sexta-feira, 14 de junho de 2013

Pepino com mais de 1 metro é atração na Vila Palmeira

Legume com 1,15 de diâmetro, 70 centímetros de comprimento e aproximadamente 40 quilos foi grande atração do mercado da Vila palmeira .
Um pepino de grandes dimensões é a atração do mercado da Vila Palmeira, na capital, desde a última quarta-feira (12). O legume tem 1,15 de diâmetro, 70 centímetros de comprimento e aproximadamente 40 quilos - equivalendo a 92 pepinos de tamanho normal.

Foi um 'presente' que o empresário Antônio Carlos Junior, 34 anos, ganhou do sogro, Glauber Silva Soares, 52 anos. Júnior conta que quando viu o pepino gigante logo pensou em torná-lo 'famoso' e resolver expor na frente de seu comércio. Não deu outra, a clientela e curiosos logo montaram guarda no local para admirar o enorme legume. "Eu resolvi dar esse pepino porque ele gosta muito de salada e com esse tamanho, ele vai fazer salada por mais de uma semana!", explicou o sogro.

Quem chegava na porta do comércio queria saber a procedência do legume diferente. "Tem gente que não acredita e pensa que é uma melancia", disse Júnior. O estudante Anderson Batista de Sousa, 18 anos, ficou impressionado com o tamanho do pepino. "Cresceu muito!", disse. E brincou: "Quem levar para casa vai passar um ano com um bom estoque de pepino para salada".

Já o vigilante Antônio Raimundo da Silva, 81 anos, desconfiou da qualidade do produto. Para ele, se trata de excesso de agrotóxicos a causa do crescimento exagerado. "Isso aí deve ter é muito veneno. Eu não teria coragem de comer, porque nunca tive um problema de saúde, se comer esse pepino eu adoeço", enfatizou.

O sogro de Antônio contou que passava no povoado Brejinho, em Bacabal e viu um agricultor carregando o pepino em um carro  de mão. Conversando com a pessoa, ele soube que o legume brotou de sementes gigantes e foi o único da safra. Glauber comprou o pepino por R$ 50. Mas, o legume já tem seu destino traçado.

Júnior diz que caso não consiga vender o legume irá fatiá-lo no domingo e dividir com a população. "Quem quiser pode levar um pedaço", promete.

EM RIBAMAR
Outro caso deste ocorreu no final de fevereiro, na localidade Matinha, em São José de Ribamar, quando uma horta brotou um pepino de aproximadamente 50kg e de tamanho maior que uma melancia. Do pepineiro de onde nasceu o fruto gigante brotaram apenas outros três pepinos. O primeiro pesava 15kg, já o menor, do tamanho normal.

Super Esportes lança especial Copa da Confederações

      
Fãs de futebol não podem perder a edição de O Imparcial deste sábado (15/6) que vem com uma edição especial do caderno Superesportes todinha falando da Copa das Confederações, que terá sua abertura às 16h com Brasil e Japão, no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília.

Além de um pôster da Seleção Brasileira que entra em campo, a edição trará reportagens especiais sobre a competição. Cada jogador terá seu perfil traçado, os adversários dos Brasil serão analisados um a um. O leitor também vai poder conhecer cada um dos novos estádios.

Momentos marcantes da competição também serão relembrados, incluindo os três títulos do Brasil e os seus grandes craques que jogaram a competição: Romário, Ronaldinho, Rivaldo.

E por fim, também não poderia faltar uma tabela, para que os jogos possam ser acompanhados e marcados.

Enfim, é O Imparcial trazendo para o seu leitor mais um conteúdo exclusivo e único. Dando a largada para o maior evento esportivo do mundo, que é a Copa do Mundo de 2014.

Membros do MST fazem protesto em frente ao Estádio Nacional

Manifestantes prometem repetir a ação no próximo sábado se reivindicações não forem atendidas

 
Manifestantes causaram caos no trânsito na manhã desta sexta-feira (14/6), próximo ao Estádio Nacional Mané Garrincha. O tumulto começou por volta das 10h, durante um protesto do Movimento Copa Para Quem? - que promete repetir a ação neste sábado, data da abertura da Copa das Confederações (15/6).

Segundo a Polícia Militar, cerca de 250 manifestantes bloquearam a passagem dos carros, com pneus queimados, nos dois sentidos do Eixo Monumental, provocando congestionamentos. A PM enviou um dos novos veículos blindados e helicóptero para conter a ação. Ao todo, 60 homens do Bope, Batalhão de Trânsito, Bombeiros e Polícia Militar reforçaram a segurança.

O chefe da Casa Militar, coronel Leão, negociou com os manifestantes, que deixaram o local. Bombeiros apagaram as chamas e remorveram os pneus, para liberar a pista, por volta de 11h10. A liderança do movimento se reúne com representantes do Governo do Distrito Federal ainda nesta sexta.

"Nossa manifestação repudia o dinheiro que foi gasto na reforma do estádio", explica o corrdenador do movimento, Antonio Magalhães. As obras no Mané Garrincha começaram com a demolição da antiga arena, em maio de 2010 e custaram R$ 1,2 billhão. O protesto reúne cinco grupos diferentes - o mais forte deles é o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST).

É forte a presença da imprensa internacional, na expectativa para o evento esportivo. Emissoras de TV dos Estados Unidos e do Japão registram as imagens - a seleção nipônica enfrenta os jogadores brasileiros na partida inaugural.


Fred Bottrel/CB/D.A Press
Bombeiros tentam conter manifestação no Eixo Monumental

Protesto nacional
A manifestação, organizada pela Frente Nacional de Movimentos, busca denunciar as violações de direitos humanos por conta da realização dos megaeventos esportivos, como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016 - estão previstos protestos em 12 capitais. Entre as reivindicações do grupo, está a construção de 150 mil moradias populares e não privatização do Mané Garrincha, para que sedie campeonatos amadores e das escolas públicas.

O integrante do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, Edson Silva, disse que o movimento ainda apoia as manifestações em São Paulo. "Se for preciso vamos fazer ações aqui no Distrito Federal, em apoio aos protestos de São Paulo", afirmou.


Com informações de Ivan Iunes

Obra de substituição da Adutora Italuís começa a receber nova tubulação

Ao todo serão 19 Km de tubulação especial de Aço Corten 1.400 mm. Segundo o presidente da Caema, as obras de substituição do sistema devem finalizadas ainda em dezembro.
Na manhã desta sexta-feira (14), o presidente da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), João Moreira Lima, anunciou o início de uma importante fase nas obras de substituição do Sistema Produtor Italuís no Campo de Perizes: a chegada dos primeiros tubos de Aço Corten - ou Aço Patinável - de 1.400 mm, que comporão a nova estrutura da adutora. Acompanhado do coordenador de obras especiais da Caema, Nelson Almada Lima, o presidente da companhia foi ao canteiro de obras no Km 40, para acompanhar de perto os trabalhos.

De acordo com João Moreira Lima, a obra acabou de receber as doze primeiras peças de um total de 1.500 tubos (19 Km de tubulação), sendo que a próxima etapa corresponde a montagem da estrutura, que deve ser finalizada até dezembro. "São 19 Km de tubulação especial de Aço Corten 1.400 mm, que resistirá às intempéries e as ações do meio ambiente para não ter problema de corrosão. Até dezembro de 2013 a obra já deve estar pronta, e até março de 2014 ela já estará em funcionamento", destacou o presidente da Caema.
Para o coordenador de obra especiais da Caema, Nelson Almada, esta é uma etapa importante, já que o processo de aterramento e montagem dos blocos de sustentação já foi concluído. Segundo o coordenador, a obra está dentro do cronograma de execução estabelecido, e o fim do período chuvoso vai dar maior celeridade à obra.

"Nós estamos começando agora uma das etapas mais importantes, depois de termos feitos os aterros, colocados os blocos de sustentação, agora estamos recebendo os tubos que serão acentados nos blocos. Ou seja, é exatamente a adutora. Estão chegando agora os primeiros tubos e diariamente estão chegando carretas, que nós estimamos em cerca de 500 carretas, e, portanto, essa parte da adutora deve ser finalizada com a montagem destes tubos. A etapa seguinte será a travessia no Estreito dos Mosquitos, com uma estrutura metálica que também está encomendada e em fase de fabricação. De sorte que essa obra está plenamente em conformidade com o cronograma estabelecido. E outra coisa, o fim do período invernoso vai dar maior aceleração às obras", frisou Nelson Almada Lima.

Italuís

O Sistema Produtor Italuís tem sofrido nos últimos anos constantes rompimentos ocasionados pelo alto teor de corrosão grafítica na tubulação da adutora. A expectativa é que após a conclusão da obra de substituição terminem as interrupções no abastecimento de água em toda São Luís.

O remanejamento da adutora deve estabilizar o sistema de abastecimento e garantir sobra de água para utilização em outros setores da cidade.

Seis cidades do Maranhão podem perder recursos do Ministério do Turismo

Brasília – Os municípios que receberam recursos do MTur em 2011 e estão com o contrato suspenso terão até 28 de junho para regularizar o processo. Após o fim do prazo, os empenhos serão cancelados. Araioses, Barreirinhas, Cajari, Lago dos Rodrigues, Pio XII e Santo Antonio Lopes, no Maranhão, estão na relação.
De acordo com análise do MTur, são 454 projetos com problemas em mais de 400 municípios. As obras estão paralisadas ou não foram iniciadas devido a pendências com a Caixa Econômica Federal, como falta de licenciamento ambiental e comprovação de titularidade da terra.
“A orientação é que os responsáveis pelos projetos nos municípios procurem imediatamente a Caixa para regularizar a situação”, explica o secretário nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo, Fábio Mota. “É uma situação ruim para todos. Perde a sociedade, o estado e o país que deixa de promover inclusão social, gerar emprego e renda. Por isso entramos em contato com os responsáveis para eles sanarem os problemas”, completou.
O Ministério do Turismo tem notificado desde janeiro todos os estados e prefeituras com obras com cláusulas suspensivas. Em janeiro, mais de mil contratos apresentavam problemas. Após ação do MTur, cerca de 60% deles foram regularizados.
tabela mtur
Fonte: Ministério do Turismo

Flamengo anuncia Mano Menezes como novo treinador

 
RIO DE JANEIRO - Depois de uma longa negociação, Mano Menezes finalmente fechou com o Flamengo. As partes já se aproximavam desde domingo e o acerto aconteceu nesta quinta-feira.
O site oficial do clube já anunciou o sucesso da negociação, que veio após uma reunião em que o treinador e seu empresário, Carlos Leite, e a diretoria rubro-negra acertaram os últimos detalhes salariais.
O treinador, que deve ser apresentado na segunda-feira, chega para substituir Jorginho, demitido após a derrota por 1 a 0 para o Náutico pelo Campeonato Brasileiro.
O salário gira em torno de R$ 400 mil e o contrato é válido até 2014. Mano Menezes estava sem treinar uma equipe desde novembro de 2012, quando foi demitido da Seleção Brasileira após vencer o Superclássico das Américas.