quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Preso acusado de matar motorista de carro de som

O crime contra Carlos Ronan Gomes da Silveira ocorreu no no último dia 3, em Bacabal.
 
BACABAL - A Polícia Civil com atuação no município de Bacabal cumpriu, na tarde de segunda-feira (3), mandado de prisão preventiva contra Alexsandro dos Santos, 38 anos, que confessou ter assassinado, no dia 21 de agosto, Carlos Ronan Gomes da Silveira, de 23 anos, motorista de carro de som de campanha política.

O mandado foi expedido no dia 28 de agosto, pelo juiz da 3ª Vara Criminal de Bacabal, Joscelmo Sousa Gomes. O delegado Regional, Jader José Alves, informou que havia convocado Alexsandro dos Santos a comparecer à delegacia para prestar depoimento, momento em que prendeu o homicida.


Relembre o caso - Carlos Ronan Gomes da Silveira, de 23 anos, foi encontrado morto dentro de um veículo Passat azul, no centro de Bacabal. Após obter informações do homicídio, a polícia iniciou as investigações e levantamentos no local. O veículo da vítima foi levado para a perícia.

O delegado Day Robson, titular do 2º Distrito Policial de Bacabal, havia informado que as investigações feitas pela polícia apontaram Alexsandro dos Santos como autor dos disparos que mataram Carlos Ronan. O suspeito foi indiciado e compareceu à delegacia para prestar depoimento dois dias após o crime, quando então confessou o homicídio e disse que a motivação teria sido uma discussão no trânsito.

Após ser ouvido, o suspeito foi liberado. "Ele não ficou preso por já ter passado o estado de flagrante", disse o delegado, que já havia solicitado o mandado de prisão preventiva à Justiça.

Dez municípios maranhenses receberão o Seguro Safra

Publicação: 05/09/2012 08:25
 (MDA/DIVULGAÇÃO)
Mais de 6 mil agricultores em dez municípios maranhenses serão beneficiados com o pagamento do Seguro Garantia-Safra, autorizado pela Secretaria de Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). A Portaria de número 25 que prevê a liberação está publicada no Diário Oficial da União de ontem (4).

No Brasil, mais de 95 mil agricultores, em 187 municípios de nove estados - Bahia, Ceará, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. O Nordeste e o norte de Minas Gerais sofrem com um longo período de estiagem que prejudica a produção rural.

O texto discrimina os 187 municípios atendidos e determina que a autorização só é válida para os agricultores que aderiram ao garantia-safra no período 2011-2012. Os pagamentos serão efetuados a partir deste mês, nas datas determinadas pela Caixa Econômica Federal.

Os municípios beneficiados do Maranhão, com os respectivos quantitativos de agricultores assistidos são Anapurus (912), Belágua (418), Brejo (450), Chapadinha (2.688), Codó (82), Duque Bacelar (95), Mata Roma (814), Nina Rodrigues (244), Presidente Vargas (99) e Vargem Grande (260).

Adesão
Para aderir ao Programa Garantia-Safra, o agricultor deve estar em municípios onde foram detectadas perdas de, pelo menos, 50% da produção de algodão, arroz, feijão, mandioca, milho. A indenização será paga em até seis parcelas mensais, por meio de cartões eletrônicos da Caixa.

O valor do garantia-safra e a quantidade de agricultores a serem segurados pelo programa são definidos anualmente durante a reunião do Comitê Gestor do Garantia-Safra, vinculado ao Ministério do Desenvolvimento Agrário.

O garantia-safra faz parte do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), destinado aos agricultores familiares do Nordeste do país, do norte de Minas Gerais, do Vale do Mucuri, do Vale do Jequitinhonha e do norte do Espírito Santo. Essas regiões pertencem à área de atuação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) e sofrem perda de safra em decorrência da seca ou do excesso de chuvas.

Denúncia: jovens marcados para morrer

Na tarde de ontem (4), o empresário Nelson Frota formalizou uma denúncia, na Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC), sobre a existência de uma suposta lista com nomes de vários adolescentes, entre eles o do seu filho de 16 anos, marcados para morrer. A relação teria sido encontrada em poder de uma estudante do Colégio Crescimento, localizado no Renascença 2.
De acordo com Nelson Frota, a lista foi feita por uma menina que, constantemente, apresenta problemas na escola. Na relação, além do nome de seu filho, estavam os de outros meninos e meninas que estudam em sua turma, do 9° ano. O empresário contou que foi comunicado pela direção do colégio apenas na manhã de ontem, quando foi chamado até o local, mas afirmou que o fato foi descoberto desde o dia 24, do mês passado.
Segundo Nelson Frota, a proprietária da Escola Crescimento, Ariadine Bacelar, e a coordenadora de Ensino Médio, identificada apenas como Raquel, lhe informaram que a adolescente que teria feito a lista havia sido afastada. “Na escola, me disseram que era para eu ficar calmo. Eles estão tentando abafar o caso. Esse é um fato muito sério e essa menina não pode apenas ser afastada, precisa passar por um tratamento. Nada impede que ela faça alguma coisa fora da escola. A direção me informou que comunicou a situação ao Ministério Público, mas como isso pode ter acontecido se nem mesmo na Delegacia do Menor Infrator o caso foi registrado?”, argumentou o empresário.
Depois que saiu da escola, Nelson Frota foi até a Secretaria de Segurança Pública (SPP), onde formalizou a ocorrência e prestou depoimento, na SPCC. Segundo a delegada Edilúcia Trindade, encarregada de investigar o caso, o filho do empresário será ouvido ainda hoje e a direção da escola será chamada para prestar esclarecimentos.
A delegada afirmou que vai solicitar a unidade de ensino particular a lista contendo os nomes dos demais adolescentes, para que eles também possam ser ouvidos.