segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Jornalista morre em acidente na BR-316, próximo a Timon

Um acidente na BR-316, ocorrido na noite de sábado (12), por volta das 19h10, ocasionou a morte do jornalista Raimundo Borges de Oliveira, de 50 anos. O carro que ele dirigia, um Fiesta, com placa de São Luís, chocou-se com uma Hilux com placa de Teresina. O impacto foi tão violento que o jornalista foi arremessado para fora do veículo, batendo a cabeça no asfalto.
Raimundo Borges morava na cidade de Capinzal do Norte, porém ficava mais tempo em São Luis, e não possuía parentes em Timon ou Teresina. O acidente ocorreu próximo a uma pousada, ficando a frente dos carros totalmente destruída.
Foto: Major Medeiros
O carro do jornalista (no detalhe), um Fiesta preto, ficou destruído com o choque entre os dois veículos
A Hilux, segundo testemunhas, ainda percorreu alguns metros após a batida e em seguida derrubou um poste. Era ocupada por duas pessoas. Quando a PM chegou ao local, o veículo já não estava no local.
O major Medeiros, comandante do 11º Batalhão, em Timon, informou que a notícia da morte foi dada, pela Polícia Militar, aos familiares. A esposa do jornalista não conseguiu falar, e uma amiga passou as informações.
Familiares de Raimundo Borges foram até o Instituto Médico Legal (IML) de Teresina, para onde o corpo foi levado. Após a autopsia, o corpo foi liberado para o velório. O sepultamento deve acontecer nesta segunda-feira (14) em Poção de Pedras, interior do Maranhão.
Muitas pessoas chegaram a confundir o jornalista Raimundo Borges, vítima do acidente, com o diretor de redação do jornal “O Imparcial”, que tem o mesmo nome. O site do jornal esclareceu que o Raimundo Borges, envolvido no acidente é de Poção de Pedras e não tem nenhum envolvimento com o jornal ou o diretor de redação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário