sexta-feira, 23 de agosto de 2013

'Dragão' é executado com 11 tiros de pistola no Barreto

Execução foi praticada por três homens que se aproximaram do local a pé; a polícia investiga.
 
Foi executado com 11 tiros de pistola ponto 40 na noite de quarta-feira (21), no Barreto, Antônio Maria Gomes, conhecido como Dragão, de 42 anos. O crime, que segundo a Polícia Civil ocorreu na porta da casa da vítima, na Rua Gomes da Silva, foi praticado por três homens que se aproximaram a pé. Esta foi a segunda execução do dia, já que antes, por volta do meio-dia, o dono de um clube de reggae, na Vila Conceição (área do bairro Altos do Calhau), foi assassinado com pe...

Campanha de atualização de cadernetas de vacinação começa neste sábado

O objetivo é cumprir o calendário vacinal de crianças menores de 5 anos.
SÃO LUÍS – Será realizado, a partir deste sábado (24), a campanha de atualização de cadernetas de vacinação em todo o Brasil. O objetivo é cumprir o calendário vacinal de crianças menores de 5 anos.
A campanha ocorrerá até o dia 30 de agosto, sendo que neste sábado (24), será o dia D da vacinação. No Maranhão, vários postos de imunização serão instalados em locais de grande concentração para atender a demanda. A intenção é vacinar, de forma seletiva, crianças de até 4 anos e 11meses, levando em consideração as informações da caderneta de cada criança.
Para ser beneficiada pela campanha, a criança deverá ser levada pelo pai ou pessoa responsável, com o cartão ou caderneta de vacinação, até o posto para que esta seja avaliada pelos profissionais de saúde e, só então, será feita a atualização de vacinas.
Segundo a Chefe do Departamento de Controle de Doenças Imunopreveniveis, da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Maria Helena de Almeida, todas as vacinas do calendário nacional de vacinação da criança estarão disponíveis para a ação.
“Estarão disponíveis nos postos vacinas BCG, vacina contra hepatite B, penta, inativada poliomielite (VIP), oral poliomielite (VOP), rotavírus, pneumocócica 10 valente, meningocócica C conjugada, febre amarela, tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba), entre outras de forma a contribuir para erradicação, eliminação e controle das doenças imunopreveníveis no Estado”, disse Maria Helena de Almeida.
No entanto ela reitera que, por se tratar de uma atualização, nem todas as vacinas serão administradas devido a uma triagem feita mediante dados contidos na caderneta pessoal da criança. “A vacinação será seletiva, e por isso a apresentação do histórico de imunização da criança na carteira é muito importante para que ela tome apenas aquelas vacinas que realmente necessite”.
Além de proteger as crianças contra diversas doenças, a multivacinação possibilitará melhorar a homogeneidade das coberturas vacinais nos municípios do Maranhão, e contribuir com a redução da incidência das doenças imunopreveníveis.
O dia Nacional de Mobilização as vacinas, que ocorrerá no sábado, contará, aproximadamente, em todo o Estado com 980 postos de vacinação sendo 69 só na capital; 6.400 pessoas envolvidas na campanha, e cerca de 623 veículos para suporte.

PM prende suspeito de atear fogo em flanelinha no Cohatrac

Motivação para o crime seria uma desavença entre os dois.
O fato aconteceu, segundo moradores e lojistas, por volta de 15h30 desta segunda-feira.
SÃO LUÍS- Durante a noite desta quarta-feira (21), policiais militares do 9º BPM prenderam, o homem suspeito de atear fogo no flanelinha, Francisco de Assis Ferreira, de 44 anos, fato ocorrido na tarde de terça-feira (19), na Avenida Contorno Sul, no bairro do Cohatrac, em São Luís.
João Batista Serra, conhecido Jamaica, foi preso por volta das 21h, pela guarnição do 9º BPM, durante incursões no bairro do Anil. A PM conseguiu efetuar a prisão, com base em informações anônimas que indicava o paradeiro do suspeito.
Após a prisão, Jamaica foi conduzido ao Plantão do Cohatrac. A delegada titular do 13º DP, Silveth Ripardo, tomou o depoimento do suspeito. Ele, de acordo com a delegada, é o principal suspeito de atear fogo e foi visto por testemunhas cometendo o ato. A vítima ainda permanece internada na UTI do Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão I).

Bando, liderado por cadeirante, é preso em Vitória do Mearim

O líder da bando foi preso em uma cadeira de rodas. O quarteto será apresentado na SSP.
 
SÃO LUÍS - Uma quadrilha de arrombadores de caixas eletrônicos e assaltantes de banco foi apresentada na tarde desta quinta-feira (22), na sede da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-MA), no Outeiro da Cruz. O bando foi preso nesta quarta-feira (21), no povoado Mato Grosso, no município de Vitória do Mearim, distante 179 quilômetros da capital maranhense.
Foram presos: Gabriel Silva Filho, do Piauí; Davi Veras da Silva, de Santa Inês; Antônio José de Sousa Silva, de Bacabal; e João Paulo Ferreira da Silva, de Santa Inês, apontado pela polícia como líder da quadrilha. Ele foi preso em uma cadeira de rodas tendo em vista ser deficiente físico.
- O cadeirante utilizava pelo menos quatros carteiras de identidade falsas. O Pedin, que participou da fuga em massa da CCPJ de Pedrinhas, inclusive está com o braço direito queimado, lesão sofrida nas últimas explosões de caixas eletrônicos que fizeram e que ainda estão sob investigação. David, por sua vez, participou do assalto aos Correios de Santa Inês, onde chegou a roubar a pistola de um policial civil que se encontrava na agência - revelou o superintendente de Polícia Civil do Interior (SPCI), Jair Lima de Paiva.
Com a quadrilha foram apreendidas cinco bananas de dinamite, 109 balas de 9 MM, duas escopetas, duas pistolas e um revólver calibre 28. Também na reserva de "equipagens" da quadrilha, um colete com distintivo da força nacional, uma pick-up Saveiro branca e uma moto.
- Eles estavam com um forte poder de fogo. Tinham duas pistolas calibres 9 mm e 765 mm, duas escopetas calibre 12 mm e um revólver calibre 38. Também foram apreendidos dois coletes da FNS, detalhe audacioso que já estamos investigando - concluiu o secretário Aluísio Mendes.
Além dos explosivos, das armas e munições, foram apreendidos em poder da quadrilha de caixeiros uma moto Honda CG 150 Fan, com placa da cidade de Marabá-PA (OFR-0719), e uma Volkswagen Saveiro branca, com placas de Itapecuru-Mirim (OJF-4454). Com o bando, também foi recuperada a quantia de R$ 1.550,00.
No momento da prisão, mais três integrantes da organização criminosa escaparam. A operação foi realizada em parceria das Polícias Civil e Militar, pela equipe do delegado Elcio Vilela e do sargento Orlando.

Mulher que foi sequestrada revela que não estava grávida

O caso aconteceu no município de Raposa na segunda-feira (19).
 
SÃO LUÍS - A mulher que foi espancada e supostamente violentada na cidade de Raposa, durante a madrugada segunda-feira (19), em depoimento à Polícia Civil da capital, confessou que não estava grávida. Ela admitiu que não perdeu a criança no matagal, onde foi estuprada.
De acordo com informações da própria vítima, durante o depoimento, ela afirmou ter sido estuprada, porém sua gravidez era psicológica. Ela negou a versão, contada por ela mesma, de que teria tido um bebê. Segundo a superintendente de Polícia Civil da Capital, Katherine Chaves, a mulher não chegou a contar com detalhes, porque teria inventado essa história.
Porém, ela continua afirmando que foi vítima de sequestro. Os três autores ainda não foram identificados. Além disso, ela, também, se recusa, de acordo com a superidentdente, a se submeter ao exame de corpo de delito. A mulher deverá prestar um novo depoimento.
Relembre o caso
Na madrugada de segunda-feira (19), uma mulher de 25 anos e grávida de seis meses foi sequestrada e espancada por três homens na região do Itapeuá-Cumbique, no município de Raposa.
Segundo a família da vítima, a jovem teria saído de casa por volta da meia-noite, para buscar o marido na parada de ônibus. Dois homens em uma moto teriam seguido o carro da jovem, obrigando-a a parar o veículo. Um dos criminosos teria entrado no carro e levado a vítima para uma região de matagal, onde um terceiro homem estaria esperando com álcool e um objeto que seria um bisturi.
No local, a mulher foi agredida com um soco na barriga. Como tem curso de defesa pessoal, a vítima conseguiu fugir e, no meio do matagal, acabou dando à luz à criança.
Segundo a família, a jovem embrulhou a criança em uma blusa e tentou fugir, porém, como teve medo dos criminosos a encontrarem e levarem seu filho, ela acabou escondendo o bebê em uma moita, para vir buscar depois.
A família afirma que a vítima chegou em casa por volta das 3h e estava transtornada pedindo para que buscassem a criança no matagal, porém como a barriga da jovem ainda estava grande, suspeitaram de que ela estivesse apenas delirando. Ao passar por exames médicos, foi constatado que a mulher tinha, de fato, dado a luz.
Após a descoberta, a família e conhecidos foram até a região onde o crime aconteceu tentando encontrar a criança, como não acharam, acionaram a polícia. O Corpo de Bombeiros fez vistoria na área na tentativa de localizar o bebê.
A família suspeita que os criminosos tivessem interesse apenas na criança, pois o veículo foi deixado intacto. O caso será investigado.