terça-feira, 17 de abril de 2012

'Rato 8' é assassinado a tiros no calçadão da Avenida Litorânea

Três homens teriam praticado o crime, de dentro de um veículo de cor preta

O jovem Marcos Paulo das Neves Gaspar, de 18 anos, mais conhecido como ‘Rato 8’, foi assassinado a tiros, na manhã de ontem, no calçadão da Praça dos Pescadores, na Avenida Litorânea. De acordo com informações da polícia, três homens teriam praticado o crime, de dentro de um veículo de cor preta. A ação deixou assustadas as pessoas que estavam nas proximidades da praça.
Filho de Maria Raquel Nascimento das Neves e de Paulo Galvão Gaspar, ‘Rato 8’ residia na Rua Pereira Rego, nº 3, no Bairro de Fátima. Ele era suspeito integrar uma ‘gangue’ que atuava no bairro da Liberdade e também era suspeito de ter cometido assaltos e homicídio.
Em outubro de 2011, o Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Maranhão (Sinpol) protestou contra a Secretaria de Segurança Pública do Estado, que atendendo determinação do Programa de Proteção a Vítimas e Testemunhas Ameaçadas (Provita), determinou escolta e proteção de ‘Rato 8’. Segundo a polícia, o apelido dele era pelo fato que, quando tinha apenas 17 anos, ele já teria matado oito pessoas.
‘Rato 8’ denunciou a movimentos de Direitos Humanos que estaria sendo jurado de morte, por policiais do Serviço de Inteligência da Polícia Militar. Na época, o presidente do Sinpol, Amon Jessen, protestou, dizendo que os policiais não deveriam atender a determinação que partiu do Provita e de organismos que defendem os direitos humanos. Para ele, o papel da polícia é proteger as pessoas de bem. De acordo, com ele ‘Rato 8’ era um bandido perigoso.
Outros homicídios - Na noite de sábado (14), um homem de 32 anos, identificado como Edirley e Silva, foi assassinado com cinco tiros na Cidade Olímpica. De acordo com informações do Instituto Médico Legal (IML), onde o corpo da vítima deu entrada às 23h30, ele levou um tiro na boca, um na cabeça, dois no pescoço e um no rosto.
Filho de Maria Lourdes e Silva e natural do município de São Mateus, ele morava na Rua 16, Quadra 38, Bloco C, casa 10, na Cidade Olímpica.
Outro homicídio por arma de fogo ocorreu na madrugada de ontem em São Luís, no Cohatrac III. Ao ser assaltado, Fábio Henrique Brito Brenha, de 36 anos, foi acertado com um tiro na fronte, quando estava em frente ao Galeto do Chefe, na Avenida Centauro Norte, no Cohatrac III.
Filho de Ducinea Brito Brenha e Hoziris de Carvalho Brenha, Fábio Henrique morava na Rua Janaína, nº 72, na Vila Isabel Cafeteira, na área do conjunto Cohab Anil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário