terça-feira, 19 de março de 2013

Policia Militar faz Operação Saturação VI em Bacabal

     

Operação Saturação VI (DIVULGAÇÃO)
Operação Saturação VI
 
O Comando do 15º Batalhão da Policia Militar com o Tenente Coronel Egídio fizeram uma Operação Saturação VI em toda a cidade de Bacabal neste domingo (17) com enfoque aos Bairros Vila São João, Santos Dumont, Pantanal, Vila Jurandir, Juçaral, Trizidela, Mangueira, Alto Bandeirante, Areia, Cajueiro, Pedro Brito, Alto da Assunção, Nova Trizidela, Novo Bacabal e Mutirão, que apresentam maior índice de ocorrências.

Foram conduzidas 18 pessoas ao Distrito Policial por diversos motivos como: direção perigosa, furto, perturbação do sossego, apreensão de arma branca, porte ilegal de arma e fogo, ameaça, apreensão de menor, recuperação de moto furtada, desobediência, embriaguez, roubo a pessoas e furto a residência.

Foram apreendidos na operação Aldo da Conceição Costa, 25 anos, e Expedito Costa Santos, 29 anos, eles entraram na residência do senhor Carlos André Batista dos Santos no Bairro Trizidela e levaram 01 notebbok, 01 espingarda e uma bicicleta. A vítima avistou um dos acusados em sua bicicleta e acionou a PM. Os policiais ao chegarem ao local já encontraram os acusados detidos por populares. Foi recuperada apenas a bicicleta, a espingarda e o notebook provavelmente ficaram com um terceiro acusado que conseguiu fugir.

Ainda no Bairro Trizidela em Bacabal foi preso Cleiton Morais Rodrigues, 24 anos, residente na Rua Lívia Helena. O mesmo é acusado de em companhia de outra pessoa e de posse de uma moto pop preta, sem placa, ter assaltado o senhor Ielton Dias Carneiro de quem levaram um celular, um boné e um relógio de pulso. A PM foi acionada e fez a detenção do mesmo no bairro ocorrido. O acusado negou as acusações, porém, a vítima afirmou categoricamente ser a pessoa que o assaltou. Ressaltou ainda que ele estava em companhia de um comparsa que estaria armado com uma pistola que foi apontada para a sua cabeça.

Na operação também foi apreendido um revólver calibre .38, taurus, de nº 90408, com 05 munições intactas e uma deflagrada. O mesmo foi encontrado em posse de Renato Frazão Silva, 28 anos, residente na Rua São José, Bairro Vila Coelho Dias, Bacabal. O mesmo ao perceber a presença de uma viatura, tentou empreender fuga, sendo logo detido. Ao ser revistado foi encontrado o citado revólver. O mesmo não soube explicar os motivos para a condução da arma, se limitando a dizer que era para a sua própria defesa, pois estava sendo ameaçado de morte. Foi apresentado ao Delegado de Plantão para os trâmites que o caso requer.
 
Foi mais uma vez conduzido ao Distrito Policial Cristino Sampaio conhecido por “Máquina”. O mesmo foi preso após denúncia anônima, na madrugada desta segunda-feira (18) que ele estaria conduzindo um congelador Consul 420 litros de cor branca. A policia foi acionada e chegando ao local constataram a veracidade e o “Máquina” recebeu voz de prisão.

O acusado disse que o congelador era de sua propriedade, mas, não apresentou documentação do mesmo. Além deste caso o “Máquina” estava sendo procurado pelo furto de uma moto Titan, de cor preta, de placa NMW 6654, de propriedade do senhor Josean do Nascimento Nunes, ocorrido no sábado (16).

Após o desaparecimento da moto a PM foi acionado e começaram as buscas. A motocicleta foi encontrada abandonada na Rua 09, Bairro Santos Dumont, Bacabal. O veículo foi devolvido ao legítimo proprietário. “Máquina” esteve preso recentemente acusado de arrombamento a um estabelecimento comercial de onde levou 01 Notebook e 01 celular da empresa. Objetos que foram encontrados em poder do mesmo.

A policia também recuperou uma “TV LCD 42 polegadas”, que fora furtada do Centro de Saúde do Bairro Coelho Dias. A mesma fora furtada na madrugada de quinta-feira (14) e recuperada na mesma data por uma guarnição.

Na operação Saturação VI foram recolhidos ao pátio da 5ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) para regularização 03 carros e 45 motos. Foi uma operação que tirou de circulação vários veículos irregulares, pessoas que estavam a margem da lei, uma arma de fogo apreendida e uma moto recuperada.

Segundo o Tenente Coronel do 15º BPM Egídio Augusto Amaral Soares é uma operação de sucesso e será mantida frequentemente na cidade. Temos uma parceria com a comunidade em denuncias e isso dinamiza o trabalho.


(Arleysson Rodrigo com informações da Ascom 15º BPM)

Caixa Econômica abre concurso com 72 vagas e CR para nível superior

     

Quem deseja seguir carreira pública em instituições financeiras ganhou nesta segunda-feira (18/3) uma ótima oportunidade. A Caixa Econômica Federal (CEF) abriu novo concurso com oferta de 72 vagas imediatas e formação de cadastro reserva nos cargos de engenheiro civil e médico do trabalho, ambos de nível superior. As informações foram publicadas no Diário Oficial da União, na página 92 da terceira seção.

Organizado pela Fundação Carlos Chagas (FCC), o certame será composto por provas objetivas e discursivas, além de avaliação de títulos. A primeira fase está marcada para acontecer em 19 de maio. De acordo com o edital, as remunerações são de R$ 8.315 para engenheiro, que deve cumprir jornada diária de oito horas; e de R$ 4.158 para médicos, que trabalharão quatro horas por dia.

As chances são distribuídas entre o Distrito Federal e os estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Amazonas e Ceará. Interessados devem se inscrever de 28 de março a 19 de abril, pelo site www.concursosfcc.com.br. A taxa de participação varia de R$ 97 a R$ 140. Cinco por cento das chances são destinadas a candidatos com deficiências.

Anvisa suspende fabricação e venda de produtos da marca Ades

Medida foi tomada por suspeita de a empresa não atender às exigências legais e regulamentares da agência. Na semana passada houve recall de um lote da bebida Ades Maçã 1,5 litro que foi envasado com uma solução de limpeza


Uma resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspende a fabricação, a distribuição, a comercialização e o consumo, em todo o território nacional, de lotes de todos os produtos da marca Ades, de uma linha de produção da fábrica da Unilever, em Pouso Alegre, Minas Gerais. A medida foi publicada nesta segunda-feira (18/3) no Diário Oficial da União (DOU).

De acordo com a agência, a medida foi tomada por suspeita de que os lotes não estivessem atendendo às exigências legais e regulamentares do órgão. Na semana passada, uma falha no processo de higienização das máquinas da linha de produção resultou no envase da bebida Ades Maçã 1,5 litro contaminada com produto de limpeza. Em nota, a Unilever do Brasil informou que cerca de 96 embalagens foram distribuídas em São Paulo, no Rio de Janeiro e no Paraná com o produto impróprio para o consumo.

Apesar de a Unilever já ter realizado o recall do lote de suco de maçã, a Anvisa decidiu suspender todos os produtos fabricados nesta linha de produção por precaução, até que se saiba a verdadeira extensão do problema. A agência também solicitou à Vigilância Sanitária do estado mineiro que realize a inspeção, que está programada para a próxima segunda-feira (18/3). Na ação serão verificadas as condições atuais da fábrica e se a falha foi corrigida. A suspensão segue por tempo indeterminado.

Segundo a assessoria de imprensa da Unilever do Brasil, uma nota sobre o caso será publicada ainda nesta segunda-feira.

Consumidor deve ficar atento
O consumo do produto, nas condições descritas pela Anvisa e pela Unilever do Brasil, pode causar queimaduras na boca. O consumidor que tiver adquirido o produto não deve consumi-lo. Em casos de queimaduras ou outro sintomas, o atendimento médico deve ser procurado o mais rápido possível.

Para realizar a troca ou reembolso do produto, o consumidor deve entrar em contato com o fabricante, a Unilever. A solicitação pode ser feita gratuitamente pelo SAC no 0800 707 0044, das 8h às 20h, ou sac@ades.com.br. Em casos de dúvidas, a Anvisa dispõe de uma Central de Atendimento: 0800 642 9782.

Hospital de Tufilândia funcionará com SPA 24 horas

O Hospital de Tufilândia, mais uma unidade do Programa Saúde é Vida construída e equipada com recursos próprios do Estado, será inaugurado hoje, no período da manhã, pela governadora Roseana Sarney e o secretário de Estado de Saúde, Ricardo Murad.

O Hospital de Tufilândia é uma das 64 unidades hospitalares de 20 leitos do Programa Saúde é Vida, e funcionará com Serviço de Pronto Atendimento (SPA) 24 horas, consultórios e internação em clínica médica, pediatria e obstetrícia, enfermarias, centro de parto, exames de raio-x e laboratoriais.

Após a solenidade de inauguração, a governadora Roseana Sarney e o secretário de Estado de Saúde, Ricardo Murad assinarão as ordens de serviços para construção dos hospitais macrorregionais de Santa Inês e Pinheiro, financiados pelo Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Em Santa Inês e Pinheiro, os hospitais macrorregionais têm projeto arquitetônico idênticos, assim como os que serão construídos em Caxias e Imperatriz. Cada um terá 100 leitos de internação em enfermarias, 12 leitos de UTI, quatro salas de cirurgia, uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) funcionando 24 horas, e central de imagem com exames de ultrassom, raio-x, endoscopia e mamografia, além de laboratório de análises clínicas. Dispõe, ainda, de lavanderia, cozinha, reservatórios de água, tratamento de esgoto, subestação e poços artesianos próprios.

Em funcionamento

A Secretaria de Estado de Saúde (SES), também colocou em operação os hospitais de 50 leitos construídos pelo Programa Saúde é Vida em Barreirinhas, Grajaú, Alto Alegre do Maranhão, Peritoró, Coroatá e Timbiras, e 10 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) - 5 na ilha de São Luís e as outras em Imperatriz, Timon, Codó, Coroatá e São João dos Patos. Todas essas unidades funcionam 24 horas e atendem milhares de pessoas por mês.

PRF registra nove acidentes em rodovias nas últimas horas

Ao todo, foram quatro acidentes com danos materiais e cinco com feridos.
Foto: Arquivo/Flora Dolores/O Estado
SÃO LUÍS – A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou, nas últimas horas, nove acidentes nas últimas horas em rodovias federais que cortam o Maranhão. Ao todo, foram quatro acidentes com danos materiais e cinco com feridos.

Em Açailândia, no Km 678, da BR-222, uma pessoa foi presa conduzindo um veículo Fiat Strada em estado de embriaguez.

No município de Caxias, no Km 544, da BR-316, uma pessoa foi presa com um revólver marca Taurus, calibre 38, com seis munições, que conduzia um veículo Moto Honda. Além disso, a pessoa foi presa, também, por dirigir em estado de embriaguez.

Em ambos os casos, as pessoas foram encaminhadas à Delegacia de Polícia Civil local.

MPF propõe ação civil contra a capital por conta da precária situação da rede de ensino

O MPF constatou que os problemas estão acumulados desde a gestão do ex-prefeito João Castelo.
Foto: Flora Dolores / O Estado/Arquivo
SÃO LUÍS - O Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA) propôs ação civil pública, com pedido de liminar, contra o município de São Luís, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e a União Federal, pela situação precária da rede municipal de ensino de São Luís. Para o MPF, os problemas da educação da capital não decorrem da ausência de recursos, e sim da negligência dos seus gestores.

Com base em denúncia anônima, o MPF instaurou inquérito civil para apurar a situação da educação pública municipal de São Luís, identificando sérios problemas quanto à carga horária, alimentação, transporte e funcionamento do Conselho de Alimentação Escolar (CAE) e Conselho de Acompanhamento e Controle Social do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Cacs/Fundeb).

Carga horária

O MPF constatou que o deficit de carga horária criado em 2011 não foi reposto no primeiro semestre de 2012 (como previsto), devido ao fechamento das escolas, supostamente para reformas. O acúmulo do deficit atrasou, também, o ano letivo de 2012, acarretando um prejuízo incalculável para os alunos da rede municipal.

Estrutura das escolas

O relatório técnico produzido pelo engenheiro civil do MPF/MA, que visitou as escolas da capital, mostrou que foram feitos apenas reparos na pintura externa dos prédios, mesmo sendo necessárias reformas em todas as instalações (elétrica, hidráulica, sanitária, acessibilidade e outras). Também foi produzido um relatório pela assistente social do MPF/MA, destacando que a falta de professores em várias disciplinas e a ausência generalizada da prática de atividades esportivas, comprometem a qualidade da educação.

Alimentação

O MPF constatou que o cardápio oferecido nas escolas da rede municipal não atende às necessidades das crianças, sendo considerado repetitivo e pobre em fibras e nutrientes, por órgãos como o Conselho Regional de Nutrição (CRN) e o Serviço de Saúde da Procuradoria Geral da República (PGR).

Transporte

O corpo técnico especializado na área de transporte do MPF/MA realizou inspeções no local, identificando a ausência de segurança nos ônibus escolares, superlotação, ausência de identificação dos veículos como escolares e falta de capacitação técnica dos condutores. O MPF entende que essa situação põe em risco a vidas e à integridade das crianças.

Funcionamento dos conselhos

Desde o início de 2011, o CACS/Fundeb e o CAE estavam desativados: o CACS/Fundeb, por falta do processo eleitoral para composição dos conselhos (deixando as prestações de contas do então gestor municipal acumuladas) e o CAE, por ter permanecido mais de um ano e meio sem regular composição. O MPF verificou, ainda, que até o primeiro semestre de 2012, o município de São Luís recebeu R$ 3.961.152 pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e R$ 33.072,60 pelo Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (Pnate), mas os recursos estavam retidos desde 2009.

Para o MPF, o FNDE e a União foram omissos no dever de fiscalizar o repasse e aplicação dos recursos, que, por não terem sido aplicados, deveriam ter o repasse suspendido, conforme previsto na legislação.

Na ação, o MPF requer, liminarmente, que o município de São Luís: elabore plano de ação para estimular os alunos que evadiram das escolas em 2012 a retornarem, apresentando ao Ministério da Educação (MEC) a contagem dos alunos matriculados; apresente documento comprovando objeto contratual da reforma das escolas e relatório do não recebimento das obras; apresente planos de medidas administrativas para correção das irregularidades apontadas no relatório social do MPF; adeque a merenda escolar às diretrizes da Política Nacional de Alimentação Escolar e o transporte, aos comandos contidos no Código de Trânsito Brasileiro e forneça instalações físicas e recursos pessoais para o efetivo funcionamento do CAE e CACS/Fundeb.

Requer, ainda, que, em conjunto com o FNDE, a situação dos conselhos seja regularizada e que, com a União, o município providencie a substituição dos anexos por prédios próprios. Pede, também, que o FNDE fiscalize os recursos que repassa ao município de São Luís, e que a União fiscalize as verbas do Fundeb, repassadas ao município.