terça-feira, 17 de abril de 2012

Pai que acorrentou filho poderá ser preso

A Justiça determinou, nesta segunda-feira (16), a prisão preventiva do pai que acorrentou o filho de seis anos à porta de casa, na última sexta (13), no município de Grajaú, localizado a 555km de São Luís.
O castigo à criança foi gravado em vídeo por um vizinho da família e teve ampla repercussão no município. Segundo o exame de corpo delito, a criança apresentava escoriações no corpo e, de acordo com apuração do Ministério Público do Maranhão, era constantemente agredida pelo pai.
A Justiça determinou ainda que o menino fosse entregue a um parente mais próximo, capaz de assumir cuidados, e que o Conselho Tutelar da região providenciasse, o quanto antes, o exame pericial e a avaliação psicológica da criança.
A representação do Ministério Público do Maranhão apontou graves indícios da prática de crime de tortura e maus tratos com afronta clara à dignidade humana, já que quando acorrentado, o menino foi exposto à humilhação pública.
Quanto à guarda da criança, o promotor de Justiça Carlos Róstão declarou que o fato é grave e que pode implicar na suspensão ou perda do poder familiar sobre o menino.

Ação da Polícia Militar prende seis assaltantes em Timon

Policiais militares lotados no 11º BPM da cidade de Timon efetuaram, no último final de semana, a prisão de cinco pessoas e a apreensão de um menor de idade, suspeitos de cometerem assaltos no município de Timon e adjacências.
Foram presos na ação policial: Alisson Tiago da Silva; Guilherme Ananias Costa; Edivan Santana Alves de Sousa; Francisco Venâncio de Sousa Filho, o Chico Filho; Salatiel Carlos Lima e o adolescente.
Segundo o comandante da PM de Timon, Major Medeiros, no sábado, (14), o trio de assaltantes, Alisson, Guilherme e o menor, realizaram dois assaltos a estabelecimentos comerciais. Eles chegaram a disparar vários tiros contra o proprietário de uma panificadora, o atingindo na perna. Após o assalto, trocaram de camisa e foram comemorar em um bar.
Após a ação criminosa, a Policia Militar passou a fazer rondas, a fim de prender os envolvidos no crime. A prisão ocorreu na rua 80, no bairro Centro Operário, em Timon, e o menor, ainda é suspeito de ter cometido um homicídio na rua 100, do mesmo bairro. Os assaltantes ainda reagiram à prisão.
A polícia apreendeu com o trio, dois revólveres calibre 38, dez munições, duas motocicletas da marca Honda, sendo uma Fan de cor preta, placa NXB-4341, e uma Titan 150, de cor vinho, sem placa, usadas nos assaltos, quatro celulares, e uma quantia de R$ 120,00 proveniente dos assaltos.
Ainda no sábado, a Polícia Militar recebeu uma denúncia anônima informando que quatro pessoas, em um veículo Gol, de cor vermelha, de placa LWK-9106, estavam armados e iriam praticar assaltos a motocicletas, e que seguiriam sentido Caxias.
Uma viatura da Força Tática com o apoio do Grupo de Operações Especiais, ambos da PM, abordou os indivíduos. Dois fugiram em direção ao matagal, ao lado da BR, e os outros dois foram conduzidos para o Distrito Policial de Timon. Foram presos nesta ação, Francisco Filho e Salatiel Lima. Foi apreendido em poder deles uma pistola calibre 765.
Já na sexta-feira, (13), no Terminal Rodoviário de Timon foi preso pelo Serviço de Inteligência da Policia Militar, em um cumprimento de mandado de prisão preventiva, expedido pela Comarca de Timon, por roubo de moto, Edivan Santana Alves de Sousa. Ele foi encaminhado para o 1º DP de Timon.
Alisson Tiago da Silva e Guilherme Ananias Costa foram autuados por roubo, tentativa de homicídio e porte ilegal de arma de fogo, já Francisco Venâncio de Sousa Filho e Salatiel Carlos Lima por porte ilegal de arma de fogo, e estão a disposição da justiça na delegacia regional de Timon.

Corpo de adolescente é encontrado em matagal em Zé Doca

Foi encontrado na manhã desta segunda-feira (16) o corpo de uma jovem de 16 anos em um matagal na cidade de Zé Doca.
A principal linha de investigação da polícia, é que a adolescente teria se suicidado.
De acordo com o depoimento da família da menor, ela estaria em depressão após o término de um namoro e já tinha tentado suicídio antes.

'Rato 8' é assassinado a tiros no calçadão da Avenida Litorânea

Três homens teriam praticado o crime, de dentro de um veículo de cor preta

O jovem Marcos Paulo das Neves Gaspar, de 18 anos, mais conhecido como ‘Rato 8’, foi assassinado a tiros, na manhã de ontem, no calçadão da Praça dos Pescadores, na Avenida Litorânea. De acordo com informações da polícia, três homens teriam praticado o crime, de dentro de um veículo de cor preta. A ação deixou assustadas as pessoas que estavam nas proximidades da praça.
Filho de Maria Raquel Nascimento das Neves e de Paulo Galvão Gaspar, ‘Rato 8’ residia na Rua Pereira Rego, nº 3, no Bairro de Fátima. Ele era suspeito integrar uma ‘gangue’ que atuava no bairro da Liberdade e também era suspeito de ter cometido assaltos e homicídio.
Em outubro de 2011, o Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Maranhão (Sinpol) protestou contra a Secretaria de Segurança Pública do Estado, que atendendo determinação do Programa de Proteção a Vítimas e Testemunhas Ameaçadas (Provita), determinou escolta e proteção de ‘Rato 8’. Segundo a polícia, o apelido dele era pelo fato que, quando tinha apenas 17 anos, ele já teria matado oito pessoas.
‘Rato 8’ denunciou a movimentos de Direitos Humanos que estaria sendo jurado de morte, por policiais do Serviço de Inteligência da Polícia Militar. Na época, o presidente do Sinpol, Amon Jessen, protestou, dizendo que os policiais não deveriam atender a determinação que partiu do Provita e de organismos que defendem os direitos humanos. Para ele, o papel da polícia é proteger as pessoas de bem. De acordo, com ele ‘Rato 8’ era um bandido perigoso.
Outros homicídios - Na noite de sábado (14), um homem de 32 anos, identificado como Edirley e Silva, foi assassinado com cinco tiros na Cidade Olímpica. De acordo com informações do Instituto Médico Legal (IML), onde o corpo da vítima deu entrada às 23h30, ele levou um tiro na boca, um na cabeça, dois no pescoço e um no rosto.
Filho de Maria Lourdes e Silva e natural do município de São Mateus, ele morava na Rua 16, Quadra 38, Bloco C, casa 10, na Cidade Olímpica.
Outro homicídio por arma de fogo ocorreu na madrugada de ontem em São Luís, no Cohatrac III. Ao ser assaltado, Fábio Henrique Brito Brenha, de 36 anos, foi acertado com um tiro na fronte, quando estava em frente ao Galeto do Chefe, na Avenida Centauro Norte, no Cohatrac III.
Filho de Ducinea Brito Brenha e Hoziris de Carvalho Brenha, Fábio Henrique morava na Rua Janaína, nº 72, na Vila Isabel Cafeteira, na área do conjunto Cohab Anil.

Bando invade casa e leva objetos avaliados em R$ 15 mil

A Polícia acredita que os criminosos são responsáveis por outros assaltos a residências.
SÃO LUÍS - Bandidos invadem uma residência no Jardim do Alá, localizada no bairro do Olho D´Água. Segundo informações, o caso aconteceu na manhã deste domingo (15). Os ladrões aproveitaram a ausência da dona da casa, identificada como Maria Gervis Barbosa Frota, para agir. Ele teria saído com a filha e duas netas. Eles pularam o muro por um terreno baldio, cortaram a cerca elétrica e entram pela janela. Foram levados vários objetos, entre os quais, computadores, joias e roupas. Segundo a vítima, o prejuízo está avaliado em R$ 15 mil.
O caso foi registrado no Plantão do Cohatrac. Até o momento, o bando não foi localizado. A Polícia acredita que a quadrilha é responsável por outros assaltos a residências na região.

Investigação contra a Eletromil vai ser aprofundada

Proprietários da empresa seguem foragidos. MP quer ressarcimento das vítimas do golpe.
.
SÃO LUÍS – Continuam foragidos os proprietários da empresa Eletromil, que oferecia, sem autorização do Banco Central, o serviço de compra premiada. Na semana passada, uma operação foi realizada pelo Ministério Público (MP) do Maranhão em 17 municípios, depois de mandados serem expedidos pela 8ª Vara Criminal de São Luís. A denúncia contra os proprietários da Eletromil foram oferecidas pela 2ª Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor de São Luís, que os aponta como estelionatários. As medidas cautelares foram cumpridas pela Polícia Militar, com o acompanhamento de promotores do interior.
O objetivo do MP, agora, é tentar ressarcir os milhares de consumidores lesados no golpe. Para isso, a promotoria pede a apreensão dos bens da empresa, quebra de sigilos bancários e prisão preventiva. De acordo com a promotora de Justiça especializada em defesa do consumidor Lítia Cavalvanti, a investigação começou em setembro de 2011 e, se as medidas tivessem sido tomadas nessa época, o prejuízo teria sido menor para os clientes da Eletromil.
"O objetivo, agora, é aprofundar a investigação. A gente teve que fazer uma complementação da investigação para que a gente tivesse base legal para poder entrar com uma ação", disse em entrevista ao Imirante na manhã desta terça-feira (17). Segundo ela, o número de consumidores lesados pelos golpistas é muito grande. Muitos consumidores foram orientados, segundo a promotora, que afirma com base em depoimentos prestados pelas vítimas, pela Gerência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) a continuar pagando as parcelas da compra premiada. "Eles (os proprietários da Eletromil) tiveram tempo, porque não foram tomadas as providências na época certa. Então, cinco meses, sete meses, foi muito tempo", diz.
Ilegal
Uma nota técnica será expedida, a pedido do MP, pelo Ministério da Fazenda sobre a ilegalidade da modalidade de venda. A partir daí, o MP vai poder tomar as medidas administrativas. A promotora enfatizou que a compra premiada é ilegal sob todos os aspectos. "Ela (a modalidade) é um golpe. Pode ter certeza que é um golpe antigo, fadado ao insucesso desde o princípio", finaliza.
Outros consumidores lesados pelos golpistas podem entrar em contato com a promotoria, por meio do telefone (98) 3219-1940

Bandidos destroem Banco do Brasil de Vitória do Mearim

Na fuga, houve confronto com a polícia e um dos bandidos foi baleado.
SÃO LUÍS – Quatro bandidos quebraram caixas eletrônicos e destruíram a fachada do Banco do Brasil da cidade de Vitória do Mearim, por volta das 1h30 desta terça-feira (17).
Eles chegaram ao local em um Pálio de cor laranja, placa KEQ-2107, de Goiânia. Os assaltantes renderam os três vigilantes e começaram a arrombar os caixas eletrônicos com maçarico. A ação foi interrompida pela polícia. Os bandidos fugiram sem conseguir levar o dinheiro e deixando o carro e todo o material usado para empreender o assalto: maçarico, pé de cabra, espátula, talhadeira, chave de fenda etc.
Na fuga, houve confronto com a polícia e um dos bandidos foi baleado. Os assaltantes fugiram pelo Rio Mearim e a polícia já está à procura deles.