sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Acusado de matar a própria mulher no DF é preso no interior do Maranhão

Isaac Conceição de Sousa, de 30 anos, foi preso na quarta-feira (4), no município de Paulo Ramos, interior do Maranhão, acusado de matar e ocultar o corpo de sua mulher, no mês de outubro, do ano passado, na cidade de Samambaia, no Distrito Federal (DF).
A detenção do suspeito foi realizada por policiais civis do DF, coordenados pelo delegado Renato Saião, com apoio da Delegacia Regional de Bacabal, com a presença de uma equipe de investigadores, liderada pelo delegado Jader Alves.
Foto:Divulgação
Isaac Conceição teria assassinado sua mulher e enterrado corpo
O delegado Jader Alves, da Regional de Bacabal, contou que as investigações feitas pelo delegado Renato Saião apontaram Isaac como o principal suspeito do desaparecimento de sua mulher, Claydjane de Lima, de 26 anos, no dia 26 de outubro, de 2011. Ele foi preso na residência do pai, no município de Paulo Ramos, quando descansava na área de lazer.
Após ser preso, Isaac teria negado o crime, mas depois confessou tê-la assassinado durante uma discussão, motivada por ciúmes e uma possível traição feita pela mulher. “Ele disse que no dia do assassinato, o casal discutiu e ela teria atirado a televisão nele, mas como havia se desviado não se machucou, depois os dois travaram uma luta corporal, onde Isaac a jogou contra a parede, ocasionando ferimentos na cabeça de Claydjane, e saiu da casa.
O acusado detalhou ainda que, quando retornou, ela permanecia sem movimento, e decidiu enterrá-la”, relatou o delegado Jader Alves. No entanto, Alves afirmou que interceptações telefônicas constataram que o acusado teria falado, para um amigo, que deu um tiro na cabeça da própria mulher e depois ocultou o cadáver dentro da residência do casal.
O corpo da vítima ainda não foi encontrado. Isaac foi recambiado na tarde de ontem (5), para o DF, onde deve ficar à disposição da Justiça e indicar para a polícia o local onde enterrou o corpo.
Investigação – A Polícia Civil começou a investigar o caso no dia 29 de outubro, quando uma colega de trabalho da vítima, Rosilene Mendes, registrou no 39° Distrito Policial (DP), uma ocorrência de desaparecimento da amiga, que não comparecia ao local de trabalho há alguns dias. Depois, mais três amigos de Claydjane, Elaine Machado, Damião Fernando e Gisela da Costa, contaram ao delegado Renato Saião que a mulher tinha um marido violento, e que haviam presenciado cenas de Isaac agredindo verbalmente, fisicamente, e ameaçando de morte a vítima. A polícia foi à residência do casal, onde ninguém foi encontrado no local.
Com os depoimentos e a averiguação do sumiço da mulher, o delegado solicitou a quebra de sigilo telefônico das três linhas de Isaac de Sousa, onde descobriu, em uma ligação, que o acusado teria falado para um amigo que havia matado a mulher e escondido o corpo, devido a uma traição. Tendo as provas materiais, a polícia solicitou a prisão preventiva do acusado, que foi localizado no município de Paulo Ramos. As investigações continuam, para encontrar o corpo da vítima.

Polícia Federal frustra plano de suplente de deputado para matar colegas no Réveillon

Os detalhes ainda são mantidos em sigilo, mas a polícia confirma que descobriu um plano para assassinar os deputados alagoanos Dudu Holanda e Maurício Tavares. O principal suspeito de articular os crimes é o deputado estadual Cícero Ferro, que, segundo a polícia, contratou militares de Pernambuco para matar os dois parlamentares.
O plano foi descoberto pela Superintendência da Polícia Federal, de Pernambuco, e informada para a PF em Alagoas, que interceptou os dois veículos, um Vectra e um Gol, que seriam usados no crime.
Segundo as investigações, Dudu Holanda seria assassinado na noite do dia 31 quando saísse de um edifício na orla da Pajuçara. Já Tavares, que estava em Portugal para as comemorações do Réveillon, seria morto logo que retornasse para Alagoas na segunda-feira (2). Os detalhes da emboscada não foram revelados pela Polícia Federal.
As informações movimentaram toda a cúpula da Defesa Social, da Polícia Civil e da Polícia Federal, em Alagoas. Uma reunião foi realizada na sede da Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic), no Bairro do Farol, para revelar o plano ao deputado Dudu Holanda e a Raimundo Tavares, irmão do deputado Maurício Tavares.
Por meio da assessoria, o delegado geral José Edson Freitas confirmou que se reuniu com Holanda e Raimundo Tavares para passar detalhes do plano descoberto. No entanto, o delegado informou ainda que não iria se pronunciar novamente sobre o fato, já que está sendo investigado de forma sigilosa pelas polícias Civil e Federal.

Meio bilhão do Italuís desaparece e adutora apodrecida rompe de novo

Adutora do Sistema Italuís rompe pela 2ª vez em menos de 1 semana
População da capital maranhense deve ficar mais dois dias com abastecimento prejudicado.

A adutora do Sistema Italuís voltou a romper na noite de quarta-feira (4), por volta das 22h, no Km 36 da BR-135, no Campo de Perizes. Na madrugada do último sábado (31), a adutora já havia rompido no Km 38, ocasionando falta de água em 60% dos bairros de São Luís. A população da capital maranhense continuará a ser prejudicada por mais dois dias (hoje e amanhã). Em alguns bairros, o abastecimento de água deverá ser normalizado apenas na próxima segunda-feira (9).
De acordo com o diretor de Operação, Manutenção e Atendimento ao Cliente da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), Cristovam Rodrigues Teixeira, não está descartado um novo rompimento na adutora, devido à corrosão na tubulação. 'Infelizmente quando iríamos normalizar o abastecimento de água na capital, houve um novo rompimento, devido à corrosão na tubulação. Outros rompimentos podem acontecer por causa do estado físico das instalações, que têm 30 anos', disse Cristovam.
Uma equipe técnica da Caema foi acionada para realizar a troca do tubo rompido e fazer os serviços necessários para o restabelecimento do fluxo de água.
Na manhã de ontem, uma equipe composta por aproximadamente 20 homens trabalhava para trocar o tubo de aço fundido, de aproximadamente 7 metros e 1.200 milímetros de diâmetro.
O tubo rompido, de acordo com o engenheiro mecânico do Sistema Italuís, Antônio Rossini Monzani, tinha cerca de um metro quebrado, devido à corrosão no metal. O conserto estava previsto para terminar às 17h de ontem. Em seguida teria início o bombeamento de água. Durante o trabalho, o tráfego na BR-135 ficou lento, devido à interdição de um trecho da pista.
A Caema realizou, na última segunda-feira (2), uma inspeção técnica em toda a extensão da adutora, para avaliar as condições da tubulação, e verificou a necessidade do sistema permanecer com o bombeamento reduzido em 30% para evitar problemas. 'O racionamento de água deve continuar, para evitar problemas na tubulação, que é antiga e apresenta as paredes dos tubos finas, devido à corrosão. A prevenção possível para não haver novos rompimentos é o controle na distribuição de água', disse Cristovam Teixeira.
R$ 555 milhões de recursos federais para o Italuís sumiram
Caema diz que tem novo projeto para substituir tubulação
POR OSWALDO VIVIANI
Implantado em 1982, na gestão do então governador João Castelo, o Sistema Italuís teve, na ocasião, sua vida útil calculada em 20 anos. Está, portanto, com o 'prazo de validade' ultrapassado há uma década.
Dois projetos de substituição da tubulação – ambos tendo à frente gestões da governadora Roseana Sarney (PMDB) – já abocanharam recursos federais de ao menos R$ 555 milhões – (R$ 300 milhões no ano 2000 e R$ 255 milhões em 2009). Nada foi feito e o destino do dinheiro é desconhecido.
Agora, a Caema afirma estar viabilizando um novo projeto para substituir a tubulação deteriorada do Italuís.
Segundo Cristovam Rodrigues Teixeira, o projeto, avaliado em R$ 130 milhões – vindos de convênios dos governos Federal e Estadual –, ainda está em processo de licitação, mas as obras devem começar em março, com duração de um ano.
Em julho de 2011 foi realizada a primeira parte da licitação para avaliar quais as empresas qualificadas para realizar o serviço. No próximo dia 24, a Caema fará abertura de preços para as empresas habilitadas no certame.
'A nova tubulação deve ser feita em aço de carbono. Isso deve melhorar o abastecimento de água na capital, mas não vai acabar com o racionamento de água', afirmou Cristovam Teixeira.

Polícia Militar efetua prisão por porte ilegal de arma em Pinheiro

A Polícia Militar prendeu na manhã desta quarta-feira (4), por porte ilegal de arma, o jovem Orisvaldo Marques Duarte, de 25 anos, no município de Pinheiro.
Segundo o Delegado Regional, Cláudio Santos Barros, Orisvaldo Duarte já realizou vários furtos, além de ser suspeito de ter participado de um homicídio em agosto do ano passado.
A prisão ocorreu após um telefonema anônimo, informando que Orisvaldo Duarte pretendia fugir na manhã desta quarta-feira (4) para Belém.
Diante das informações, a PM foi à procura do acusado e conseguiu prendê-lo no Bairro Ponta Branca, num veículo Gol preto. Com ele foi apreendida uma espingarda. Orisvaldo permanecerá detido na Delegacia Regional de Pinheiro.

Prazo para comprovar vacinação contra aftosa encerra amanhã

Quase 60 dias após o início da segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa, iniciada em todo o estado no dia 14 de novembro do ano passado, será encerrado nesta sexta-feira (6) o prazo para que os criadores maranhenses comprovem a vacinação de seus rebanhos junto aos escritórios da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Maranhão (Aged-MA). O prazo de comprovação encerra-se 23 dias após o término do período permitido para vacinação – 14 de dezembro/2011, quando foram registradas, em uma parcial, as vacinações de 3.477.771 cabeças de bovinos e bubalinos, o correspondente a quase metade do rebanho maranhense, estimado em 7,2 milhões de animais.
Ao termino do período de vacinação, segundo levantamento prévio da Aged-MA, o maior índice de comprovação foi registrado na Regional de São João dos Patos, onde os criadores prestaram conta da imunização de 68,98% do rebanho estimado em mais de 260 mil cabeças. “Mas, temos conhecimento de que já na primeira semana do prazo de comprovação da vacinação, algumas unidades já apresentavam índices superiores a 90%”, ressaltou o diretor geral da Aged-MA D, Fernando Lima.
Até esta sexta-feira (6), os criadores que ainda não prestaram conta da vacinação de seus rebanhos devem se dirigir a qualquer escritório da Aged-MA no estado e apresentar a nota fiscal da compra da vacina. Ao atestar a comprovação da vacinação, o funcionário do órgão faz a atualização do cadastro do produtor.
Inadimplentes
Agora, a Aged-MA anuncia, já a partir da próxima semana, o período oficial de busca aos criadores inadimplentes, trabalho que visa garantir a totalidade da cobertura vacinal do estado. “Na verdade, esse trabalho já foi iniciado, mas de forma preventiva. Nossas equipes já haviam feito o levantamento de propriedades inadimplentes em cada município, e estavam percorrendo casas de vendas de vacina, criadores e veterinários autônomos para comparar os nossos cadastros com os registros de suas informações. Aquelas propriedades que não constaram como compradoras de vacinas foram logo visitadas e a situação de imunização do rebanho checada. Na propriedade onde de fato fora constatada a não vacinação, os fiscais já aplicaram as sanções previstas pela legislação estadual e emitiram autorização especial para a vacinação tardia desse gado, que será acompanhada como garantia de que os criadores cumprirão seu dever”, explicou Fernando Lima.
As equipes de fiscalização do órgão terão até o dia 7 de fevereiro para visitarem todas as propriedades que ainda não prestaram contas sobre a vacinação ou não imunizaram seus rebanhos. Os criadores inadimplentes serão notificados das sanções previstas na legislação estadual e receberão novo prazo para imunizarem seus rebanhos sob a supervisão da Aged-MA, que conta com o apoio e parceria da Promotoria Estadual de Justiça na garantia do cumprimento das sanções.
De acordo com a legislação estadual, os criadores que não vacinaram o rebanho até o dia 14 de dezembro serão multados em R$200,00 e mais R$ 5,00 por cabeça de gado não vacinada. Após o dia 6 de janeiro, quem vacinou o rebanho, mas não prestou conta junto ao órgão fiscalizador pagará uma multa de R$200,00.

Prefeitura de São Luís intensifica obras de pavimentação e revitalização de vias na capital

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp), está intensificando as obras de pavimentação e revitalização de vias da capital ludovicense neste início de ano. As intervenções, que são executadas diariamente em vários pontos da capital, fazem parte do Plano Macro de Pavimentação e Revitalização lançado pelo prefeito João Castelo em junho de 2011.
O Plano compreende a pavimentação de 56 km na Zona Rural, de 669 vias em bairros espalhados por toda São Luís, obedecendo a um mapeamento que dividiu a cidade em cinco áreas distintas; e a revitalização de grandes avenidas com microrrevestimento e de centenas de ruas de bairros da capital.
Equipes da Semosp trabalham no microrrevestimento asfáltico da Avenida Joaquim Mochel
Paralelo à revitalização das avenidas, a Prefeitura também está trabalhando na construção de vias dentro dos bairros. São 669 ruas novas em 57 bairros, perfazendo 218 Km. As obras foram iniciadas em bairros como Cidade Olímpica, São Raimundo, polo Anil, Conjunto João do Vale, Vila Mauro Fecury I e II, Vila Luizão e Aurora. Estão em execução serviços de microrrevestimento na Avenida Joaquim Mochel, via localizada entre o Itapiracó e o Cohatrac.
Bairros e Zona Rural - Visivelmente contagiada pela felicidade de ver o local onde mora ser beneficiado pelo poder público, a moradora Maria das Dores, que há 15 anos reside no bairro do São Raimundo, disse estar satisfeita com as melhorias. “O prefeito João Castelo veio aqui e disse que mandaria asfaltar as ruas do nosso bairro. Agora ele está cumprindo e estamos bastante felizes por sermos agraciados com esse presente”, afirmou.
Prefeitura de São Luís intensifica pavimentação de ruas do bairro São Raimundo
Já na área da Zona Rural, onde inicialmente seriam executados 56 km de asfalto novo, houve um acréscimo de mais ou menos 15 km, totalizando 70 Km. A área também já conta com mais de 35 km de pavimento concluídos. Já foram beneficiados bairros como a Vila Vitória, Vila Esperança, Vila Primavera, Vila Industrial, Vila Sarney, Residencial 21 de Abril (Maracanã), Avenida São Jerônimo (conhecida como Transrural), Maracanã, povoado Taim, estrada de acesso ao povoado Rio dos Cachorros, Vila Magril, Porto de Caracueira e Tagipuru.
De acordo com o superintende de Obras da Semosp, Roberto Moucherek, as equipes estão intensificando os serviços por conta da proximidade do período chuvoso. “Nossa meta é cumprir todo o planejamento até o aniversário de São Luís”, disse.
Revitalização de avenidas – As grandes avenidas de São Luís estão sendo sinalizadas e, em alguns casos, passaram por drenagem dentro do projeto de revitalização de vias. Já foram recuperadas a Litorânea, Holandeses, Jerônimo de Albuquerque (do elevado da Cohab até o Marcus Center), Colares Moreira, Carlos Cunha, Alfredo Duailibe (em frente ao Pestana), Odorico Amaral de Matos, Castelo Branco, Ana Jansen, Anel Viário ( uma área), a Sambaquis e a Beira-mar (em execução).
“Nossas avenidas estão sendo revitalizadas através de um trabalho de qualidade. A população de São Luís já está trafegando por avenidas mais seguras e com asfalto melhor e sinalização adequada, após a execução do Plano Macro”, enfatizou Moucherek.
Os serviços de revitalização dos principais corredores de tráfego da cidade incluem fresagem do pavimento antigo, que consiste na retirada do antigo pavimento existente em trechos danificados; aplicação de CBUQ (Concreto Betuminoso Usinado a Quente); reperfilagem (nivelamento dos pontos de depressão); recuperação da drenagem superficial com melhorias de meio-fio; sarjeta e implantação de sarjetões nas passagens d’água em ruas transversais; implantação de drenagem profunda em pontos de alagamento das vias; microrrevestimento com polímero (empregado em alta escala em rodovias federais) e sinalizações, tanto na horizontal quanto na vertical.

Polícia Civil nas Ruas retoma atividades neste fim de semana

A partir deste fim de semana, as ações do Programa Polícia Civil nas Ruas, desenvolvido pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), por meio da Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC) retomam as atividades.
Os trabalhos fazem parte do Planejamento da Polícia Civil em 2012, e, a partir de agora, as atividades serão concentradas no combate à criminalidade na Região Metropolitana de São Luis, tendo como alvo ações contra a poluição sonora, diligências em pontos de comércio de drogas, em bares, restaurantes, casas noturnas, coletivos, veículos de passeio, mototaxistas e transeuntes.
Segundo a delegada Edilúcia Trindade, superintendente de Polícia Civil da Capital em exercício, as ações deste ano seguirão o mesmo plano estratégico do ano passado. “Estamos dando continuidade aos trabalhos que já vinham sendo feito de combate à poluição sonora e aos crimes relacionados a esta prática, como consumo de bebidas alcoólicas por menores, uso de entorpecentes, entre outros delitos”, disse.
Os trabalhos terão início nesta sexta-feira (6), às 20h, e se estenderão pela madrugada. No sábado (7) e domingo (8), as atividades recomeçam às 16h, funcionando com várias equipes em regime de escala. O Plantão de Repressão Especial de Polícia Judiciária de Repressão Qualificada à Poluição Sonora também voltará a autuar proprietários de veículos que infligem a Lei do Silêncio. Todo o planejamento é feito a partir de um mapeamento das principais ocorrências policiais registradas pelo sistema do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), o 190.
O cidadão pode utilizar, ainda, os telefones da Delegacia de Costumes (3214 8652/3214 8653) e do Disque Denúncia (3223 5800) para realizar as denúncias. Compõe as equipes de trabalho, um efetivo de policiais civis da SPCC, dos distritos policiais da capital e de peritos criminais da Superintendência de Polícia Técnica-Científica (SPTC).

Deputados sobrevoam a baía para vistoriar o navio Vale Beijing

Os deputados Léo Cunha (PSC) e Eduardo Braide (PMN), membros da Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, visitam na manhã desta sexta-feira (6) o navio Vale Beijing, da empresa STX Pan Ocean, arrendado para a Vale, que se encontra fundeado a 64 quilômetros da costa maranhense. O navio, carregado com 360 mil toneladas de minérios, apresenta rachauras no casco, com risco de vazamento de óleo e minérios.
De helicóptero cedido pela própria empresa STX, os dois parlamentares estão sobrevoando a área onde o navio Vale Beijing se encontra fundeado, a fim de examinar se há ou não possibilidade de derramamento de minérios e óleo, com graves danos ambientais à costa maranhense.
Após o desembarque em São Luís, previsto para às 11h, no hangar da STX, os dois deputados vão prestar informações à imprensa.
O deputado Léo Cunha, que preside a Comissão de Meio Ambiente, havia encaminhado requerimento à Capitania dos Portos no dia 22 de dezembro, pedindo que a autoridade marítima permitisse que os deputados visitassem o navio, que corre risco de afundar no litoral maranhense por conta de uma rachadura em seu casco.
“Estamos muito preocupados com a situação e nem nós e nem a população temos sido informados sobre o que está acontecendo com esse navio”, afirmou o deputado Léo Cunha na última terça-feira (4).
O Vale Beijing apresentou rachaduras no casco exatamente há um mês, quando estava sendo carregado com mais de 360 mil toneladas de minério de ferro no porto da Ponta da Madeira, em São Luís. Em um primeiro momento o navio foi rebocado para uma posição na entrada do canal, a 11 quilômetros de distância do porto. Após tentativas fracassadas de retirar parte das sete mil toneladas de combustível com que esta carregado, o navio foi novamente rebocado. Dessa vez, para uma posição em alto mar, a 64 quilômetros da costa maranhense.
Há poucas informações sobre as dimensões das rachaduras no casco do navio, que fazia sua viagem inaugural. Em nota, a STX Pan Ocean, dona da embarcação, que está arrendada para a Vale por 25 anos, informou apenas que “grande plano de ação de reparos está sendo realizado”, sem, no entanto dar mais detalhes sobre o que está sendo feito.

Sistema Paciência é desligado e agrava falta d’água

Com cerca de 130 bairros de São Luís já sofrendo com o desabastecimento de água, devido ao segundo rompimento da adutora do Sistema Italuís em uma semana, a situação de falta d’água na capital maranhense se agravou na manhã de hoje (6), com o desligamento, em caráter de emergência, do Sistema Paciência.
Em nota, a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) informou que o desligamento foi uma medida necessária para conter um vazamento numa das bombas de água tratada e para a recuperação de outra.
Segundo a empresa, a previsão é que os reparos nas bombas sejam finalizados até as 16h, quando será iniciado novamente o bombeamento de água. À noite o abastecimento deverá estar normalizado.

Bairros atingidos:
Cohab I, II, III e IV; Cohatrac I, II, III, IV e V; Residencial Araçagy I e II; Parque dos Sabiás, Jardim Primavera, Itaguará, Cruzeiro do Anil, Planalto e adjacências.

Trem arrasta caminhão na estrada de ferro em Rosário

O trem que faz linha para Teresina colidiu ontem, por volta das 16h50, e arrastou por alguns metros um caminhão, de placa HOM-4375, que transportava cerveja. O acidente aconteceu na estrada de ferro, próxima à BR- 402, que liga Rosário ao município de Barreirinhas.
O acidente não teve vítimas, somente danos materiais, e parte do combustível do veículo derramou

Em Codó, homem morre em troca de tiros com a polícia

Segundo a Polícia Militar, vítima era procurada pela polícia e atirou em policiais.

CODÓ - Em Codó, um homem morreu numa troca de tiros com a polícia. Segundo a polícia, a vítima era procurada pela polícia e, ao avistar o carro de polícia, atirou nos policiais.

Veja, ao lado, na reportagem de Acélio Trindade e Cândido Sousa.

O tenente da Polícia Militar que estava no plantão explicou que Ismael da Conceição Rodrigues, de 22 anos, foi abordado por policiais que tentavam encontrá-lo na Zona Rural de Codó após denúncias de furtos e assaltos na chamada região do 17. De posse desse revólver, calibre 32, a vítima teria recebido os militares com disparos, a reação da polícia foi imediata.

A própria polícia chamou uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para socorrê-lo. Ismael foi trazido aqui para o pronto socorro da cidade, mas, atingido por dois disparos, não resistiu aos ferimentos e já chegou morto.

Na casa da família dele, ninguém quis falar sobre a ação da polícia. O delegado afirmou que vai abrir inquérito para apurar o fato.