quinta-feira, 1 de março de 2012

72% dos hotéis de São Luís são de médio e baixo conforto

Dos 127 estabelecimentos de hospedagem que o município de São Luís tinha no ano passado, um total de 91 (cerca de 72%) oferecia médio e baixo grau de conforto e qualidade de serviços, segundo pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado nesta semana.

A situação praticamente se repete no país – que se prepara para sediar a Copa das Confederações (junho do ano que vem), a Copa do Mundo de Futebol (junho e julho de 2014) e as Olimpíadas (agosto de 2016). Segundo o IBGE, 85,5% dos 5.036 estabelecimentos de hospedagem que o Brasil tinha no ano passado eram de médio e baixo grau de conforto e qualidade de serviços.

O estudo
cujos resultados foram postados no portal do IBGE (www.ibge.com.br) – mostra ainda que São Luís, com seus 127 estabelecimentos de hospedagem, aparecia, em 2011, apenas no 15º posto no ranking de estabelecimentos de hospedagem das 27 capitais brasileiras.

A capital maranhense contava, no ano passado, com 51 hotéis, 40 motéis, 29 pousadas, 3 aparts/flats, 3 pensões e um albergue turístico.
Segundo o IBGE, São Luís abrigava, em 2011, somente 13 estabelecimentos de hospedagem classificados na categoria “superior/muito confortável” (8 hotéis, 3 aparts/flats e 2 motéis).

Na categoria luxo encontram-se, apenas, quatro hotéis e quatro flats. Entre os muito confortáveis estão oito hotéis, três flats e dois motéis. Na categoria de médio conforto, é possível perceber um aumento no número de estabelecimentos. 14 hotéis, 10 pousadas e sete motéis se enquadram nessa categoria. 

Os estabelecimentos econômicos estão em maior quantidade na Ilha, com: 21 hotéis, 15 pousadas, 21 motéis, duas pensões e um albergue. Por fim, na categoria simples estão quatro hotéis, quatro pousadas, 10 motéis e uma pensão.

Nesta mesma categoria, outras capitais do Nordeste ofereciam mais opções. Por exemplo, Natal (RN) tinha no ano passado 33 estabelecimentos de hospedagem classificados de “superiores/muito confortáveis”; Fortaleza (CE) contava com 28 e Salvador (BA) tinha 25.

Os estabelecimentos de hospedagem considerados de “médio conforto” somavam 31 em São Luís, e os de “baixo conforto” perfaziam 60 na capital maranhense, em 2011.

De acordo com o levantamento do IBGE, São Paulo era a capital brasileira que oferecia, em 2011, o maior número de estabelecimentos de hospedagem: 972. A seguir, vêm Rio de Janeiro (RJ), com 429; Salvador, com 358, e Belo Horizonte (MG), com 291.

As capitais que revelaram menos opções de hospedagem foram Boa Vista (RR), Rio Branco (AC) e Macapá (AP), com 32, 36 e 41 estabelecimentos, respectivamente.

O objetivo da pesquisa é de conhecer a infraestrutura de hospedagem no país. Em São Luís, 47,24% dos estabelecimentos estão na categoria econômico, 24,40% na de médio conforto, 14,96% na simples, 10,24% estão na categoria muito confortável e 3,15% na de luxo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário