segunda-feira, 13 de maio de 2013

Acidente com três veículos deixa um morto e outro ferido em Bacabeira

Um acidente envolvendo três veículos, na tarde desta sexta-feira (10), resultou na morte de um jovem e deixou outra pessoa gravemente ferida. O acidente aconteceu na BR-135, no município de Bacabeira.
Segundo populares, uma carreta tipo Scania, placa HVF-4920, colidiu na traseira de um Fiat Uno vermelho, placa NHP-9819. O impacto da colisão pressionou o Fiat na traseira de um caminhão-tanque, de placa NMT-0585, que transportava óleo. Os veículos seguiam sentido Bacabeira/São Luís.
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Acidente em Bacabeira
Fiat Uno ficou completamento destruído durante o acidente. (Foto: Divulgação)
Na ocasião, o Fiat Uno ficou imprensado entre os veículos de carga os dois ocupantes do carro de passeio ficaram presos nas ferragens. Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi ao local retirar as vítimas de dentro do Uno.
O motorista do automóvel, identificado como Fernando Sousa Filho, de 20 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu quando ainda estava preso nas ferragens. O carona do veículo, Maciel Alves, 23, foi retirado do veículo com vida e levado por um helicóptero da Polícia Militar ao Hospital Municipal Djalma Marques – Socorrão 1, no centro de São Luís.

Ex-prefeito é denunciado por furto de energia

A 6ª Promotoria de Justiça de Imperatriz ofereceu denúncia, em 7 de maio, contra o ex-prefeito de Governador Edison Lobão (a 654km de São Luís), Lourêncio Silva de Morais, pelo crime de furto, conforme o artigo 155, parágrafo 3º do Código Penal.

De acordo com a manifestação do Ministério Público, em 2011, durante sua gestão, como o prédio da Prefeitura teve cortado o fornecimento da energia elétrica por inadimplência, o denunciado determinou o religamento à revelia da Cemar.

O artigo 155 do Código Penal prevê a pena de reclusão, de um a quatro anos, mais multa, a quem "subtrair, para si ou para outrem, coisa alheia móvel". A energia elétrica ou qualquer outra que tenha valor econômico equipara-se a coisa móvel, segundo a referida lei.

O promotor de justiça Albert Lages Mendes, titular da 6ª Promotoria de Justiça de Imperatriz, da qual Governador Edison Lobão é termo judiciário, informou que o delito praticado pelo ex-prefeito foi comprovado por declaração da empresa e laudo pericial emitido pelo Núcleo Regional de Criminalística da Polícia Civil.

No documento, os peritos constataram que, no prédio da Prefeitura, "havia uma ligação direta, o que caracteriza utilização indevida de energia elétrica, causando prejuízo à empresa, uma vez que todo o consumo do imóvel não estava sendo faturado".

Netinho já respira sem ajuda de aparelhos, diz boletim

Apesar de reagir ao tratamento, estado do cantor ainda é grave.
Continua internado na UTI, em estado grave, o cantor baiano Netinho. Em novo boletim, divulgado no início da tarde deste domingo (12), foi informado que o cantor reagiu ao tratamento e já respira sem o auxílio de aparelhos e demonstra estado de consciência preservado. De acordo com a assessoria do artista, ele já consegue se comunicar por meio da fala e chegou a pedir água. Netinho segue internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

Acidente deixa uma pessoa ferida no Maranhão Novo

A vítima foi socorrida por uma equipe da Samu e encaminhada para o hospital.
Imirante.com
SÃO LUÍS - Acidente entre dois carros deixa uma pessoa ferida. O caso aconteceu na tarde deste domingo (12), nas imediações de um shopping, localizado no bairro do Maranhão Novo. Os condutores dos veículos dirigiam no sentido bairro da Alemanha.

Um dos motoristas ficou ferido. A vítima foi socorrida por uma equipe do Samu e encaminhada para o hospital. O outro motorista teve, apenas, danos materiais.

Registrados 12 homícidios nesse fim de semana em São Luís

Oito corpos deram entrada nas últimas horas no Instituto Médico Legal (IML).
 
SÃO LUÍS - A capital maranhense registrou um fim de semana sangrento, segundo afirma o repórter Domingos Ribeiro a Rádio mirante AM. Segundo informações, foram registrados 12 homicídios nas últimas horas em São Luís.

Um homem, de 31 anos, conhecido como Laterfane Martins, e sua namorada, Lucenilde da Silva, de 21 anos, foram executados na saída de um supermercado próximo a entrada do Tambaú, no Maiobão. De acordo com as informações, Laterfane seria traficante e teria sido assassinado por homens que também faziam parte do tráfico.

Wenderson Silva SOuza, de 17 anos, foi assassinado a facadas no bairro do São Raimundo. No mesmo bairro, também foi morto Oswaldo Silva Júnior, que foi alvejado com vários tiros por dois homens que entraram em sua residência.

IML

Gláucio e o pai José de Alencar serão ouvidos nesta segunda-feira

ambém são aguardados para depor três dos seis delegados que compuseram a comissão.
 
SÃO LUÍS - O agiota Gláucio Alencar Pontes Carvalho, de 35 anos, e o pai dele, o também agiota José de Alencar Miranda de Carvalho, de 73 anos, estão entre os depoentes desta segunda-feira (13), sobre o assassinato do jornalista e blogueiro Décio Sá. A segunda semana das audiências ocorre no Salão do Júri do Fórum Desembrgador Sarney Costa, no bairro do Calhau.

Gláucio e José de Alencar foram presos na Operação Detonando, deflagrada pela Polícia Civil, em junho do ano passado. No inquérito policial, Gláucio é acusado de ser o mandante e financiador do crime contra o jornalista, em 23 de abril de 2012, em um bar na avenida Litorânea. Em poder de José foram encontrados 37 talonários de cheques em branco, assinados por gestores municipais.

Além dos acusados, são aguardados para depor hoje (13) três dos seis delegados que compuseram a comissão investigadora do crime de homicídio que vitimou o repórter da editoria de Política de O Estado. São eles Roberto Mauro Larrat, da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic); e os outros dois que formam a frente da Delegacia de Homicídios (DH) de São Luís, Maymone Barros Lima; e Jeffrey Furtado, este último, presidente do inquérito policial que apurou o crime.

A participação da polícia nesta segunda semana de interrogatórios será fundamental para credenciar o trabalho de investigação, bastante questionado pelos advogados dos réus, na primeira semana de oitivas com as testemunhas de acusação, que chegaram a negar alguns trechos de seus depoimentos. Segundo o subdelegado-geral de Polícia Civil, Marcos Affonso Júnior, “além do conjunto de provas, todos os depoimentos foram gravados, filmados e acompanhados pelos promotores do Ministério Público”.

Depoentes

Mais de 40 pessoas devem depor no Salão do Júri do Fórum Desembargador Sarney Costa, no bairro Calhau, a partir de hoje, na segunda semana de audiências, como testemunhas arroladas pela defesa dos 11 réus, no processo que apura o assassinato do jornalista Décio Sá. Entre os depoentes estão alguns dos próprios acusados; e toda a comissão de delegados da Polícia Civil do Maranhão que trabalhou na investigação do crime, e nas prisões dos envolvidos, denunciados pelo Ministério Público Estadual.