terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Lavrador é achado morto em área da Caema no Porto do Mocajituba

O lavrador José Fernando Nascimento de Souza, de 33 anos, conhecido como “Cabeludo”, foi encontrado morto, por volta das 7h30 de ontem (16), em uma área pertencente à Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), no Porto do Mocajituba (Maioba). A vítima era natural da cidade de Araioses e teve a cabeça aberta por um violento golpe, que pode ter sido aplicado com uso de facão ou outro objeto cortante.
De acordo com Egídio Luís dos Reis Filho, de 65 anos, tio de “Cabeludo”, a vítima estava na cidade a cerca de um ano, morando sozinho no Cumbique, e fazia viagens constantes para o povoado de João Peres (Araioses), onde deixou a mulher e um casal de filhos. Segundo Egídio, a última vez que viu José Fernando foi no sábado (14). “Ele parou lá em casa, falou comigo e com minha mulher, depois disso não o vimos mais”, disse.
Foto: G. Ferreira
Populares observam o corpo de José Fernando, morto na área da Caema
Populares informaram à polícia que, a cerca de dois meses, José Fernando havia brigado com dois homens, o que pode ter motivado o crime. Entretanto, também foi constatado que a bermuda da vítima foi levada, o que coloca em suspeita a possibilidade de latrocínio.
Moradores da região afirmaram ainda à polícia que José Fernando foi visto pela última vez, por volta das 23h de domingo, caminhando em direção ao local onde seu corpo foi encontrado, conhecido como “Bacia”, pois lá é despejado o esgoto vindo do Maiobão. Na ocasião, a vítima estaria retornando de um festejo que acontecia naquela localidade.
Policiais das viaturas 0981 e 0932, do 6° Batalhão da Polícia Militar (BPM), trabalharam no local fazendo o isolamento da área. Diante da violência do ferimento, a polícia acredita que o autor do crime tenha usado um facão tipo patacho, foice ou machado para matar o lavrador. A camisa usada pela vítima foi encontrada dentro de uma caixa de esgoto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário