terça-feira, 18 de junho de 2013

Trabalhadores rurais interditam BR-135, em São Luís

Manifestantes têm reunião marcada com o Incra, CGJ e Sedes.
SÃO LUÍS - No início da manhã desta terça-feira (18), trabalhadores rurais de vários municípios maranhenses interditaram o início da BR- 135, no trecho da rotatória do bairro São Cristóvão, impedindo a entrada e a saída de pessoas na capital da maranhense.
O protesto começou por volta das 5h30 e segundo as primeiras informações, cerca de 3.500 trabalhadores estão no local reivindicando melhores condições de infraestrutura, trânsito e trabalho. O protesto é chamado " Grito da terra 2013."
Para fugir do engarrafamento na região do São Cristóvão, muitos motoristas tiveram como opção a BR-135, pela avenida dos Portugueses, no trecho que compreende a Vila Maranhão.
Logo nas primeiras horas desta manhã e terça-feira (18), por volta das 5h30, trabalhadores rurais interditam o Km 0 da BR-135, próximo ao aeroporto da capital, impedindo assim a entrada e saída de pessoas da cidade. Aproximadamente 3.500 trabalhadores reivindicam melhorias de trabalho. O protesto foi denominado de “Grito da Terra 2013”.
Agenda
Os trabalhadores rurais têm reunião marcada na manhã desta segunda-feira (18), com representantes do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), a Corregedoria-Geral de Justiça do Maranhão (CGJ) e da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes).
Os manifestantes reivindicam uma série de melhorias, entre as quais, reestruturação do Instituto de Terras do Maranhão (Iterma), a segurança no campo, pavimentação de estradas vicinais para escoamento da produção, educação ao homem do campo, contratação de técnicos agrícolas por meio de concurso e direitos trabalhistas às mulheres do campo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário