quarta-feira, 3 de julho de 2013

Tentativa de fuga abortada na delegacia de João Lisboa

Segundo os policiais, essa foi a segunda tentativa de fuga na delegacia de João Lisboa.
Armas caseiras que seriam utilizadas para a fuga foram encontradas nas celas
 
IMPERATRIZ – Presos da delegacia de polícia do município de João Lisboa, distante 9 km de Imperatriz, tentaram fazer refém o monitor da delegacia no horário do café. O monitor, percebendo a ação dos presos, conseguiu escapar e comunicar os policiais.
O delegado regional Assis Ramos, pediu ajuda da Polícia Militar que enviou uma equipe do Grupo de Operações Especiais (GOE) para controlar os internos. Os 18 presos foram retirados das celas e os policiais fizeram uma revista. Durante a vistoria foram encontrados algumas armas caseiras produzidas pelos presos, conhecidas como “xuxos”.
“Diante da gravidade da situação e do histórico de fugas na delegacia que já resultou em morte de detentos, nós solicitamos o apoio da PM para que nós pudéssemos fazer uma revista geral nas celas para tentar acha os materiais que ajudariam nessa fuga”, disse o delegado regional.
Ainda segundo o delegado, essa é situação vivenciada pelas delegacias da região, além do pouco efetivo. Em João Lisboa são apenas o delegado, dois policiais e uma escrivã e que tomam conta de 18 presos em três celas.
“Podemos considerar uma situação de superlotação, pois são pequenos espaços, cubículos na verdade”, afirmou o delegado.

Objetos encontrados por policiais durante revista em delegacia após tentativa de fuga na delegacia de João Lisboa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário