sexta-feira, 3 de maio de 2013

Uso de batons e de brilhos labiais pode levar à ingestão de metais

O simples ato de colorir os lábios com batom pode ser mais perigoso do que se imagina. Pesquisadores da Escola de Saúde Pública de Berkeley, da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, analisaram 32 marcas de batom e de brilho labial buscando identificar a presença de metais pesados na composição desses cosméticos. Os resultados mostram que a maior parte dos produtos labiais testados contém altas concentrações de titânio e alumínio, além de todos eles apresentarem níveis detectáveis de manganês. Outros metais, como chumbo, cromo e cádmio também foram encontrados em diferentes amostras. Os dados, publicados na edição desta semana na revista científica do Instituto Nacional de Ciências de Saúde Ambiental dos Estados Unidos, querem alertar as agências de vigilância sanitária sobre a necessidade de fiscalização e investigação dos possíveis malefícios do contato dessas substâncias com o organismo.

O trabalho foi bastante aprofundado. Inicialmente, analisaram-se as amostras por uma técnica avançada de espectometria, o que possibilitou o cálculo da quantidade de cada metal nos produtos, cujos nomes não foram divulgados pelos autores. Depois, usando estimativas feitas em um estudo anterior, sobre as taxas de uso de batom entre 360 mulheres norte-americanas, os cientistas estimaram a quantidade de substâncias metálicas que uma usuária ingere a cada dia. Com isso, acreditam os pesquisadores, é possível verificar se a utilização dos cosméticos pode afetar, de alguma forma, a saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário