quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Bandidos especializados em saidinha bancária são presos

Huan lima, Ismael de Oliveira e Abrahão Filho são acusados de integrar a quadrilha
Huan lima, Ismael de Oliveira e Abrahão Filho são acusados de integrar a quadrilha
Uma operação deflagrada pela Polícia Civil resultou na prisão, em flagrante de três pessoas, no Povoado Entroncamento, município de Imperatriz, quando tentavam praticar um crime de “Saidinha Bancária”.
Huan Carlos Silva Lima, 29 anos; Ismael Almeida de Oliveira, 22 anos, e Abrahão Vieira Filho, 36 anos, foram presos em flagrante quando tentavam praticar o crime de “Saidinha Bancária”, na agência do Banco Bradesco, localizada na Avenida Getúlio Vargas, na cidade. A prisão ocorreu após um trabalho de investigação com o apoio do Serviço de Inteligência da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP).
Segundo informações policiais, há cerca de um mês vinham sendo realizadas investigações e monitoramentos da atuação da quadrilha na região. A polícia conseguiu identificar outras duas pessoas que estavam do lado de fora do banco aguardando os demais. Eles conseguiram fugir quando avistaram as equipes da polícia, mas já foram identificados. A polícia deve solicitar junto à Justiça a representação pela prisão preventiva.
Em poder do bando foram apreendidos um revólver calibre 38, com seis munições, e um veículo Gol, de cor preta, e placas NGK-3613. Todo o material apreendido e os acusados foram conduzidos para a Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos (DRFV) de Imperatriz, e autuados em flagrante por formação de quadrilha armada.
Crimes
Com base nos levantamentos feitos pela polícia, os três detidos na tentativa de “Saidinha Bancária” têm passagens por crimes de assaltos em vários estados e em outras cidades do interior do Maranhão.
Huan é acusado de roubo a banco no estado de Goiás, além de responder a processos por roubo nas cidades de Imperatriz e Gurupi no Tocantins. Ele possui mais de 15 anos de pena a cumprir pelo crime de roubo em Goiás.
Já Ismael e Abrahão possuem antecedentes criminais por roubo a estabelecimentos na cidade de Axixá, no Tocantins, e por roubo de carga em Marabá (Pará), respectivamente.

Homem é executado com sete tiros que atingem também filho de 1 ano


Publicação: 24/10/2012 20:21Atualização: 24/10/2012 21:37

Um crime chocou a população da cidade de Fortuna, localizada a 349 km de São Luís, na manhã desta quarta-feira (24). José Nilton Rodrigues, de 50 anos, foi morto com sete tiros quando seguia em seu carro junto com a esposa e o filho, de apenas um ano e meio, que também foi atingido.

De acordo com informações da polícia de Fortuna, o crime tem características de execução, uma vez que nada da família foi levada, sendo descartada a hipótese de assalto. Ainda segundo a polícia, José Nilton conduzia seu carro em direção ao centro da cidade, quando foi surpreendido por dois homens que estavam em uma moto de cor vermelha, que não teve as placas identificadas.

O condutor da moto teria se aproximado do carro da vítima, e o segundo homem que estava no garupa da moto disparou diversas vezes contra o veículo. José Nilton foi alvejado sete vezes e o filho dele também foi atingido e permanece internado no hospital da cidade. Após o crime, os assassinos fugiram do local.

A Polícia Civil e Militar realizaram buscas durante todo o dia para localizar os assassinos, mas não obtiveram êxito. As invetigações continuam.

Dois corpos são achados nesta manhã em São Luís

Os corpos de dois homens foram encontrados na manhã de hoje (25) na Grande São Luís.
O primeiro – achado no Araçagi – tinha marcas de tiros na cabeça. O outro corpo foi encontrado na Raposa, perto do Colégio Agrícola.
Por enquanto, nenhum dos corpos foi identificado.

Suspeito de tráfico de drogas é preso com crack e maconha prontos para a venda

Policiais militares do 5º BPM em conjunto com policiais civis da Delegacia Regional de Barra do Corda prenderam, nesta quarta-feira (24) um homem suspeito de comercializar drogas na cidade. David Vila Nova Almeida, de 25 anos, foi preso com 17 petecas de crack e maconha já prontos para serem vendidos.

Após levantamentos e investigações realizados, a polícia identificou a distribuição de entorpecentes no Centro de Barra do Corda. A prisão de David ocorreu em abordagens realizadas na Rua Frederico Figueiredo, no Centro. Com ele foram apreendidas ainda, a quantia de R$ 471,00 em dinheiro trocado, além de uma motocicleta Honda Fan de placa NXI-3105.

O delegado Marconi Caldas, que efetuou o flagrante, informou que ele estava com toda a droga embalada já pronta para revenda. Na delegacia, David foi autuado em flagrante por tráfico de entorpecentes e ficará detido à disposição da Justiça.

Suspeito de tráfico de drogas é preso com crack e maconha prontos para a venda

Policiais militares do 5º BPM em conjunto com policiais civis da Delegacia Regional de Barra do Corda prenderam, nesta quarta-feira (24) um homem suspeito de comercializar drogas na cidade. David Vila Nova Almeida, de 25 anos, foi preso com 17 petecas de crack e maconha já prontos para serem vendidos.

Após levantamentos e investigações realizados, a polícia identificou a distribuição de entorpecentes no Centro de Barra do Corda. A prisão de David ocorreu em abordagens realizadas na Rua Frederico Figueiredo, no Centro. Com ele foram apreendidas ainda, a quantia de R$ 471,00 em dinheiro trocado, além de uma motocicleta Honda Fan de placa NXI-3105.

O delegado Marconi Caldas, que efetuou o flagrante, informou que ele estava com toda a droga embalada já pronta para revenda. Na delegacia, David foi autuado em flagrante por tráfico de entorpecentes e ficará detido à disposição da Justiça.

Homem é atingido por tiro nas nádegas durante tiroteio na cidade de Codó

A Polícia Civil está investigando a tentativa de homicídio ocorrida na terça-feira (23), durante um tiroteiro no Bairro São Francisco, em Codó.

De acordo com levantamentos policiais, um adolescente de 17 anos em companhia de Neguinho Elvis, 22 anos, alvejou um homem identificado apenas por Catula, na região das nádegas, fugindo logo em seguida. A vítima permanece internada no Hospital Geral Municipal de Codó.

Segundo informações repassadas pelo delegado regional de Codó, Rômulo de Sousa Vasconcelos, a tentativa de homicídio foi motivada por uma rixa antiga entre os autores e a vítima.

Mais de 300 bombeiros trabalharão no 2º turno


 Como o objetivo de informar a estratégia de ação para garantir segurança e tranquilidade à população no segundo turno das eleições municipais em São Luís, o secretário executivo da Defesa Civil, coronel Carlos Robério dos Santos, e o comandante Operacional do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), coronel Dirceu Nepomuceno, comandaram, manhã desta quarta-feira (24), uma formatura geral de suas guarnições.
Durante a solenidade, os comandantes divulgaram a escala dos bombeiros que irão trabalhar no domingo (28), dia do pleito. Os comandantes repassaram aos militares o trabalho que será desenvolvido pelo Corpo de Bombeiros nas seções eleitorais.
O trabalho do Corpo de Bombeiros reunirá 322 bombeiros, sendo 300 praças e 22 oficiais foram escalados. “A nossa missão, em conjunto com outras forças de segurança, é garantir a tranquilidade e o respeito à democracia neste pleito”, disse o coronel Nepomuceno.

Com dois gols de Forlán, Inter vence Vasco em São Januário



RIO DE JANEIRO - Na terça-feira, um muro nos arredores do Beira-Rio amanheceu com a pichação "Forlán ex-jogador". O torcedor colorado responsável pelo vandalismo teve a oportunidade de rever seus conceitos nesta quarta-feira. Com o auxílio luxuoso das assistências de D'Alessandro, o uruguaio marcou os dois gols do Internacional na vitória sobre o Vasco por 2 a 1, de virada, em São Januário, pela 32ª rodada do Brasileirão. Jonas fez o gol dos cariocas.
O resultado mantém o Inter, que vinha de derrotas para os lanternas Figueirense e Atlético-GO, com esperanças de conseguir uma vaga no G-4. Ainda em sexto lugar, o time chegou a 48 pontos, dois a menos que o Vasco e sete a menos que o São Paulo, última equipe na zona de classificação à competição continental.
- Acho que a gente tem de pensar partida a partida, esquecer o que está acontecendo em volta. Desde o começo do ano a gente tentou, trabalhou, vontade nunca faltou para a equipe. Às vezes os resultados não vieram, perdemos jogos que nao poderíamos perder, mas acho que agora, nessas seis partidas que restam, temos de pensar jogo a jogo. O que vai acontecer no final só Deus sabe, é viver o momento - disse o lateral Nei.
Os cruz-maltinos somam quatro derrotas consecutivas na competição.
- São quatro derrotas seguidas, então o problema é muito mais sério do que a gente queira explicar. Antes de mais nada, o importante é vencer. As derrotas nos deixam abalados, sem confiança para fazer jogadas e para tentar. O time fez 30 minutos muito bons, assim como foi contra o Botafogo, tínhamos o jogo na mão e em dois lances eles viraram. O time perdeu completamente a força mental e a confiança - resumiu Juninho Pernambucano.
O Inter não derrotava o Vasco em São Januário desde 2007. De lá para cá, o time da casa vencera as três partidas disputadas na Colina até esta quarta-feira. Na próxima rodada, o Colorado enfrenta o Palmeiras, às 16h20m (de Brasília), no Beira-Rio. Nos mesmos dia e horário, os vascaínos encaram o Corinthians, no Pacaembu.
Intensidade desde o primeiro minuto
Em jogo marcado pela intensidade, os times trocaram boas oportunidades desde o primeiro minuto, quando o Vasco ameaçou a meta defendida por Muriel, com um chute de Fellipe Bastos. Comandado por Felipe e Juninho, o time da casa chegava com mais frequência à área adversária, mas o Inter logo acertou uma bola no travessão, em bela finalização de Nei, de fora da área.
A conexão entre os veteranos do Vasco funcionou pela primeira vez aos 15 minutos, quando Juninho recebeu lindo passe de Felipe e chutou em cima de Muriel. Pouco depois, a dupla foi decisiva para abrir o placar: o camisa 6 lançou o Reizinho, que cruzou da direita para Jonas. Como um centroavante, o lateral se livrou de Moledo e Kleber e chutou no canto. Foi o primeiro gol dele desde que chegou a São Januário.
Quando o Vasco estava melhor no jogo, D'Alessandro apareceu para mostrar que também havia qualidade no meio-campo colorado. Com um lindo passe, o camisa 10 deixou Forlán na cara de Fernando Prass para empatar, aos 33. Passe do meia argentino, chute do atacante uruguaio. A história se repetiu no gol da virada do Inter, pouco antes do intervalo, contando com a colaboração do lateral vascaíno Jonas, que deu condições de jogo a Forlán enquanto o restante da defesa fazia a linha de impedimento.
Segundo tempo em ritmo lento
A segunda etapa começou em ritmo mais lento. Já atrás no placar, a situação do Vasco ficou ainda mais complicada aos 12 minutos, quando o time perdeu Dedé, que sentiu dores no joelho esquerdo. Renato Silva entrou em seu lugar. O técnico Marcelo Oliveira aproveitou para dar novo gás ao meio-campo, trocando Felipe, 35 anos, por Marlone, 20.
Mais organizado, o Inter conseguia conter o ímpeto vascaíno e voltou a ameaçar o gol de Fernando Prass em nova jogada de D'Alessandro, que cruzou da esquerda para Fred chutar com perigo.
Em sua última cartada, Marcelo Oliveira promoveu a estreia do jovem Maicon Assis, que substituiu Fellipe Bastos. Levando vantagem na batalha do meio-campo, Fernandão mexeu apenas no ataque, sacando Dagoberto e Forlán para a entrada de Cassiano e Rafael Moura.
Diante de protestos dos torcedores vascaínos, que chamaram o time de sem-vergonha e pediram jogadores, o Inter não correu riscos na parte final do jogo e garantiu a vitória que mantém viva a esperança de conquistar um lugar na Libertadores de 2013.

Mensalão: pena parcial de Marcos Valério já passa de 34 anos de prisão



BRASÍLIA – A pena parcial do publicitário Marcos Valério, condenado por cinco crimes na Ação Penal 470, o processo do mensalão, já está em 34 anos, três meses e seis dias de prisão. O Supremo Tribunal Federal (STF) acabou de calcular a pena do crime de corrupção ativa pelo pagamento de propina a deputados federais.
A pena continua sendo calculada e pode mudar até o final do julgamento, conforme já avisaram alguns ministros. A rodada de votação deste item chegou a ser interrompida na Corte após observação do ministro Celso de Mello sobre súmula do tribunal, que estabelece a aplicação da lei vigente quando o crime de corrupção ativa terminou.
No caso analisado, os pagamentos de propina começaram em 2003 e acabaram em 2005, após mudança na legislação que tornou as penas mais rígidas para esse tipo de crime.
O ministro-relator da ação penal, Joaquim Barbosa, estipulou pena de sete anos e oito meses de reclusão e 225 dias-multa no valor de dez salários mínimos cada. O voto de Barbosa ainda não foi proclamado, porque ainda falta votar o ministro Marco Aurélio Mello, que saiu do plenário após o segundo intervalo da sessão.
Confira placar das penas já fixadas para o réu Marcos Valério (publicitário):
Capítulo 2 – Formação de quadrilha
1) formação de quadrilha: dois anos e 11 meses de reclusão
Capítulo 3 – Desvio de dinheiro público
1) Câmara dos Deputados
a) corrupção ativa (pagamento de R$ 50 mil para favorecimento da SMP&B): quatro anos e um mês de reclusão + 180 dias-multa de dez salários mínimos (R$ 432 mil)
b) peculato (contrato da SMP&B): quatro anos e oito meses de reclusão + 210 dias-multa de dez salários mínimos (R$ 546 mil)
2) Banco do Brasil
a) corrupção ativa (pagamento de R$ 326 mil para favorecimento da DNA): três anos, um mês e dez dias + 30 dias-multa de 15 salários mínimos (R$ 108 mil)
b) peculato (bônus de volume e Fundo Visanet): cinco anos, sete meses e seis dias + 230 dias-multa de dez salários mínimos (R$ 598 mil)
Capítulo 4 – Lavagem de dinheiro
1) lavagem de dinheiro: seis anos, dois meses e 20 dias + 20 dias-multa de 15 salários mínimos (R$ 78 mil)
Capítulo 6 – Corrupção ativa de parlamentares da base aliada
a) corrupção ativa: sete anos e oito meses de reclusão + 225 dias-multa no valor de dez salários mínimos cada

Comerciante é encontrada morta em casa no Jardim América


Margarida Pereira Oliveira, 65 anos, foi assassinada a facadas.

SÃO LUÍS - A comerciante Margarida Pereira Oliveira, de 65 anos, moradora da Rua 32, quadra 34, no Jardim América, foi encontrada morta no início da tarde de ontem (24), em sua casa, com vários golpes de faca na altura do tórax. Segundo a Polícia Militar, o principal suspeito de ser o autor do crime é o caseiro Antônio Gomes da Silva, de aproximadamente 55 anos, com quem a vítima havia iniciado um caso amoroso há pouco mais de sete meses.
"O companheiro da vítima não é visto no endereço desde a noite de domingo (21), quando os dois decidiram ir juntos a uma missa, na Paróquia João Calábria, na Cidade Operária. O corpo da idosa foi encontrado por uma neta, adolescente, que veio visitá-la e se deparou com o mau-cheiro vindo do quarto da avó, onde ela estava debruçada sobre uma poça de sangue", disse o sargento Sérgio, comandante da guarnição do 6º Batalhão.
Margarida Pereira Oliveira, de acordo com familiares que não quiseram se identificar, passou a se relacionar com Antônio Gomes da Silva depois que ele começou a trabalhar como caseiro em uma chácara localizada a Rua 35, na Vila América, a poucos metros de sua casa. Por ser alcoólatra, o suspeito frequentava o estabelecimento da vítima e logo fizeram amizade e decidiram morar juntos.
Insatisfeitos com o relacionamento afetivo da mãe, os filhos da comerciante classificaram o suspeito como um homem "ciumento e viciado em cachaça". "Ele vinha beber todos os dias no comércio de minha mãe, que era viúva. Sozinha, ela acabou caindo na conversa desse miserável e logo o convidou para morar juntos. Ninguém da nossa família concordava com essa situação. Tudo indica que ele fez isso para roubar dinheiro", denunciou um dos filhos.
A hipótese de latrocínio levantada pela família se deve ao fato de toda a renda do comércio ter desaparecido do local onde sempre era guardado pela idosa, antes de ser depositado em conta bancária. No local do crime, o caseiro Antônio Gomes da Silva esqueceu metade do seu documento de identidade, onde fica a foto 3x4, assinatura e digital. "Ele deve ter fugido com tanta pressa que levou só o verso do RG", acrescentou um parente da vítima.
O local onde o corpo foi achado foi isolado pelos peritos do Instituto de Criminalística (Icrim) que, devido ao avançado estado de decomposição da vítima, tiveram muito trabalho para traçar a dinâmica do crime. Investigadores da Delegacia Especial da Cidade Operária (Decop) também acompanharam o trabalho da perícia, a fim de iniciar o inquérito policial. A remoção do corpo foi feita por volta das 16h30, para o Instituto Médico Legal (IML).

Detento é assassinado a chuçadas na Penitenciária de Pedrinhas


O assassinato de Carlos Alberto Campos foi praticado por dois presos. Eles, ainda, tentaram promover fuga em massa no presídio São Luís.

SÃO LUÍS - Um detento identificado como Carlos Alberto Campos, o "Sete Meses", morador do bairro da Liberdade, foi assassinado com mais de 20 chuçadas nesta madrugada (25), no Presídio São Luís, no Complexo Penitenciário de Pedrinhas.
O crime foi praticado por dois presos que ainda tentaram promover fuga em massa, tocando fogo em colchões e arrombando cadeados de outros pavilhões.
Os agentes penitenciários, com o apoio da Polícia Militar, conseguiram resolver o motim. Os autores do crime foram autuados em flagrante e conduzidos para a delegacia da Vila Embratel.