quinta-feira, 29 de março de 2012

Jovem encontrada morta em Paço do Lumiar pode ter sido estrangulada

No local, nenhum morador reconheceu a mulher, e a perícia não encontrou pistas da autoria do crime.
 
 
SÃO LUÍS - O corpo de uma mulher foi encontrado com sinais de estrangulamento no início da manhã de ontem, às margens de uma estrada que dá acesso ao aeroporto do município de Paço do Lumiar. De pele clara, a vítima aparentava ter cerca de 20 anos de idade e vestia um short jeans azul-escuro e uma blusa branca com estampa florida. Até o fechamento desta edição, ela ainda não havia sido identificada no Instituto Médico Legal (IML).
No local do achado, nenhum morador reconheceu a mulher, e a perícia não encontrou pistas que pudessem levar à autoria do homicídio, senão as marcas no pescoço. Este foi o segundo corpo desovado naquele município em menos de 72 horas e o quarto na Região Metropolitana de São Luís em menos de uma semana. Os dois outros registros ocorreram na localidade Recanto Verde, área do bairro Vila Itamar, onde dois homens foram encontrados enrolados em uma rede.
Na noite de segunda-feira, 26, por volta das 20h, moradores do Mojó, em Paço do Lumiar, encontraram o corpo de Ronaldo Araújo de Sousa, em estado avançado de putrefação, em um matagal, na Rua da Montanha Russa, com perfurações de faca nas costas, peito e braço esquerdo. Os dois casos são investigados na Delegacia de Paço do Lumiar, onde algumas pessoas já foram ouvidas.
Rede
O primeiro corpo desovado na Vila Itamar foi encontrado na manhã de quinta-feira, 22. Jhekson Silva Sousa, de 22 anos, que morava na Avenida 3, no bairro Vila Itamar, e segundo informou o IML, foi morto com mais de 30 perfurações de faca. A vítima estava enrolada em uma rede e, segundo familiares, tinha envolvimento com o tráfico de drogas, o que levou a polícia a acreditar que se tratava de um acerto de contas.
Na terça-feira, 27, foi a vez de Erick Maia Lindoso, de 20 anos, morador do bairro Cidade Olímpica, ser encontrado morto envolto em uma rede, às margens de uma estrada de piçarra que dá acesso à Reserva do Batatã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário