porto Franco

Publicação: 22/06/2012 12:40
Governadora Roseana, executivos da Algar e outras autoridades descerram a placa de inauguração da Algar Agro, em Porto Franco
Governadora Roseana, executivos da Algar e outras autoridades descerram a placa de inauguração da Algar Agro, em Porto Franco
A governadora Roseana Sarney participou nesta quinta-feira (21), no Distrito Industrial do município de Porto Franco, da solenidade de inauguração da indústria de óleo de soja da Algar Agro. Na ocasião, ela foi homenageada pela direção do Grupo Algar pelo suporte oferecido pelo Governo do Maranhão na implantação da unidade, primeira refinaria e envase do produto com capital exclusivamente nacional da região Nordeste.

Roseana Sarney elogiou o empreendimento, destacando que a iniciativa irá contribuir para o incremento econômico do estado. "Hoje é dia de comemorar. É mais uma demonstração da capacidade empreendedora e confiança na força econômica do Maranhão, uma prova de que retomamos o caminho de volta ao crescimento", afirmou a governadora que, acompanhada dos diretores do Grupo Algar, acionou o botão dando início ao funcionamento da fábrica.

O presidente Executivo do Grupo Algar, Luis Alexandre Garcia destacou a importância do investimento para o Maranhão e região Norte/Nordeste. Ele elogiou a política de atração de investimentos implantada pelo governo Roseana, que possibilitou a concretização da fábrica no estado. "O suporte e o apoio oferecidos pelo governo maranhense foram decisivos para a instalação desta unidade em Porto Franco. Por isso, queremos agradecer a governadora Roseana, que sempre foi nossa parceira na consolidação deste sonho", ressaltou. Garcia informou que, atualmente, 600 produtores agrícolas da região Sul do estado fornecem soja para o refino e outros derivados.

Também presentes à solenidade o presidente do Conselho Administrativo do Grupo Algar, Luis Alberto Garcia; o diretor superintendente do grupo, Leonardo Freitas; os secretários de Estado Luis Fernando Silva (chefe da Casa Civil), Maurício Macedo (Desenvolvimento, Indústria e Comércio), Cláudio Azevedo (Agricultura), Sérgio Macedo (Comunicação Social) e José Ribamar Vieira (Gabinete Militar). Participaram, ainda, os prefeitos de Porto Franco, Deoclides Macedo; de Ribamar Fiquene, Dione Alves; de Estreito, Zequinha Coelho e de Grajaú, Mercial Arruda; os deputados estaduais Antonio Pereira e Valéria Macedo; o deputado federal Chiquinho Escórcio; além de diretores do Grupo Algar, empresários, lideranças políticas, classistas e comunitárias da Região da Tocantina.

A governadora destacou que a inauguração da indústria é mais uma etapa na consolidação das cadeias produtivas que tornarão o Maranhão um dos líderes na produção de alimentos no Brasil. Ressaltou, também, as diversas ações realizadas por seu governo na infraestrutura de transporte, energia, telecomunicações, incentivos fiscais, recursos humanos como preponderantes para a atração de novos empreendimentos para o estado, a exemplo da Fábrica da Suzano Papel e Celulose, em Imperatriz, e da Aciaria, em Açailândia.

"Nesta região, agora, planta-se a soja e produz-se o óleo que, depois de refinado, é embalado para o consumo em milhares de lares brasileiros. Isto é um motivo de orgulho para todos nós, porque a soja é um dos itens mais expressivos do nosso PIB e promete alçar o Maranhão à condição de um dos maiores produtores do país", disse Roseana Sarney.

Unidade moderna
O empreendimento inaugurado nesta quinta-feira (21), em Porto Franco, é resultado de investimento da ordem de R$ 70 milhões. A capacidade de produção industrial, de cerca de 5,5 milhões de caixas de óleo/ano, irá gerar cerca de 350 empregos diretos e indiretos. A planta industrial da unidade tem os equipamentos mais modernos em atividade no setor e é a segunda refinaria do grupo no país. A primeira, localizada em Uberlândia (MG), é responsável pela liderança da marca ABC no estado de Minas Gerais, assim como garante presença do produto no Espírito Santo, São Paulo e Rio de Janeiro.

"A implantação da refinaria é um sonho antigo que está sendo concretizado em Porto Franco, pois viabiliza a cadeia produtiva da soja, um produto que pode ser internacionalizado. Vivemos um momento de euforia para o setor econômico maranhense e brasileiro", afirmou secretário de Indústria e Comércio, Maurício Macedo.

A partir de Porto Franco, a Algar Agro realizará a distribuição do óleo de soja da marca ABC para estados do Norte e Nordeste. A soja que chega à planta de esmagamento no município tem como destino a exportação e produção de dois produtos: óleo degomado, vendido para indústrias de alimentos e de biodiesel; e farelo de soja, comercializado no mercado do Norte e Nordeste.

Distrito Industrial
Após a solenidade de inauguração, acompanhada do secretário Maurício Macedo, a governadora Roseana Sarney vistoriou as obras de revitalização do Distrito Agroindustrial de Porto Franco, realizadas pelo governo em parceria com a Prefeitura. O investimento no valor de R$ 850 mil inclui serviços de recuperação da pavimentação asfáltica, sinalização vertical e horizontal, reforma e ampliação do sistema de iluminação pública, entre outras melhorias.

Além da Algar Agro, no Distrito Agroindustrial de Porto Franco também estão instalados outros grandes empreendimentos do agronegócio como as tradings Bunge e Cargill, que atuam na área de grãos. Depois da visita, a governadora seguiu para o município de Imperatriz, onde permanece até esta sexta-feira (22).

Assaltante é espancando por vítimas em São José de Ribamar

O assaltante Jadiel Garcês Cantanhede, de 21 anos, foi preso depois de ter sido espancado por populares na Avenida General Artur Carvalho, no Miritiua, em São José de Ribamar. O fato ocorreu depois que Jadiel, armado com um revolver, assaltou várias pessoas no local.

Depois da ação do bandido, várias pessoas se reuniram e saíram em busca do acusado. Jadiel foi localizado ainda próximo do local onde havia praticado os crimes. Ele foi desarmado pelas pessoas, dentre elas, algumas vítimas, que passaram a espancá-lo.

Quando Jadiel já estava bastante debilitado e sangrando bastante, chegou ao local a viatura do 8º Batalhão da Polícia Militar, que prestou socorro ao assaltante. Jadiel foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Parque Vitória e em seguida os médicos determinaram a transferência dele para o hospital Socorrão II.

As vítimas se recusaram a ir até a delegacia, alegando que estavam satisfeitas com a surra que deram no assaltante.

Cutrim pode ser chamado a depor

O secretário de Segurança Pública do Maranhão, Aluísio Mendes, disse, na manhã de hoje (22), em entrevista à rádio Mirante, que, “se for necessário”, o deputado estadual Raimundo Cutrim (DEM) pode ser chamado a depor pela comissão de delegados que dá sequência às investigações do assassinato a tiros do jornalista Décio Sá, ocorrido em abril passado, em São Luís. “É de interesse da polícia o depoimento dele. Também é de interesse dele esclarecer sobre a denúncia feita pelo réu confesso. Mas o parlamentar tem prerrogativas pelo cargo que ocupa. É um direito constitucional e que tem de ser respeitado”, disse Mendes.
O deputado Cutrim foi envolvido no crime por Jhonatan de Sousa Silva, de 24 anos, acusado de matar o jornalista. Jhonatan citou o nome do parlamentar várias vezes em seu primeiro depoimento à polícia, no último dia 9. Disse que um dos agenciadores da morte de Décio – José Raimundo Sales Chaves Júnior, o “Júnior Bolinha”, preso no último dia 13 – teria revelado a ele que Cutrim seria o principal mandante do crime.
A íntegra do depoimento vazou na quinta-feira (21) em blogs do Maranhão e foi publicada na edição de hoje do Jornal Pequeno. Raimundo Cutrim é aliado do governo Roseana Sarney (PMDB), de quem foi secretário de Segurança Pública de julho de 1997 a abril de 2002.
Foto: G. Ferreira
Jhonatan Silva depôs na polícia por sete horas
“Não podemos encarar isso [o que foi dito por Jhonatan à polícia] como verdade absoluta, mas também não podemos descartar isso. Há uma situação aí que precisa ser esclarecida, e é isso que vai ser feito”, afirmou Aluísio Mendes.
‘Vindita’ – O secretário rechaçou qualquer ligação entre o surgimento do nome de Cutrim no caso e suas diferenças pessoais com o parlamentar, que tem marcado suas intervenções na Assembleia Legislativa do estado com críticas contundentes a Mendes. “Não vou permitir esse tipo de ilação. Não é a minha postura, meu modo de agir. Não há nenhum viés de ‘vindita’, de vingança pessoal nesse assunto”, enfatizou.
Segundo o secretário, quando o nome de Raimundo Cutrim surgiu, todos os seis delegados da comissão que está à frente do “caso Décio” foram “tomados de surpresa”.
Aluísio Mendes afirmou que, a partir do surgimento do nome do deputado, decidiu que o trabalho de investigação passaria a ser conduzido sem sua presença.
Ele preferiu não revelar se o nome de Cutrim foi mencionado por outros depoentes.
Foto: Biné Morais
Deputado Raimundo Cutrim negou participação no assassinato de Décio Sá
Na entrevista, o secretário Aluísio Mendes confirmou, ainda, o afastamento das investigações de dois policiais da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) – um é o investigador Joel Durans Medeiros e o outro está identificado, por enquanto, apenas como Alcides. Os dois policiais têm relação de amizade com “Júnior Bolinha”, e foram afastados do caso “para evitar qualquer tipo de ingerência”, disse Aluísio Mendes.
O secretário reafirmou que o sigilo das investigações sobre a “máfia da agiotagem” – um desdobramento do “caso Décio” – está mantido. “É um grupo extremamente poderoso, e quanto menos informações esse grupo tiver sobre o trabalho da polícia, mais facilmente chegaremos a ele”.
Foto: G. Ferreira
Secretário de Segurança Aluísio Mendes
Segundo explicou Aluísio Mendes, os documentos – entre eles, muitos cheques em branco de prefeituras – que constam no inquérito policial estão sendo analisados exclusivamente por uma parte da comissão de delegados encarregada pelo caso. Mendes disse que os casos que envolvem recursos públicos federais serão investigados pela Polícia Federal.
Deputado nega – O deputado Raimundo Cutrim pôs, ontem (21), à disposição da polícia e do Ministério Público seu sigilo telefônico e bancário. Além disso, pediu que a apuração seja mais aprofundada para que os fatos demonstrem que não há envolvimento dele no caso.
“Quem conhece o meu trabalho sabe que, por onde andei, eu sempre procurei pautar o meu trabalho dentro da lei. O que eu quero é que a polícia apure isso. Eu tenho minhas diferenças com o secretário, isso é público e notório, mas conheço todos os policiais e sei que são competentes. O indiciado disse e cabe à polícia esclarecer. Não se pode jogar na parede: ‘foi fulano de tal’. Não se pode dizer ‘fulano matou’, sem provas. Eu disponibilizo meu sigilo telefônico e bancário, sou a pessoa mais interessada em esclarecer os fatos, sou um homem que tem a vida limpa e a verdade aparecerá no final”, afirmou o parlamentar.
O deputado não negou que tenha relacionamento com o empresário José Raimundo Sales Chaves Júnior, o “Júnior Bolinha”, mas que é apenas no campo profissional.
“Conheci ele [Júnior Bolinha] no ano passado, eu tava precisando arrumar os açudes do meu sítio, eu aluguei máquinas dele, não tinha nenhuma ligação com ele. Depois dessa coisa do sítio, eu ligava para ele, sempre muito profissional, sempre falando de barro, areia, mas se limitava a isso, apenas assuntos bem profissionais, somente isso”, afirmou Cutrim, que concluiu: “Quem não deve não teme, e eu não devo nada a ninguém, quero que as pessoas me respeitem”.
Seis pessoas estão presas – entre elas, um capitão da Polícia Militar do Maranhão – acusadas de participação no assassinato do jornalista Décio Sá, em 23 de abril passado, num bar da Avenida Litorânea, em São Luís. Outros três acusados de envolvimento no crime ainda são procurados pela polícia.
Veja a íntegra do depoimento de Jhonatan de Sousa Silva:





Homem embriagado é ferido a garrafada no João Paulo

Um homem identificado apenas como Marcelo Saraiva foi ferido com uma garrafada na cabeça, no Bairro do João Paulo. O fato aconteceu na Rua dos Expedicionários, por volta das 15h de ontem. Após ferir a vítima, o acusado fugiu e não foi identificado pela polícia, no local do crime.
De acordo com informações de populares, Marcelo é morador do João Paulo e tem o costume de criar confusões, sob o efeito de bebida alcoólica, naquela localidade. Na ocasião, ele teria discutido com um homem magro, cujo nome não foi informado, e teria se armado com um pedaço de pau para feri-lo.
Segundo a proprietária de um estabelecimento comercial das proximidades que presenciou tudo, que preferiu não ser identificada, foi nesse momento que o autor do crime, com quem Marcelo também já havia se desentendido, pegou outro pedaço de madeira e desferiu um golpe pelas suas costas, antes que Marcelo atingisse o homem magro. Logo depois, o acusado pegou uma garrafa e arremessou sobre a cabeça da vítima.

Polícia faz buscas em sítio de Júnior Bolinha

A polícia cumpriu nessa quinta-feira (21) um mandado de busca e apreensão em um sítio de propriedade do empresário Júnior Bolinha, suspeito de ter contratado o pistoleiro que executou o jornalista Décio Sá em abril deste ano. O repórter David Peres mostrou o sítio do empresário em reportagem do JMTV 2ª Edição dessa quinta-feira (21).
O acesso da equipe de reportagem não foi permitido pelos policiais da Superintendência Especial de Investigações Criminais (SEIC), que também não quiseram gravar entrevista. Eles cumpriam um mandado de busca e apreensão. A casa de dois pavimentos fica em um local discreto, de difícil acesso, no loteamento Verde Mar, município de Raposa, a 28 quilômetros de São Luís.
Foto: Reprodução
Sítio do empresário Júnior Bolinha foi vistoriado hoje pela polícia
Não havia ninguém no sítio onde Júnior Bolinha passava a maior parte do dia. Havia só três cães e o Ibama foi acionado também, porque lá dentro estavam também dois animais silvestres: um macaco prego e uma arara.
O sítio é cercado de verde. Piscina com cascata. Também foram encontrados um triciclo no pátio, além de uma empilhadeira. O advogado de Júnior Bolinha também esteve no local, mas não quiseram falar com os jornalistas.
O mandado de busca e apreensão tinha o objetivo de localizar qualquer objeto, documento, computadores, que possam ligar Júnior Bolinha aos crimes dos quais ele é suspeito. Mas, segundo os policiais, nada foi encontrado.
Raimundo Sales Charles Junior, o Júnior Bolinha, é um dos principais suspeitos do assassinato do jornalista Décio Sá. Ele teria contratado o pistoleiro Jhonatan Sousa, juntamente com o agiota Gláucio Alencar, por R$ 100 mil, para matar o jornalista.
Desdobramentos
Em um de seus depoimentos à polícia, que vazou em um blog na internet, o pistoleiro diz que o serviço tinha partido de Raimundo Cutrim. Perguntado pela polícia quem era Raimundo Cutrim, se era o deputado, Johnatan disse que sim, que era pra ele o serviço e que tinha ligação direta com o capitão, o policial militar conhecido como Fábio Capita, que também está preso.
O pistoleiro afirma ainda que Cutrim é citado pelo Júnior Bolinha como sendo o principal mandante da morte do Decio Sá. Depois da sessão na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Raimundo Cutrim comentou o depoimento. Admitiu conhecer alguns dos principais envolvidos no crime e disse que se surpreendeu de ser citado, negando qualquer envolvimento no crime.
Em Imperatriz, a governadora Roseana Sarney falou que vem acompanhando as investigações e que não acredita na participação do deputado Cutrim no assassino do jornalista Décio Sá.

Aviso as rádios interligadas a Central de Notícias

                                                Central de Notícias
Até o momento não foi possível disponibilizar a edição do Jornal Central desta sexta-feira, dia 22 de junho, no site da Central de Notícias, por problemas com o provedor.
Também não foi possível enviar o Jornal para o endereço eletrônico das rádios interligadas a Central de Notícias por falhas no sistema.
Assim que solucionado, postaremos o Jornal Central no site. Para as rádios cadastradas, e logo que possível também enviaremos o Jornal pelo endereço eletrônico.
Agradecemos a compreensão,
A direção.

SSP entrega três novos rabecões para o IML

Os municípios de São Luís, Imperatriz e Timon serão beneficiados com os rabecões.

SÃO LUÍS - O secretário de Estado da Segurança Pública, Aluisio Mendes acompanhado da delegada Geral da Polícia Civil do Maranhão, Cristina Meneses, entregará nesta sexta-feira (22), às 10h, três veículos Rabecões, modelo Ford Ranger, e uma viatura Ford Ecosport XL 1.6, ano 2010/2011 para os institutos Médico Legal (IML) e de Criminalística do Maranhão (Icrim), órgãos pertencentes à Superintendência de Polícia Técnica-Científica (SPTC), nos municípios de São Luís, Imperatriz e Timon.
Os novos Rabecões vão auxiliar no transporte de cadáveres, e foram adquiridos com recursos do governo do Estado. O investimento foi na ordem de R$ 298.500 mil, e faz parte do plano de modernização e reaparelhamento de todo o Sistema de Segurança.
Além dos Rabecões, na oportunidade, a diretoria do Icrim de Timon receberá das mãos da cúpula do Sistema de Segurança, uma viatura Ford Ecosport destinada para as atividades do órgão em toda Região do Cocais.

Juíza proíbe cachaça, bonés e camisas no dia das convenções

A juíza da 69ª Zona Eleitoral, Stela Pereira Muniz Braga, já enviou ofício aos partidos.
CODÓ - A maioria das convenções de Codó está marcada para o dia 30 de junho, prazo final dado pela Justiça para que os partidos oficializem seus candidatos. Além da data, os locais, também, já foram definidos e todos esperam lotá-los com seus convencionais.
Enquanto os partidos se preparam para o grande dia, a Justiça Eleitoral aqui de Codó já saiu na frente lembrando regras, baseadas na lei eleitoral, que visam coibir os excessos e evitar crimes eleitorais já a partir do dia 30 de junho.
Está proibido
A juíza da 69ª Zona Eleitoral, Stela Pereira Muniz Braga, já enviou ofício aos partidos e proibiu, entre outras coisas, o uso de apresentações folclóricas, distribuição de bebida alcoólica e até de camisetas e bonés com as cores do partido e seu respectivo número.
“As camisetas e bonés não estão previstas como material de propaganda permitido nas convenções, sobretudo porque elas vão representar brinde para beneficiário, para o próprio candidato e isso é vedado por lei, o que seria possível é haver a fixação de faixas, de bandeirolas, chamando os convencionais para a convenção, mas dentro ali do ambiente não é permitido o uso de camisetas”, explicou a juíza.
Fiscalização rígida
E engana-se quem ache que ela não vai fiscalizar no dia. Ao blog revelou que oficiais de Justiça estarão por toda parte nas convenções.
“Nós encaminhamos ofício circular e informamos que estaremos fiscalizando todas as convenções por meio dos oficiais de Justiça, vamos verificar se eles estão obedecendo ou não os regramentos da lei eleitoral”, garantiu a magistrada.
Opinião do eleitor
Acostumados a ficarem um pouco mais livres no dia da convenção, muitos eleitores codoenses se dividiram ao opinarem sobre as regras. Alguns apoiaram as recomendações, outros nem tanto. O lavrador, Manoel Cruz, disse que o cidadão merecia ganhar ao menos bonés e camisas, já que depois de eleitos os políticos não dão mais nada.
“Já que a pessoa não ganha outra coisa devia ganharão menos uma camisa de um candidato, mas se eles proibiram o que há de fazer?”, questionou.
O técnico de enfermagem, Raimundo Nonato Silva, foi a favor da proibição da cachaça.
“Sem cachaça, porque você sabe onde tem bebida tem muitos problemas, as pessoas se estressam, as pessoas chegam ao ponto de fazer coisas que não devem por efeito da própria bebida”, argumentou.
Radical
Já o vigilante Fernando Macêdo acha que a juíza exagerou na recomendação aos partidos. Na opinião dele é um direito do eleitor manifestar suas paixões partidárias, desde que de maneira pacífica e ordeira.
“Se a pessoa gosta de um partido tem o direito de se manifestar, para mim é uma coisa, se a juíza fez isso aí se precipitou, porque todo mundo tem direito de se manifestar, se a gente gosta, desde que seja um manifesto sem bagunça, é claro”, disse.

Polícia Civil prende dupla de traficantes na cidade de Tutóia

Após receber várias denúncias, a Polícia Civil desarticulou, nesta quinta-feira (21), um ponto de drogas no Povoado Porto de Areia no município de Tutóia.
Na operação foram presos em flagrante Francisco José Pereira Silva, o “Nenzinho”, 33 anos. Com ele foram encontradas 21 pedras de crack, R$ 880,00 em dinheiro trocado e dois celulares.
Durante a prisão de Nenzinho, Raimundo Nonato Nascimento de Aquino, conhecido como Raimundinho, que é mototaxista e foi até o local comprar crack para uma usuária da cidade, também foi preso. Segundo informações policiais, em depoimento, a usuária afirmou que o mototaxista sempre comprava drogas para ela e outros usuários.
A dupla foi autuada por tráfico e associação ao tráfico e permanece custodiada na Delegacia de Tutóia.

Presa dupla suspeita de homicídio e assalto na capital

Duas ações da equipe de captura da Polícia Interestadual (Polinter), comandada pelo delegado Alberto Wagner, resultaram, nesta quinta-feira (21), na desarticulação de dois envolvidos em crimes de assalto a mão armada e homicídio em São Luís.
Paulo Sérgio Araújo Câmara, 23 anos, residente na 1ª Travessa Epitácio Pessoa, nº 10, Bairro da Liberdade, acusado de assalto a mão armada, e Washington Costa Santos, o ‘Magrão’, 44 anos, residente na Rua Joaquim Nabuco, nº15, Bairro Lira, indiciado pelo crime de homicídio, foram localizados por meio de informações repassadas pelo serviço do Disque Denúncia (3223 5800).
De acordo com informações da Delegacia Especializada, o primeiro a ser capturado foi Paulo Sérgio. Segundo informações, no momento da prisão, ele se encontrava no Bairro do Renascença II, onde trabalha como porteiro em um Colégio próximo ao Tropical Shopping.
Ainda segundo dados levantados pela Delegacia, Paulo Sérgio e outro comparsa, que ainda está foragido, foram participantes diretos num assalto ocorrido na Ponta d’Areia no ano de 2008.
O acusado estava com um mandado de prisão por sentença condenatória pelo crime de assalto, expedido pela Juíza Ana Célia Santana, da 5ª Vara Criminal da Capital. A pena, de acordo com a Justiça, é de cinco anos e quatro meses de reclusão.
Já por volta das 13hs, desta quinta-feira (21), o foragido da Justiça Washington Costa foi localizado pelos policiais. Contra Washington existe um mandado de prisão expedido pela 2ª Unidade Jurisdicional do Tribunal do Júri da Capital pelo crime de homicídio.
Os dois foragidos foram ouvidos e apresentados pelo delegado Alberto Wagner na Sede da Polícia Interestadual. Depois dos procedimentos eles foram encaminhados ao Centro de Triagem no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde aguardarão decisão judicial.