quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Merenda escolar de Matões do Norte tem incremento da produção agrícola

Uma equipe formada por diversos profissionais da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp) visitou diversos pólos de produção da agricultura familiar no município de Matões do Norte. A convite do secretário municipal da pasta, Reginaldo Aragão, na quinta-feira (22), o grupo esteve nos povoados Tico-Tico, Sozinho e Bacabeira onde pode comprovar resultados positivos da política de incentivo ao desenvolvimento agrícola na região, por meio da prefeitura local em parceria com a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Agrário (Sedagro) e da Agerp.
De acordo com o secretário municipal de Agricultura, Reginaldo Aragão, a implantação de hortas comunitárias nas referidas comunidades tem contribuído diretamente com a melhoria da qualidade de vida da população, já que além do incremento na base alimentar dos moradores, o projeto tem contribuído diretamente para o aumento da renda de dezenas de pessoas envolvidas.
Além de exportar a produção para os municípios vizinhos (Miranda do Norte, Arari e outros), as hortaliças tem servido especialmente aos estudantes matriculados nas escolas municipais, quando do desenvolvimento da merenda escolar por meio do Programa Nacional de Assistência ao Ensino (PNAE), superando o exigido que é de até 30%, conforme explicou o secretário.
'Pela lei é exigida a participação da prefeitura em até 30%, mas as 106 famílias envolvidas na produção de hortaliças tiram seu sustento e ainda as fornecem às escolas', disse ele, ao tempo que ressaltou a criação de gado, galinha e peixe, utilizados para o mesmo fim.
Outra iniciativa que tem dado certo, de acordo com as informações de Reginaldo, é o projeto que atende às mulheres do município com o aproveitamento de frutas da estação (cajá, tamarindo, murici, manga, goiaba e outras), para a produção de polpas.
Aragão explicou que para o desenvolvimento dos projetos de produção, foi necessário o investimento em entidades sociais para a descentralização do trabalho. Ele vai além, e garante que o apoio técnico da Agerp, foi fundamental para o bom desempenho dos agricultores rurais.
'A Agerp tem sido uma grande parceira. O apoio dos profissionais da Agência tem sido incondicional', destacou ele, lembrando que o trabalho com os moradores de Matões foi iniciado em setembro de 2010, e que a capacitação dos integrantes dos jovens e adultos envolvidos na produção local é permanente, tendo em vista que muitas outras iniciativas serão implantadas em 2012.
Bacabeira – No povoado Bacabeira, distante 5Km da sede, jovens moradores plantam alface, couve, quiabo, pimentinha e pepino, além de manter no local, criação de aves.
Numa área de 70m x 70m, quinze moradores capacitados por órgãos federais e municipais administram a produção que ajuda no sustento com a venda no mercado local e em feiras e mercados dos municípios vizinhos.
'É bastante gratificante para a gente ver o resultado do nosso trabalho e ainda acreditar que podemos melhorar a cada dia. Só temos que agradecer ao governo por assistir e apoiar esse projeto', disse, Joaquim Vieira, um dos produtores locais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário