segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Cinco mortes foram registradas nas últimas horas em SL

Três pessoas foram vitimas de acidentes de trânsito na BR-135.

SÃO LUÍS – Da tarde de sábado (21) à manhã deste domingo (22), cinco corpos deram entrada no Instituto Médico Legal (IML). Três deles foram vítimas de acidentes de trânsito na BR-135.
Pedro Gabriel da Silva, de apenas dois anos, que vinha de Bacabeira, foi vítima de acidente na BR-135. Na mesma BR, no Km 0, a vítima foi Joelson Pereira Santos, morador da Estiva. E, próximo ao posto Magnólia, Dilson Cesar de Sousa Barros, morador do Maracanã, de 25 anos.
Carlos Henrique Marques, morador da Cidade Olímpica, foi vítima de arma de fogo na Janaína. O cadáver de Marcelo Teixeira, de 29 anos, foi achado na Cidade Olímpica.

Família de ciganos é assassinada na cidade de Bacabal

Um homem identificado como Marco Apolinário foi preso após a chacina. A polícia está investigando o triplo homicídio.

SÃO LUÍS - Três pessoas de uma família de ciganos foram assassinadas no bairro Pantanal, no município de Bacabal, a 240 km da capital maranhense, na noite de sábado (20). Outras duas pessoas ficaram feridas, sendo uma da família e o suspeito de ter cometido o crime, um homem identificado como Maicon Apolinário, que foi preso logo após a chacina. Com ele, foram encontrados uma pistola 380 e um revólver calibre 38.
As vítimas identificadas como Maria Alice, Cícera e Romão Batista, que morreram no local, eram de uma família de ciganos que morava no local havia dois meses, vinda do Ceará. Uma quarta pessoa, um homem, foi encontrada ainda com vida em uma rede no imóvel. Ele foi atingido no braço, na perna e na cabeça e foi encaminhado para o Hospital Laura Vasconcelos, no município, onde permanece internado. Uma mulher da família que estava na casa, que se identificou como filha de Romão Batista, cuja identidade não foi revelada pela polícia, afirmou que conseguiu escapar porque estava no banheiro e trancou a porta do cômodo assim que ouviu o barulho dos disparos.
Segundo informações da Polícia Militar, Maicon Apolinário, que é de Fortaleza (CE), chegou em uma motocicleta acompanhado por uma caminhonete modelo Hylux preta, com placas de Esperantinópolis, onde estariam os mandantes do crime. O assassino disparou diversos tiros contra os moradores da casa, que foram surpreendidos.
Após cometer o triplo homicídio, Maicon Apolinário deixou o local, mas foi preso minutos depois na Vila São João, bairro vizinho ao local da chacina. O criminoso foi preso após perder o controle da motocicleta que conduzia e cair no meio da rua. Segundo informações da Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI), o autor dos disparos estava baleado com dois tiros na costas, um na região das axilas e outro nas nádegas. Ele teria sido alvejado pelos mandantes do crime como uma forma de queima de arquivo.
O pistoleiro Maicon Apolinário foi levado ao Hospital Geral de Peritoró e está escoltado por homens da PM para não fugir. Ao ser questionado, ele não quis falar sobre o crime. A chacina, com características de encomenda, está sendo investigada desde a noite de sábado, mas ainda não há pistas precisas sobre a motivação e dos mandantes do triplo homicídio.

Rodrigo Ramos após conquista invicta: 'morreria feliz'

Goleiro não escondeu emoção após final: 'faltava na minha carreira um título pra marcar época'.

Foto: Biné Morais/O Estado
SÃO LUÍS – “Se eu morresse hoje, eu morreria muito feliz”. A declaração do goleiro Rodrigo Ramos mostra um pouco o que significa a conquista do Campeonato Brasileiro da Série D pelo Sampaio neste domingo (21). Ídolo da torcida, o arqueiro não escondeu sua emoção após a confirmação o título nacional.
“Se eu morresse hoje, eu morreria muito feliz. Eu batalhei demais pra isso. Minha família sofreu muito porque a gente se dedica, vive o dia a dia do clube. Estou muito feliz por isso”, declarou.
Apelidado de “Paredão Tricolor”, Rodrigo Ramos disse estar no melhor momento de sua carreira. Segundo o goleiro, recolocar o futebol maranhense no cenário nacional é, acima de tudo, uma realização pessoal.
“É a coroação de um grande trabalho. Esta torcida merecia fortes emoções. Ela merecia um feito histórico. Estamos na história do Sampaio. Estamos todos de parabéns. O Sampaio está no caminho certo. Colocamos novamente o futebol maranhense na rota a nível nacional. Este é o melhor momento da minha carreira. Quero levar essa emoção de ser campeão brasileiro pro resto da minha vida. Sou apaixonado por este clube, por esta torcida. Faltava na minha carreira um título pra marcar época. É uma realização pessoal daquilo que eu sonhei”, finalizou.