quarta-feira, 24 de abril de 2013

Na era do celular, os orelhões do estado são escassos e danificados

A dificuldade de encontrar orelhões em funcionamento ou pontos de vendas do cartão reduzem o acesso ao equipamento.


“Oh moço, me dá aí três fichas!” ou “Quero cartão de 10 unidades!” são frases que você já deve ter dito ou ouvido. Mas, atualmente, estes dois produtos são considerados quase artigos de relíquia. A ficha já não existe e quem ainda utiliza os poucos os telefones públicos - orelhões - instalados na cidade  reclama da precariedade dos aparelhos e da dificuldade em achar os cartões. Os que optam por ter um telefone fixo, muitas vezes aderem pelas vantagens que as operadoras concedem. Na era do celular, onde alguns aparelhos são verdadeiros computadores portáteis, usar orelhão e telefone fixo é considerado retrocesso. Mas, mesmo sendo máquinas de múltiplas aplicações, os aparelhos celulares constantemente apresentam problemas.
 
 (KARLOS GEROMY/OIMP/D.A.PRESS)
Paralelamente, a grande demanda já interfere na qualidade do serviço prestado pelas operadoras, deixando muitos clientes ‘sem sinal’. Por isso, os orelhões e telefones fixos resistem.

Em todo o país ainda funcionam 889.112 orelhões, sendo 60.501 em manutenção. Os dados são da assessoria de imprensa da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Segundo a Anatel, no Maranhão são 25.630 orelhões, destes, 4.362 estão instalados na capital. Dos equipamentos, 114 são adaptados para cadeirantes (26 na capital) e 13 para deficientes auditivos e da fala (13 na capital). O vandalismo atinge em torno de 20% destes aparelhos - 4.816 estão em manutenção. A instalação é feita na proporção de quatro aparelhos para cada mil habitantes, sendo exigido o serviço em órgãos públicos (escolas, hospitais), áreas quilombolas, indígenas, Forças Armadas e postos policiais, segundo o Decreto 7.512 de junho de 2011.

A agência realiza fiscalizações a partir de cronograma e das denúncias de usuários. A concessionária tornou gratuito o serviço até que se alcancem os parâmetros de qualidade definidos em cada estado. A medida vigora desde maio do ano passado. O Maranhão continua com a gratuidade até que seja alcançado percentual de disponibilidade definido. O órgão reconhece que o serviço tem sofrido impactos com a popularização dos celulares e que, na medida em que estes aparelhos ficaram mais baratos, houve grande queda na utilização dos telefones públicos.

Confira a reportagem completa na edição impressa desta quarta, 24, de O Imparcial.

Prazo para eleitor justificar ausência termina nesta quinta

 
BRASÍLIA – Termina nesta quinta-feira (25) o prazo para que os eleitores que não votaram e não justificaram a ausência nas três últimas eleições regularizem a situação. Sem isso, o título será cancelado e o eleitor não poderá, por exemplo, obter carteira de identidade, passaporte, renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo e obter empréstimo em instituições governamentais.

Para ficar quite com a Justiça Eleitoral é preciso comparecer ao Cartório Eleitoral levando documento oficial com foto, título de eleitor, comprovantes de votação, de justificativa e de recolhimento de multa ou dispensa. O eleitor pode consultar sua situação e verificar se existe alguma pendência na página do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na internet.
Os eleitores que vivem no exterior e desejam regularizar a inscrição devem comparecer à repartição consular ou à Embaixada do Brasil que atenda à sua localidade. Também é preciso levar um documento oficial de identificação. Esses eleitores podem optar por comparecer a qualquer Cartório Eleitoral ou Central de Atendimento ao Eleitor, quando retornar ao Brasil.

Segundo dados do TSE, até a última sexta-feira (19) apenas 3,9% dos 1.514.621 eleitores que não votaram e não justificaram a ausência regularizaram a situação. Maior colégio eleitoral do Brasil, o Estado de São Paulo registra o maior número de eleitores que poderão ter o título cancelado em 2013: 372.691. Em seguida, aparece o Rio de Janeiro, com 145.992 eleitores nessa situação, e a Bahia, com 132.912.

De acordo com o TSE, 1.395.334 eleitores tiveram seus títulos cancelados em 2011, por não terem votado nem justificado a ausência nas três últimas eleições realizadas até 2010.

MPF investiga crimes de agiotagem no Maranhão


SÃO LUÍS – As investigações sobre o caso da quadrilha de agiotas apontam que 41 municípios do Maranhão estão envolvidos nas fraudes desta quadrilha. O ministério Público Federal no Maranhão, em conjunto com a polícia federal, está investigando 34 dos 41 municípios envolvidos. A quadrilha, comandada por Gláucio Alencar, foi denunciada pelo jornalista Décio Sá e teria sido esta denúncia o motivo do assassinato do jornalista, no dia 23 de abril do ano passado.


Segundo procurador da República, Juraci Guimarães Filho, dez procuradores da área criminal estão atuando preferencialmente nas investigações deste caso para que esta responsabilidade criminal seja concluída. “Estamos junto com o poder judiciário do Maranhão, compartilhando as provas do processo para investigarmos juntos. São crimes contra a administração pública, desvio de recursos públicos, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e falsidade de documentos. Um conjunto de crimes que precisam ser punidos e o Ministério Público Federal espera que essa investigação seja concluída com a condenação dessas pessoas e afastamento do próximo pleito eleitoral. Com a constatação do crime é proposta uma ação cuja finalidade é a condenação dos culpados e a devolução dos recursos desviados”, destaca o procurador.


Sobre a demora do afastamento da administração municipal e mesmo a punição dos envolvidos, o procurador afirma que “os agentes políticos possuem ‘furo privilegiado’, de acordo com a nossa legislação, e isto acaba sendo um empecilho para a efetividade da jurisdição, pois impede a efetividade maior do combate à corrupção e improbidade administrativa”, informou Juraci Filho.


Veja abaixo, a lista dos 41 municípios investigados por envolvimento com agiotagem


São Luís
Paço do Lumiar
Apicum-Açu
Arari
Bacabal
Brejo
Cajapió
Candido Mendes
Cantanhede
Caxias
Coelho Neto
Cururupu
Dom Pedro
Lago Verde
Lagoa Grande
Magalhães de Almeida
Marajá do Sena
Mirador
Miranda do Norte
Mirinzal
Nina Rodrigues
Pastos Bons
Paulo Ramos
Penalva
Pindaré Mirim
Pinheiro
Rosário
Santa Luzia
Santa Luzia do Paruá
São Domingos do Azeitão
São Domingos do Maranhão
São Francisco do Brejão
São João do Sóter
Serrano do Maranhão
Sucupira do Riachão
Timon
Turilândia
Tutóia
Urbano Santos
Vargem Grande
Zé Doca

Ex-presidiário é executado no bairro do São Bernardo na manhã desta quarta-feira

Esse é o segundo ex-presidiário assassinado em São Luís em menos de 48 horas.
.

Na manhã de segunda-feira, (22), o ex-presidiário Luís Gustavo Pinto de Sousa, de 26 anos foi assassinado dentro da feira da Liberdade. O crime foi praticado por Reinaldo Costa Araújo, Ericleuton Lima Costa, Ronaldo Costa e Jamilson Pereira Ramos. O bando foi preso.

Jovem aparece exibindo armas em perfil do Facebook

SÃO LUÍS - Um rapaz de São Luís, de nome ‘Johnata Dias’, foi denunciado nesta terça-feira (23), por diversos usuários do Facebook, por aparecer portando armas de fogo. Em seus álbuns na rede social, o jovem aparece portando armas e munições.
Em uma das fotos divulgadas no Facebook, o jovem aparece portando munições. (Foto: Reprodução / Facebook)
Além de aparecer em várias imagens com armas, o jovem afirma ainda ser de uma organização criminosa chamada Primeiro Comando de São Luís (PCS).

Ônibus colide com poste na Av. Santos Dumont e deixa vários feridos

Devido à força do impacto, vários passageiros ficaram feridos.
SÃO LUÍS - No início da tarde desta quarta-feira (24), um ônibus da linha Tropical/Santos Dumont colidiu com um poste na Avenida Santos Dumont, e atingiu o muro de uma residência. O acidente aconteceu próximo à entrada para o Bairro João de Deus.

Segundo o Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), vários passageiros ficaram feridos.

De acordo com informações de testemunhas, o motorista estava dirigindo o veículo em alta velocidade, e a barra de direção do ônibus teria quebrado. Após o acidente fugiu, o motorista fugiu do local.