quarta-feira, 10 de julho de 2013

Preso homem que cedeu arma para adolescente de 15 anos cometer homicídio

Maxwell recebeu revólver assassinar menor identificado por "Nenezinho". Além de Pinto, que cedeu a arma, foram presos o "Dandam" e Romilson Costa Santos.
 
SÃO LUÍS - A polícia prendeu na manhã desta quarta-feira (10), três pessoas envolvidas com gangues na área Itaqui-Bacanga. A operação, coordenada pela equipe do delegado Valter Wanderley, titular do 15º Distrito Policial, no bairro do Anjo da Guarda, conseguiu prender um homem identificado apenas como Pinto. Ele é suspeito de ceder um revólver calibre 38 ao adolescente, identificado como "Maxwell", matar o adolescente chamado "Nenezinho". Também foram presos Wanderson Campos Viana, o "Dandam" e Romilson Costa Santos, responsáveis em esconder a arma.
O delegado Valter Wanderlei relata que as pessoas presas são temidas pela população da área do Itaqui-Bacanga, e vivem em confronto. Há dias o Maxwell persegue o Nenezinho para matar. Ao avistá-lo, ele sacou da arma e atirou contra o desafeto, mas acabou errando o alvo e acertou a jovem Débora Sousa Lima da Rocha, que iria visitar a avó no Anjo da Guarda. A vítima, que estava com o filho de nove meses no braço, foi alvejada com um tiro nas proximidades do seio. Ela foi socorrida e levada para um hospital, onde se encontra internada, mas não corre risco de morte.
A polícia está à procura dos dois adolescentes. Segundo o delegado Valter Wanderlei, o "Nenezinho" está envolvido no assassinato de uma jovem identificada como Mayara, em um bar na área Itaqui-Bacanga. Ele chegou a ser apreendido e conduzido para a Delegacia do Adolescente Infrator (DAI), mas foi liberado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário