segunda-feira, 4 de março de 2013

Polícia prende homens que assaltaram Armazém Paraíba de Miranda do Norte


  
 
A Polícia Militar do município de Miranda do Norte conseguiu prender na tarde da última sexta-feira (1º), um trio suspeito de assaltar a loja do Armazém Paraíba da cidade, que fica a 138 km de São Luís.

Antonio Filho Rodrigues, Railan Bueno da Silva e Waltenir Franca dos Santos foram localizados no município de Arari, a 169 km de São Luís, quando os três passavam por uma barreira policial.

O assalto

Após o assalto, o trio trancaram os quatro funcionários da loja dentro do banheiro e fugiram. Quando a polícia chegou ao local, os comerciários, dentre eles o gerente, já haviam conseguido arrombar a porta e soltar-se da prisão. Eles relataram aos militares que se tratava de dois assaltantes e que eles estavam armados.

Testemunhas que estavam nas proximidades do local no momento da fuga, informaram a polícia que os assaltantes haviam fugido em um veículo Gol, de cor prata, quatro portas, com placas de Chapadinha, e que o terceiro comparsa já os aguardava no veículo.

Várias buscas foram realizadas em toda a região, inclusive com o repasse de informações a polícia em Arari, o que acabou resultando na prisão do trio em uma barreira policial naquela cidade.

Com o bando foram apreendidos dois revólveres calibre 38, marca Taurus e com seis munições cada. Eles foram levados para a Delegacia de Miranda do Norte e autuados em flagrante. Foi constato ainda, que Railan já tem passagem pela polícia, tendo sido preso por ter roubado um veiculo L200 Triton, cor cinza de São João do Carú, na Praça do Viva, na cidade de Zé Doca

Liberado o trecho da Estrada de Ferro Carajás onde trem da Vale descarrilou

        

 
Foi liberado o trecho do km 356 da Estrada de Ferro Carajás (EFC), no município de Buritcupu, onde na madrugada da última sexta-feira (1º), 11 dos 30 vagões tanque de um trem da mineradora Vale descarrilaram, obstruíram o trecho e impedindo a operação de transporte de carga e passageiros.

Em nota divulgada na tarade deste domingo (3), a Vale informa que o trecho foi liberado às 8h15 da manhã. Com isso, o transporte de carga voltou a operarado normalmente.

A empresa informou ainda que não houve danos ambientais ao Rio Pindaré, cujo leito fica às margens da ferrovia. Segundo a nota, "todas as medidas preventivas realizadas pela empresa, entre as quais a utilização de barreiras de contenção, foram comunicadas a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SEMA) e ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), que acompanharam e avaliaram as ações preventivas de perto".

As viagens do trem de passageiros deverão ser retomadas já nesta segunda-feira (4), saindo da estação de São Luís às 8h, com destino a cidade parense de Parauapebas. Os passageiros que já haviam adquirido seus bilhetes poderão se dirigir às estações para remarcar sua passagem ou solicitar reembolso. Mais informações podem ser obtidas pelo Alô Ferrovias: 0800 285 7000.
 

Centro de Lançamento de Alcântara completa 30 anos

O Maranhão há mais de três décadas faz parte do Projeto Aereoespacial Brasileiro. Quando se trata de tecnologia e espaço aéreo no estado está se falando sobre o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), localizado na cidade histórica de Alcântara, que neste ano completa seus 30 anos de funcionamento, sob o comando da Aeronáutica. No decorrer desse tempo, vários projetos de lançamentos de foguetes e de pesquisas tecnológicas foram executados com sucesso. Como ainda ocorreu acidente grave que ceifou a vida de mais de 40 funcionários, entre técnicos e cientistas dessa instituição e isso retardou de certa forma a consolidação dos projetos de pesquisa espacial do Brasil.
 
 
 (Neidson Moreira/OIMP/D.A Press)
 
Somente no ano de 2012, na base do CLA ocorreram nove operações, sendo oito lançamentos de foguetes de sondagem e treinamento. Uma das últimas operações denominadas de “Iguaíba”, que ocorreu no dia 8 de dezembro, conseguiu colocar em órbita o foguete VS-30/Orion. Segundo o diretor da base, coronel César Medeiros, o foguete alcançou o apogeu de 428,142 km de altitude, um ponto de impacto 337 km de distância do centro e tendo o tempo de voo de 11 minutos e 13 segundos.

O coronel comentou ainda que esse trabalho teve a função de levar cargas com experimentos científicos até a ionosfera. “A operação tem como finalidade realizar o lançamento e rastreio do foguete. Um trabalho que envolveu uma equipe de mais de 210 profissionais entre militares e civis da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e ainda com a participação do Centro Espacial Alemão (DLR)”, frisou.

A base de Alcântara servindo como uma das estações de recepção e processamento dos dados emitidos pelo primeiro satélite do Brasil, conhecido pelas letras SCD-1 ou Satélite de Coleta de Dados, são 20 anos. Este satélite foi projetado, construído e operado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Quando foi lançado pelo foguete norte-americano Pegasus, em 1993, o seu tempo útil era de apenas um ano e, no dia 9 de fevereiro, completou a sua 105.577 volta em torno da Terra.

A assessoria de comunicação do Inpe, localizada em São José dos Campos, São Paulo, informou que o satélite tem a função de retransmitir informações úteis para a previsão do tempo, monitoramento do nível de água dos rios e dentre outras aplicações. Como ainda, o SCD-1 contribui para a cooperação de outros países, na década de 1990. Serviu instrumento para o desenvolvimento de programas espaciais na Argentina, pois, ajudou a calibrar a Estação Terrena de Córdoba; enquanto, na China, calibrou a Estação de Nanning.

Tragédia em Alcântara
Às 13h30min, horário de Brasília, no dia 22 de agosto de 2003, três dias antes da data prevista para o lançamento, uma enorme explosão destruiu o foguete brasileiro VLS-1 V03 em sua plataforma de lançamento no Centro de Lançamento de Alcântara durante os preparativos para o lançamento, matando 21 técnicos civis. O objetivo da missão, nomeada Operação São Luís, era colocar o satélite meteorológico Satec do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais e o nanosatélite Unosat da Universidade do Norte do Paraná em órbita circular equatorial a 750 km de altitude. Foi a primeira e única tentativa brasileira de colocar um satélite em órbita a partir de uma base nacional.
 
 (Neidson Moreira/OIMP/D.A Press)
 
 
De 2004 a 2012, foram investidos pouco mais de R$ 582 milhões em infraestrutura e sistemas para o Centro de Lançamento de Alcântara. Nos próximos dois anos, a previsão do Programa Nacional de Atividades Espaciais é que R$176 milhões sejam empregados para o mesmo fim. Segundo o presidente da AEB, Raimundo Coelho, o Brasil aprendeu muito com a tragédia, principalmente no que diz respeito à prevenção de acidentes.

Pelas previsões da AEB, o foguete ucraniano Cyclone-4 será o primeiro a ser lançado na base, fora da fase de testes, desde a explosão da torre. Pela cooperação, firmada no mesmo ano do acidente, a Ucrânia é responsável por desenvolver e fabricar os equipamentos do foguete. Já ao Brasil cabe a construção da infraestrutura física e de comunicações do Centro de Alcântara. Ainda não há data marcada para o lançamento do foguete, mas a intenção é que isso ocorra em 2014.
 

IPVA deste ano pode ser parcelado em até 12 vezes

No parcelamento, serão acrescidos 30% sobre o valor do IPVA, referente às multas pelo atraso. Pode ainda ser parcelado débito de IPVA de veículo com vários tipos de restrições

 
Segundo o Detran-MA, mais de 30 mil veículos tem um arrendamento ativo no sistema do órgão (URBANO %u2013 SEGUNDA %u2013 IPVA - MAURICIO ALEXANDRE/OIMP/D.A PRESS )
Segundo o Detran-MA, mais de 30 mil veículos tem um arrendamento ativo no sistema do órgão

Quem for pagar a dívida do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) poderá fazer o parcelamento em até 12 vezes. A novidade é que, com alteração na Portaria Conjunta nº 002/2010, o próprio arrendatário poderá fazer seu parcelamento. Antes, isso só poderia ser feito pelo banco detentor do contrato. Vantagem para o arrendatário, para a instituição financeira e para a receita do Estado. É o que avalia o gestor do IPVA da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), Jânio Miranda. Em 2010, a lei vedava essa definição pelo arrendatário, que só poderia fazê-lo com procuração da instituição financeira. "Acreditamos que com a mudança, a arrecadação será melhor e mais proprietários terão interesse em regularizar seus débitos, sendo que agora, não dependerá do banco", disse Miranda.

No parcelamento, serão acrescidos 30% sobre o valor do IPVA, referente às multas pelo atraso. Após a divisão, os valores serão atualizados mensalmente pela taxa do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic), índice de títulos federais. Apesar da expectativa de aumento no volume de pagamentos, a Sefaz não possui ainda expectativa da arrecadação prevista. "A maior parte destes veículos são fruto de leasing, então, acreditamos que teremos uma boa arrecadação, porque eles agora poderão fazer o próprio parcelamento", disse Miranda. Segundo ele, o público a parcelar, fruto de leasing, é de cerca de 80% dos que têm débito com o IPVA. Segundo o Detran-MA, mais de 30 mil veículos tem um arrendamento ativo no sistema do órgão.

A mudança na norma deve repercutir à Sefaz, que terá mais chances de arrecadar os débitos; aos bancos, que terão o bem em seus contratos quitados; e aos consumidores, que poderão se regularizar sem intermediários, avaliou o gestor de IPVA da Sefaz. Pelo parcelamento, motos devem ter parcela mínima de R$ 30 e os demais veículos, R$ 100. Pode ainda ser parcelado débito de IPVA de veículo com restrições por bloqueio de roubo/furto; bloqueio judicial, bloqueio administrativo e comunicação de venda, mas não será emitirá o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos - CRLV pelo Detran.

Quem atrasar duas parcelas terá o débito inscrito em Dívida Ativa e encaminhado para o Serasa. Pode ainda sofrer execução judicial, sujeitando-se às custas processuais. O veículo não poderá ser transferido de propriedade, obter mudança de unidade da federação ou emitir segunda via de certificado de registro. O parcelamento deve ser solicitado nas agências da Sefaz, Viva Cidadão e guichê da Sefaz na sede do Detran. Nos interiores, basta ir às agências da Sefaz e Viva Cidadão. A mudança na Portaria é fruto de acordo firmado entre a Sefaz e o Detran-MA, assinado no último dia 22. Mais informações, no site da Sefaz, www.sefaz.ma.gov.br.

Anamara, Fani e Nasser se enfrentam no paredão do BBB 13

Vote, agora, no brother que você quer fora da casa mais vigiada do Brasil.
 
Depois de mais um paredão triplo formado no 'Big Brother Brasil 13', na noite desse domingo (3), Anamara, Fani e Nasser disputam a permanência na casa mais vigiada do Brasil.

Nasser foi indicado pela líder Kamilla. Fani e Anamara receberam dois votos cada uma, pelos brothers da casa, e foram indicadas ao paredão.

Vote, agora, no brother que você quer fora da casa. Clique aqui e escolha quem deve ser o próximo eliminado do BBB 13.

Rio Anil Shopping já pode funcionar normalmente

Um laudo foi apresentado na noite de sábado (3), garantindo a segurança do local.
SÃO LUÍS – Em entrevista concedida à rádio Mirante AM na manhã deste domingo (3), o comandante do Grupamento de Atividades Técnicas (GAT) do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), Wbirajara Figueiredo, afirmou que o Rio Anil Shopping, interditado desde a última sexta-feira (1º) , já pode voltar a funcionar normalmente. O shopping foi fechado após parte do forro desabar, na última quinta-feira (28).

Segundo o tenente-coronel Figueiredo, foram observadas as condições de segurança do shopping na noite de sábado (2). Após verificarem todo o forro do local, um laudo foi apresentado e garantiu que o shopping não corre risco de desabamento. Além disso, o forro já está sendo consertado e deverá estar pronto nesta segunda-feira (4).

Também na segunda-feira (4), o Corpo de Bombeiros, juntamente com o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Maranhão (CREA/MA) e a promotora de Defesa do Consumidor, Lítia Cavalcanti, realizarão uma nova vistoria pela manhã para garantir a liberação do local.

Veículo fica atolado na Praia do Araçagi em São Luís

O carro ficou atolado até o fim da tarde desse domingo (3).
SÃO LUÍS - Na manhã desse domingo (3), um carro ficou atolado na na Praia do Araçagi. O dono do véiculo teria fugido do local.

O acidente, que não deixou feridos, teria acontecido por volta das 6h do domingo. Segundo informações, o condutor do veículo teria realizado vários cavalos-de-pau antes do momento da queda.

Ainda no domingo, no fim da tarde, o veículo foi rebocado da praia.